Só meio tempo

by

Há tempos o Grêmio não fazia um primeiro tempo como o de ontem. O time teve aproximação do meio campo com o ataque, retenção de bola na frente e criou algumas chances de gol. Só faltou o mesmo de sempre: laterais. Se bem que quem cruzou a bola para Borges marcar foi Fábio Santos, mas em todo este tempo de Grêmio dá para contar quantas vezes isso aconteceu. Já Edílson, bom, nem tem o que falar.

Douglas e Souza faziam uma boa partida e o Grêmio dava uma boa reposta contra o forte time santista. Aí veio o segundo tempo e o bom futebol resolveu mudar de lado. O meio campo gremista não conseguia mais ter a posse de bola e muito menos marcar o Santos. Preparo físico? Pode ser. Mas claramente quem morreu em campo foi Douglas, o resto do time não apresentou nenhuma queda de preparo. Faltou foi futebol mesmo.

Com o Santos dono do jogo, foi só questão de tempo para que o time paulista chegasse a igualdade – já que Victor já tinha feito uns milagres – e virasse a partida. Fato que ocorreu somente nos descontos porque Victor, mais uma vez, defendeu um pênalti. O Grêmio não soube reagir. Faltou organização e qualidade para o Tricolor. A classificação na tabela atrapalha nesses momentos em que é preciso ter a cabeça no lugar para se conseguir os resultados.

***

Renato, em sua entrevista coletiva após a partida, disse que o Grêmio ainda comete erros infantis. Correto! Eu mesmo posso citar alguns. O que leva um jogador (leia-se Fábio Santos) a cometer uma falta num jogador que está de costas para o gol? Esse foi o primeiro pênalti que deu origem ao gol de empate santista.

Outra coisa que é nítida é o mau aproveitamento das bolas paradas. Todas as cobranças de falta e escanteios são cobradas na primeira trave. Será que ninguém tem a capacidade de cobrar com mais qualidade? Os caras vivem com a bola nos pés e não capazes de cruzar uma bola decentemente? São coisas como essas que fazem com que a torcida perca a paciência.

***

Nosso capitão deveria falar menos e jogar mais. Outro que deveria simplificar nessa hora é Jonas.

***

Vilson teve uma boa estreia. Simplificou e parece ser um zagueiro que não brinca em serviço. Gabriel vai ser titular assim que estiver em forma e creio que Renato deveria por Neuton ou Lúcio na esquerda já contra o Furacão.

***

O que seria do Grêmio sem Victor? Confesso que às vezes sinto pena dele. Um jogador com tamanha qualidade não merece ter o time que tem. Aliás, a torcida não merece o time que tem.

***

Este papo que o campeonato é longo não serve, vide 2004. O Grêmio tem que ir para cima do Atlético/PR e vencer! Caso contrário a situação vai ficar ainda mais dramática.

Uma resposta to “Só meio tempo”

  1. Junigol Says:

    Foi só tirar o Marcel e o jogo mudou para o lado do Santos. A entrada do Zé Eduardo no lugar do cone tirou o centroavante de referência, acentuando as jogadas pelas laterais ( ponto fraco do Grêmio ) e o toque de bola ficou mais rapido, com isso a ataque santista pegava a defesa gremista constantemente desarrumada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: