Pênalti Não Admitido Apenas no Futebol Inglês Decide Peleia Braba no TYMV

by

Jogaço de bola. Futebol extremamente peleado. O Time Branco começou mais organizado: Caxias segurava as pontas na defesa, enquanto Junique, Ratobol e Pedro Henrique abusavam das triangulações rápidas para servir o pivô Cleitão. Esse início vibrante, concedeu aos brancos uma vantagem larga de 4 gols (2 gols de Cleitão, 1 de Pedro e 1 de Junique). João Henrique, o estreante da noite em jogos do TYMV, então resolveu jogar de fixo, armando as jogadas. E não é que o Time Azul acertou? Deu liga. Com Bartt caindo pelas pontas, João na armação, Luís fechando o meio e este relator na função de pivô, o Time Azul iniciou uma virada incrível.

Na base da raça, os azuis foram diminuindo pouco a pouco a vantagem dos brancos, a começar com um gol inusitado de Bartt, o qual ele mesmo assim descreveu: “uma bola espirrada na marca do penalti, ela subiu com muito efeito, o que tirou o Caxias da jogada (teve de ficar cercando); quando voltou, cheia de rosca, caiu na minha mentirosa (perna direita) e no quique com efeito, me enganou e eu dei uma furada daquelas. Mas isso serviu de ameaça de chute, pois o caxias abaixou e abriu os braços pra tentar defender; após dar essa de fuinha, dominei rapidamente e ajeitei pra canhota; aí, com caxias se recuperando do movimento, dei um gancho que serviu apenas para encobrir o arqueiro, que mesmo se esticando todo, apenas tocou ‘a borracha da luva da ponta do dedo maroto’ na bola. Foi tão lento – e marrento – o lance que ainda ouvi o murmúrio do goleiro: ‘puta que pariu!’, antes da bola tocar na rede“.

Era o primeiro tento de uma reação inimaginável do Time Azul…

Luís e este relator adiantaram a marcação e foram coroados com duas “entregadas” seguidas: Rato perdeu a bola para Zerbes, que tocou para Luís marcar o gol; Cleitão perdeu a pelota para Luís, que tocou para Zerbes marcar o gol. No final do jogo, João marcou gols importantes. Bartt organizava a marcação do time. Após o empate dos azuis, o Time Branco jogou-se ao ataque e conseguiu marcar com Pedro Henrique, através de um voleio no chão. Belo gol. Entretanto, era a noite do Time Azul. Este relator empatou mais uma vez a peleia, após jogada de Luís Mirandinha, via passe em profundidade de João.

Cleitão teve a bola do jogo em seus pés: após lançamento de Pedro, recebeu de frente para Vinny, olhou, escolheu o canto, mas o arqueiro defendeu com a ponta do pé esquerdo em momento de rara felicidade, demonstrando ótimo reflexo. Há poucos minutos do fim, após uma sequência de 3 grandes defesas de Caxias, Bartt lançou este relator, que girou em cima de Ratobol, dividiu a bola com Junique, driblou o arqueiro do Time Branco, e foi derrubado na área, quando já se preparava para chutar de chapa para o gol vazio. PÊNALTI. Ninguém do time branco reclamou, tendo em vista a obviedade da falta. Este relator, de joelhos, olhou para Caxias: “Tchê Caxias, tu viste que foi pênalti né?” E Caxias deu uma resposta totalmente inusitada: “Eu te peguei, mas na Inglaterra isso não é pênalti”. Zerbes, João, Bartt e Ratobol não aguentaram e viram-se na obrigatoriedade de rir. João Henrique bateu o pênalti e sacramentou a grande virada do Time Azul. Ao soar a sineta, Caxias confessou: “eles mereceram vencer”.

———————————————————————-

— SÚMULA DO JOGO # 119

** TIME BRANCO:

01-Caxias-GK
02-Ratobol
03-Junique
04-Pedro Henrique(C)
05-Cleitão
———————–
11
x
12
———————–

** TIME AZUL:

01-Vinny-GK
02-João Henrique
03-Bartt
04-Luís Mirandinha
05-Zerbes(C)
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 17 de agosto de 2010.
———————————————————-

Tchüss, fusballteigers!!!

3 Respostas to “Pênalti Não Admitido Apenas no Futebol Inglês Decide Peleia Braba no TYMV”

  1. mzerbes Says:

    * Sala de Troféus do Toco y Me Voy:

    __TIME BRANCO__

    _ Troféu Júlio César – PARTE 2 (não cometeu falhas, operou “milagres” e salvou o time em momentos decisivos) = Caxias

    _ Troféu Índio (poucos erros, acelerou o jogo, fois bastante combativo, mas entregou um gol de bandeja) = Ratobol

    _ Troféu Réver (2 gols; zagueiro goleador; apareceu bastante para o jogo e fez várias tabelas) = Junique

    _ Troféu Rafael Sóbis (articulou jogadas, tabelou, fez gols, mas cansou ao final do jogo) = Pedro Henrique

    _ Troféu David Trezeguet (jogou bem mais uma vez, fez gols, mas perdeu a bola do jogo) = Cleitão

    ____________________

    __TIME AZUL__

    _ Troféu Gomes (sua melhor atuação desde que começou a jogar no TYMV; coroado com sua primeira vitória; esteve tranquilo e acertou os lançamentos; salvou a bola do jogo) = Vinny

    _ Troféu Dinho Cangaceiro (tem uma paulada na perna direita; estreante da noite, jogou muito bem, dividiu com muita vontade as bolas, armou o time e marocu gols importantes; o melhor em quadra) = João Henrique

    _ Troféu Luiz Carlos Goiano (extremamente participativo; era o único do time a passar pelos lados para ajudar este relator na pisada do pivô; ajudou João a organizar a marcação do time; rápido na transição meio-ataque; o “motorzinho do time”, como diria Felipão; 1 gol inusitado, mas essencial para a reação) = Bartt

    _ Troféu Koller (2 gols; mesmo “pesadão”, mostrou muita raça e bravura, fez gols importantes, e roubou bolas que foram traduzidas em gols; perdeu alguns gols, mas sua dedicação ao time compensou qualquer erro) = Luís Mirandinha

    _ Troféu Fred (3 gols; muitas vezes abandonado na posição de pivô, pisava na bola para jogar com o time, mas só Bartt aparecia; não desistindo jamais, brigou até o fim, empatou a peleia e sofreu o pênalti que deu a vitória ao Time Azul) = Zerbes, este humilde relator

  2. Gustavo Says:

    Passou despercebido, mas ontem fiz o gol que sempre quis fazer… em uma bola espirrada na marca do penalti, ela subiu com muito efeito, o que tirou o caxias da jogada (teve de ficar cercando); quando voltou, cheia de rosca, caiu na minha mentirosa (perna direita) e no quique com efeito, me enganou e eu dei uma furada daquelas. Mas isso serviu de ameaça de chute, pois o caxias abaixou e abriu os braços pra tentar defender; após dar essa de fuinha, dominei rapidamente e ajeitei pra canhota; aí, com caxias se recuperando do movimento, dei um gancho que serviu apenas para encobrir o arqueiro, que mesmo se esticando todo, apenas tocou “a borracha da luva da ponta do dedo maroto” na bola. Foi tão lento – e marrento – o lance que ainda ouvi o murmúrio do goleiro: “puta que pariu!”, antes da bola tocar na rede.

    Em suma, ameaçar o chute e fazer um gol de gancho (mais, bem mais acintoso que a debochada cavadinha) era o gol que eu queria fazer – e fiz ontem -, pena que a ameaça de chute tenha sido digna do troféu mustela. Consegui algo inédito pro fantástico: bola cheia e bola murcha no mesmo lance!

    hehehehe

    • mzerbes Says:

      Desculpe pelo lapso TERATOLÓGICO que cometi. Minha memória RAM falhou…hehehehe…deixei passar despercebido tal lance.

      Mas já fiz a DEVIDA justiça e retifiquei a descrição do jogo. Aquele lance foi FUNDAMENTAL para o deslinde da peleia. Corrigido o erro.

      Abraço, Guasca!
      Ah…e vê se devolve a bola quando eu te tocar e estiver PIFADO DE FRENTE PRO GOL VAZIO da próxima vez…

      HUAUHAUHAUHHUAHUAHUAUHAHUAUHAHUAUHAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: