Importante vitória

by

O mais importante foi a vitória. Mais uma vez o time oscilou dentro da partida e convenceu somente na primeira etapa, deixando os gremistas presentes no Monumental aflitos até o apito final. Evidente que os três pontos falam por si só. É melhor jogar mau e vencer do que bem e perder, porém, um dia esse equilíbrio tem que vir, ou vai ser esse sofrimento até a última rodada.

Quanto ao fato da equipe ter decaído no segundo tempo, creio que os volantes cansaram, principalmente Adilson (que Renato errou ao não substituí-lo). Douglas e Souza não marcam ninguém, com isso sobrecarregam os dois volantes. Além disso, o Grêmio não teve retenção de bola na frente durante o segundo tempo. Soma-se a isso a postura mais ofensiva do Guarani, o atual momento gremista na tabela, e deu no que deu: sufoco.

Os mais de 30 mil gremistas que foram ao Olímpico fizeram sua parte. O time dentro de campo correspondeu, mais com raça do que futebol, mas, não importa. O momento era de vitória e ela veio. Agora é ganhar moral e sair de vez da zona do perigo.

***

Douglas tem uma grande qualidade técnica, isso ninguém discute. O grande problema que o meia enfrenta é causado pelo seu estilo. A torcida gremista quer que seus jogadores corram os 90 minutos, marquem, deem carrinhos, enfim, querem que a raça prevaleça sobre a técnica. Não discordo disso, porém, não se faz um time somente técnico e também somente raçudo, deve prevalecer o equilíbrio. Tudo bem, Douglas, na média, está devendo ao torcedor, mas é nítido que ele é o único jogador diferenciado que o Grêmio tem em seu elenco.

Outro fato que chama a atenção é a falta de paciência de alguns torcedores em relação ao meia. Ele pode fazer cinco passes certos em sequência, mas basta um erro para que, ALGUNS TORCEDORES, vaiem. Ontem ficou claro a falta que ele fez quando saiu. O Grêmio perdeu criação e posse de bola.

OBS: a virada de jogo para o Fábio Santos no lance do gol da vitória foi de Douglas.

O rapaz tem bola no corpo. Cabe a torcida entender seu estilo e ele querer jogar. O Tricolor sairia ganhando.

***

Vem sendo veiculado na imprensa gaúcha a possível candidatura de Fábio Koff à presidência do clube, num possível confronto contra Paulo Odone – candidato da oposição e favorito ao cargo. Acho que Koff não se candidatará. Talvez ele mantenha o suspense até o dia 11 de setembro, quando ocorre a eleição de renovação de parte do Conselho Deliberativo do clube. Porém, se Koff for candidato, a disputa no final do ano será histórica.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: