Duelo de Gigantes no Futsal do TYMV e a Volta dos Arqueiros

by
Infelizmente, semana passada não houve TYMV. Com as ausências de Diogo Carioca, Benninho Carioca, Ricardo Laudrup e Bartt, ficou difícil juntar 10 atletas para a celebração da peleia. Foram tentados diversos suplentes, tais como: Luís Mirandinha, Pedro Henrique, RodriNIGHT, Roger Secco, Renan Guerreiro, Renatinho, Cauê Show, Robigol, etc. Faltavam 2 atletas para o fechamento do grupo há 3 horas do início do jogo. Assim, o Conselho do TYMV resolveu cancelar o jogo.
Com isso, voltaram vários atletas sedentos pela peleia desta semana. Ricardo segue fora. Fontana foi a nova ausência, tendo em vista os compromissos no seu partido (ele deverá ficar fora semana que vem também). Aproveitando telefonema de RodriNIGHT, o maior goleiro que já vi em 29 anos de futsal amador, confirmei-o na lista dos 10 tocoymevoyzenses. Fui buscas “nos anais do TYMV” a última aparição de RodriNIGHT na peleia da galera, isso porque, não me recordava há quanto tempo RodriNIGHT não jogava conosco. A única lembrança que tenho sobre o último jogo dele é a seguinte: ele jogava no meu time, o qual empatava bravamente com o quinteto liderado por Pedro Henrique (um time bem mais forte tecnicamente), quando, ao final do jogo, em duas bolas recuadas ao grande RodriNIGHT, este tentou driblar Pedro, que acabou anotando os dois gols que dariam a vitória ao time adversário. Pois, como eu falei, fui buscar as informações deste jogo. Ora, estamos no jogo de número 107 em 25 de maio de 2010 e, pasmem, Rodriguinho aparecera pela última vez no jogo de número 26, o qual foi celebrado em 3 de julho de 2008, no Ginásio do Colégio Vicentino Santa Cecília, às 20h30. Faz quase 2 anos. Como diria Bartt: “recordar é viver”. Os times eram os seguintes: TIME AZUL> RodriNIGHT (GK); Kasakkha, Bartt, Renatinho e Zerbes. TIME COLORIDO> Cuervo, Pedro Pitbull, Fernandinho, Pedro Henrique e Cleitão. O jogo foi 13 a 11 para os coloridos na época.
Feito este momento “túnel do tempo”, não se pode esquecer que Ratobol convocou seu amigo Elton “Pagliuca” para jogar como arqueiro, para o lugar de Fontana. Há muito tempo não se via a gurizada tão estimulada para um jogo, até porque, desde o início do ano de 2008 não conseguia jogar com 2 guarda-redes. E isso que o Toco y Me Voy começou em 8 de novembro de 2007. Os times foram democraticamente divididos por Zerbes e Diogo Carioca, porém, como Bartt exerceu o seu jus esperniandi, o grupo viu-se na obrigatoriedade de fazer uma última modificação antes do início do jogo. A expectativa era grande pelas atuações dos goleiros, até porque, Rodriguinho não jogava há anos e Elton Pagliuca (este apelido foi dado tendo em vista o estilo do arqueiro quanto ao uniforme e arrojo no bloqueio da meta) era desconhecido para 90% do grupo.
Jogaço. Partidaça. Tremenda peleia. Verdadeiro entrevero pampeano. Os azuis, liderados por Mossoró, abriram o marcador após uns 8min de estudo entre os dois times, por intermédio de jogada bem articulada entre o já citado líder, Cleitão e Bartt – autor do belo gol que encontrou a coruja que dormia na gaveta direita de RodriNIGHT, goleiro do Time Laranja. O laranjas pressionavam muito, tinham maior posse de bola, mas eram afoitos nas conclusões a gol, tendo perdido uma série infindável de gols, ora por maestria de Elton – que fechava muito bem a meta, ora por falta de frieza. Nos contra-ataques, os azuis conseguiram construir a avassaladora vantagem de 5 gols de diferença. Os laranjas não acreditavam no que viam. Diogo e Zerbes perderam 3 chances claras cada um, enquanto Junique perdera 1 gol também claríssimo na sequência. RodriNIGHT passou a executar defesas de alto grau de dificuldade, salvando o time de levar uma goleada ainda maior em determinado momento. Entretanto, de tanto insistir, os laranjas conseguiram chegar ao primeiro tento, após roubada de bola deste Relator, o qual lançou Benno que, por sua vez, tocou para Junique fazer o primeiro gol do Time Laranja. Estimulados pelo gol inicial, os laranjas encurralaram os azuis, marcando outros 3 gols, 1 por intermédio de Diogo Carioca (aparando chute reboteado) e 2 deste Relator, o segundo, um gol ao melhor estilo “centroavante trombador”, driblando Mossoró e Cleitão, dividindo a pelota com Rato e chutando na saída do valoso arqueiro Elton Pagliuca.
Bartt e Mossoró tentavam sacudir o ânimo do time, e com dois gols de Cleitão, apenas complementando debaixo da trave tabelamento de Rato, Mossoró e Bartt, voltaram para o jogo. Foi então que os laranjas, na base da entrega e de muita raça, alcançaram a virada inimaginável. Diogo Carioca marcou 2 gols em triangulação com Zerbes, o segundo, após 2 chutes deste Relator defendidos por Elton, chegando a furar a rede da meta com raiva; Junique também marcou mais um. Quando todos achavam que a vitória dos laranjas parecia irrevogável, eis que um lançamento de Ratobol, às costas da defesa defendida por RodriNIGHT, encontra os pés de Mossoró que, com muita habilidade, dribla o arqueiro do Time Laranja e dá números finais, quase “no apagar das luzes”: 8 a 8. Exaustão física de ambos os times ao final do jogo, mas muita satisfação de todos por ter jogado aquele que pode ter sido o melhor jogo do ano. Salve RodriNIGHT! Salve Elton Pagliuca! Salve a figura tão importante e intrínseca ao futebol que é o guarda-metas!

———————————————————-

— SÚMULA DO JOGO # 107

** TIME LARANJA:

01-RodriNIGHT (GK)
02-Benninho Carioca
03-Junique
04-Diogo Carioca
05-Zerbes
———————–
8
x
8
———————–

** TIME AZUL:

01-Elton Pagliuca (GK)
02-Ratobol
03-Bartt
04-Mossoró
05-Cleitão
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 25 de maio de 2010.
———————————————————-

Tchüss, fusballteigers!!!

11 Respostas to “Duelo de Gigantes no Futsal do TYMV e a Volta dos Arqueiros”

  1. mzerbes Says:

    AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS ATLETAS:

    * Time Laranja

    _ RodriNIGHT = grande retorno às quadras; sem culpa nos gols; “operou alguns milagres”; não sentiu a falta de ritmo; segue em busca da compra de uma luva nova (tal como há quase 2 anos atrás…hehehehehe). NOTA: 8,5

    _ Benninho Carioca = quase perfeito na marcação; segue não sabendo fazer gols; no alto é soberano; maior ladrão de bolas do jogo. NOTA: 8,0

    _ Junique = o Time Laranja melhorou significativamente quando ele se acomodou na defesa, ao lado de Benninho; marcou 2 gols importantíssimos; salvou um gol INCRÍVEL praticamente de dentro do gol, ao tirar a pelota de cabeça para escanteio. NOTA: 8,0

    _ Diogo Cariocas = dedicação total ao time; estava extremamente motivado; perdeu vários gols – assim como Zerbes, porém, não desistiu jamais, lutou, gritou, marcou, criou, atacou e meteu 3 gols. NOTA: 8,0

    ____

    * Time Colorido:

    _ Elton Pagliuca = teratologicamente ágil; evitou gols incríveis; fecha o ângulo como poucos goleiros que já vi. NOTA: 9,0

    _ Ratobol = triangulou com rapidez, foi à frente para arrematar e iniciou grande parte das jogadas do time. NOTA: 8,0

    _ Mossoró = maior expoente técnico do time, enquanto teve fôlego, driblava, distribuía o jogo e concluía a gol com maestria. Depois que cansou, conduziu desnecessariamente a bola, afetando as jogadas do time. Marcou um belíssimo gol ao final da partida. NOTA: 8,0

    _ Bartt = o atleta mais participativo do jogo; corre o jogo inteiro e correria outro jogo em sequência, caso fosse necessário; 1h ates do jogo já estava aquecendo na quadra; marcou uma bucha no primeiro gol da partida. NOTA: 8,0

    _ Cleitão = desta vez, motivado pela presença de 2 goleiros, deixou de ser apenas um “centroavante aipim”; voltou para marcar e fechou o meio como há séculos não fazia. Recordo-me de 3 gols marcados por ele debaixo da trave. Ele afirmou que fez 5. Será? Será? Será? NOTA: 8,0

  2. Diogo Says:

    O cleitão em breve vai criar raízes na trave…o boneco fica só fica colado na trave escorando….tremendo pescador!!!!!!

  3. mzerbes Says:

    HAHAHAHAHHAHAHAHAHA…bem por aí…

  4. RodriNIGHT Says:

    Mas que honra Zerbes, quem te vê falando acha que sou o Marcelo “Grogue” heheheh, com direito até a momento retrô…
    Sobre o jogo, tava pegado mesmo, negada correu pra caralho e deu o gás. Só tenho que parar de ir jogar de pijama, tomar vergonha na cara…
    Gostei do critério democrático das notas dos jogadores AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE e valeu pelo peso muy amigo sobre a nota do jogador que ora posta heheheheh

  5. thiago costa cardoso Says:

    No pasa nada! OH… No pasa nada! OH… RodriNiGHT es una muralla!!!
    Depois da campanha #FicaVictor. Lanço a campanha #FicaRodriNIGHT
    hehehe #rindomuito

    • RodriNIGHT Says:

      ahahahahahaha
      Grande Thiago, comparações com Sebastian Saja!! ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO
      Estou triste, caiu Fossati. Mas confio nos vermelhinhos… Mário Sérgio… heheheheheheh

  6. RodriNIGHT Says:

    Deu gosto de jogar, nível do jogo bem alto. Poucas vezes vi todo mundo jogar bem. Acordei todo dolorido no outro dia de tanto correr. Já o Rodrigo parecia um velho de 80 anos com artrose, não conseguia nem se abaixar. Sofreu um bombardeio mas foi muito bem.
    Aquele gol que a bola furou a rede foi algo, só faltou derrubar a goleira. Foi o reflexo do esforço para empatar o jogo.
    Acho que o Bartt tem que ir pro antidoping. Essas idas no fim de semana para Bom Jesus sei não… acho que é para comprar boletas. O garoto tem uma vitalidade eqüina kkkk.
    Estréia impactante do Pagliuca… o homem jogou demais. E o Rodrigo superou amplamente as minhas expectativas. Porque quando vi ele na quadra de sapatênis , calça de abrigo, moletom, e sabendo do seu uso regular de perucol pensei “Ih… é o Eduardo Martini” .
    Vou apelidar o Cleitão de NÔ (Para quem não se lembra era o pescador da saudosa e extremamente erótica minissérie Riacho Doce, vivido pelo ator Carlos Alberto Riccelli, e que faturava na história na época indefectível Vera Ficher. Cleitão como NÔ não pesca de molinete, e sim de tarrafa).
    E que venham os próximos jogos….

  7. Junigol Says:

    Aliás o comentário anterior creditado errôneamente para o Rodrigo é na realidade de minha autoria. Quem me conhece sabe que a “fina ironia” é a minha marca registrada hehehe

    • mzerbes Says:

      HUAUHAHUAHUAUHAUHAUHUHAUHA…pô, Junique… pelo menos troca de computador com o teu irmão, tchê!!!

      Tava achando muito estranho o Rodrigo se auto-criticar e, de quebra, abusando do sarcasmo linguístico…hehehe

  8. Emboletado de Bom Jesus Says:

    hahahahaha… caralho, eu acessei o blog pra postar as notas e tinha esse turbilhão de mensagens!

    Junior, quase me mijei rindo da imagem ilustrada do Rodriguinho. “Porque quando vi ele na quadra de sapatênis , calça de abrigo, moletom, e sabendo do seu uso regular de perucol”… Aliás, conforme havia combinado, eu talvez te ligasse ontem para fazermos uma dupla de ataque em POA… Mas acredite, foi muito melhor eu não ter ligado. A minha marcação era ideal, mas a tua era um Odvan de mau humor.

    Vamos às notas: Goleiros 10. Demais, 8. inclusive eu.

    1. Rodrinight. Ele só não pegou o que não tinha como pegar. Ainda mais para quem tava voltando de lesão, cirurgia, longo afastamento, foi um espanto. Junto com o outro goleiro, foi o Mister ‘M’ do jogo: Um espanto.

    2. Zerbes. Correu, se esforçou, marcou, não fomeou. Marcou poucos gols, para quem tanto os faz. Mas o time dele tava com uma zica no início; e também foi o dia em que não bastava chutar pra pelota encontrar as redes…

    3. Diogo. O cérebro do time. Até gritou pouco. Assim como o Jr., é um cara com quem gosto de jogar. Se posiciona bem, marca bem, tem um passe refinado e orienta o time.

    4. Benno. Jogou muito. Marca bem, se posiciona bem, está tocando bem, no momento certo. Se aprimorar a definição, vai se tornar destaque.

    5. Junique. Quase a mesma definição que para o Benno. O diferencial dele é que o garoto consegue reverter o ânimo do time nos momentos ruins. Particularmente, qdo eu escolho, o Junique é um dos primeiros. Porque, fazendo a função dele, é extremamente preciso e regular. Na defesa, fico tranquilo quando ele joga no meu time.

    1. Pagliuca. Sensacional. Quando chegou com fardamento completo pensei: ou é um fiasco, ou o cara defende muito. felizmente, foi a segunda opção. Muito rápido, pegou aquele tipo de bola que a torcida pensa que não vai dar tempo do goleiro pegar e ele pega. Outro detalhe: muito bom na saída de bola. Quase sempre largava pra alguém do lado; e quando lançava mais longa, era sempre no chão, no pé, facilitando o domínio. Não parece, mas isso faz a diferença.

    2. Rato. Seguro, marcou, desarmou, armou, chutou. Equilibrado, passou segurança ao time. Errou pouco. É um cara que sempre aparece no espaço vazio, do ponto de vista defensivo. Isso facilita pois os companheiros dificilmente se apertam. Se for mais participativo na movimetnação ofensiva, também será expoente no TMV.

    3. Mossoró. Segue com a mesma balda. Se dividisse a nota dele, antes goleada parcial, seria 10. Foi decisivo. Desmarcou, driblou, armou e fez gol. É disparado o que tem mais habilidade. Mas depois da goleada parcial instalada, comprometeu. Fomeou, quis dar show e não tem habilidade pra isso. comprometeu diretamente o escore, ao entregar 3 gols em tentativas de drible no meio da quadra, e ainda reclamou dos companheiros que não estariam marcando. A nota depois da goleada parcial seria 6. Média 8.

    4. Cleitão. Pescou, é verdade. Mas se dedicou muito ao jogo. E se posicionou muito bem. citando 2 lances que deixei ele pifado. Em um deles, depois de chutar 3 vezes e Rodrinight defender todas, em uma outra investida, ao invés de chutar, quando rodrigo saira fechando o angulo e marcador veio em mim, cleitão surge como uma flecha (tá, exagerei) do outro lado da quadra, abrindo a opção para o meu passe e ficando com o gol vazio para chutar. Na minha visão foi um golaço, pela jogada e pelo oportunismo dele. Outro lance, na mesma posição, dei um dos passes mais precisos de direita na história do TMV,após um drible. toque vertical, em profundidade, nas costas da zaga e sem dar chance do goleiro pegar. Cleitão veio como um raio (exagerei de novo, hahaha), fechando pela direita, mas chutou pra fora.

    5. Eu. quebrando a regra, vou falar de mim. Eu sou o meu maior crítico. nunca estou satisfeito, mas nesse jogo cheguei próximo ao que gostaria de jogar sempre. Tava muito motivado pelo fato de ter 2 goleiros. Pq quando um jogador de linha tá na meta, o gol que tu faz, por mais bonito que seja, ele não tem o mesmo status de fazer gol em goleiro de verdade. Assim, abrir o marcador com um gol na gaveta foi dimaaaais. Sempre achei bondade dos demais ao me darem uma nota parecida com a dos outros, mas dessa vez, acho que o 8 vem com justeza.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: