A Volta da Democracia Tocoymevoyzense

by

No jogo que marcou o início dos deslocamentos até o Ginásio Poliesportivo da Pucrs deste relator e de Dioguito El Carioca via “bikecrosses” – o que causou furdúncio no bicicletário em momentos antecedentes à peleia, houve a retomada da “Democracia Tocoymevoyzense”. Sem quebra de hierarquia, sem medidas centralizadoras, sem autoritarismo, como havia sido feito na última peleia. Desta feita, os times foram escolhidos por dois atletas da mesma função e de qualidades similares: Benno e Rato, ambos fixos. Mais uma vez, é bom que se diga, os times ficaram desparelhos, todavia, foi uma escolha justa e democrática de escolha. Se os times ficaram desparelhos, foi porque um dos capitães optou de maneira equivocada na formação do seu time. O fato é que o Time Laranja teve ameaçada a sua liderança no placar somente durante um pequeno lapso temporal de uns 8 minutos na metade da peleia. Bem mais técnico, o Time Laranja ‘deu as cartas’ durante 90% do jogo, inclusive, realizando jogadas ‘de academia’, por vezes. Os coloridos largaram na frente com gols de Fontana e Cleitão, contudo, os laranjas organizaram-se e passaram a jogar num toque de bola envolvente. Diogo Carioca e Junique tentavam estimular seus companheiros de Time Colorido com palmas e palavras de incentivo, porém, a raça e a bravura demonstrados pareciam insuficientes, tendo em vista a disparidade de qualidade entre os times. Os laranjas chegaram abrir 6 a 0, mas com muita gana, os coloridos alcançaram nova igualdade. Foi então que os laranjas resolveram jogar. Teve gol de goleiro na gaveta, de autoria deste relator; teve gol de goleiro de Mossoró, através de chute forte; teve golaço de Bartt, driblando dois marcadores e chutando forte no canto contrário do arqueiro; e teve até gol de letra deste relator. A propósito, há tempos que este relator não marcava 6 gols num único jogo (semana passada havia marcado 5). Fazer gols e poder agradecer aos companheiros um belo passe (como o aéreo dado por Mossoró em um gol de cabeça praticamente dentro da goleira) é um dos sentimentos mais gostosos da prática futebolística para aqueles que amam e idolatram este esporte bretão.

Diogo irritou-se com a passividade de Cleitão, que pouco marcava. Junique procurava os companheiros para tocar a bola, mas não havia deslocamento nas alas para que houvesse um passe. Fontana tentava, aos dribles, vencer a marcação. Ratobol tentava iniciar as jogadas. Mas era o dia dos laranjas. Ao final do jogo, uma vitória bem administrada – por 3 tentos a 0 – pelo time que detinha a maior força técnica em face da escolha (justa) dos capitães.

———————————————————-

— SÚMULA DO JOGO # 106

** TIME LARANJA:

01-Ricardinho Laudrup
02-Benninho Carioca(C)
03-Bartt
04-Mossoró
05-Zerbes
———————–
13
x
10
———————–

** TIME COLORIDO:

01-Fontana
02-Ratobol(C)
03-Junique
04-Diogo Carioca
05-Cleitão
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 11 de Maio de 2010.
———————————————————-

Tchüss, fusballteigers!!!

Anúncios

3 Respostas to “A Volta da Democracia Tocoymevoyzense”

  1. mzerbes Says:

    AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS ATLETAS:

    * Time Laranja

    _ Benninho Carioca = diferentemente do jogo passado, praticamente não errou; quase perfeito na marcação; ainda não aprendeu a fazer gols. NOTA: 7,5

    _ Mossoró = segue conduzindo demasiadamente a bola, fez ótimos passes, mas segurou a bola em momentos desnecessários, além de tentar por 4 vezes o mesmo gol de encoberta que não conseguira transformar em vantagem. NOTA: 6,0

    _ Ricardinho Laudrup = excelente partida; driblou na hora certa, passou no momento ideal e organizou as jogadas do meio; jogou fácil; pecou em algumas finalizações. NOTA: 8,0

    _ Bartt = extremamente participativo; o ‘Guiñazu Gremista’ correu como um cão sedento pelo osso durante o jogo todo; em alguns lances foi preciosista; jogou conscientemente; fez 2 belos gols. NOTA: 8,0

    ____

    * Time Colorido:

    _ Fontana = aceitou demais a marcação; como goleiro, não costuma sair-se bem; irritou-se consigo mesmo. NOTA: 3,5

    _ Junique = muita dedicação, muita transpiração, a vontade de sempre; sentiu a falta de um articulador no meio para trocar passes; combativo na defesa; proporcionou 2 gols ao adversário em saídas equívocadas de jogo. NOTA: 5,0

    _ Ratobol = com a velocidade e passe alongado que lhe são peculiares, tentou armar as jogadas do time; teve seu futebol prejudicado pela falta de movimentação de alguns atletas; escolheu mal os jogadores; foi envolvido pelo toque de bola dos laranjas. NOTA: 5,0

    _ Diogo Carioca = o maior expoente técnico do time estava inconsolável; bradou com o time, exigiu marcação e participação de Cleitão; deu o sangue no jogo, lutou, marcou; tentou desvencilhar-se da marcação, mas não havia condições. NOTA: 5,5

    _ Cleitão = o típico “centroavante aipim”; sempre fincado no ataque, pouco participativo nas jogadas de armação e praticamente ausente na marcação; sua apatia pesou para os coloridos; pelo menos, marcou 4 gols. NOTA: 4,0

  2. Gustavo Says:

    hahaha… cão sedento… vou encarar como elogio! hahaha… aliás, eu quase nunca (com razão) gosto das minhas atuações. Mas ontem eu gostei. E a parte que mais gostei da minha atuação foi justamente nos 8 minutos de bobeira relatados na súmula. O time queria dar toquinho, passezinho de calcanhar, janelinha, e fiquei muito brabo com isso. Chegamos a tomar um gol num lance em que um dos nossos quis dar uma roleta quase em cima da linha do nosso gol. Em futebol não precisa fantasiar pra ficar bonito, Comecei a gritar para o time parar com a palhaçada (naquele momento só eu e Benno jogávamos com seriedade) e aquilo parece ter mexido com o brio dos demais laranjas, que passaram a jogar séria e objetivamente.

    o jogo foi desparelho. acho que devemos separar previa e alternadamente os jogadores.

    * Time Laranja

    _ Benninho Carioca = muito competente. Marcou, desarmou e deu ritmo ao time. Sempre apareceu para fazer as jogadas. NOTA: 7,5

    _ Mossoró = faço minhas as palavras e a nota do Zerbes. Ah, ele deve ter tentado umas 5 vezes dar uma janelinha no junique. mas quando quer, sem dúvida, desequilibra. Nota abaixo da média do time não por falta de qualidade, mas porque poderia contribuir MUITO mais se agilizasse o passe e simplificasse um pouco as jogadas. NOTA: 6,0

    _ Ricardinho Laudrup = Tirando a roleta em cima da linha do nosso gol, cedendo um tento ao adversário, partida tecnicamente perfeita. deu passes precisos, fez gols importantes e marcou com vontade. NOTA: 8,5

    _ Zerbes = O bom de jogar com o Zerbes é que sobra garra e vontade pra ele; procurando abrir mais as jogadas, sem perder a virtude do faro do gol. fez um golaço na gaveta e percebe-se nitidamente que está tentando controlar o individualismo. Evoluiu bastante nesse ponto, mas ainda precisa agilizar mais o passe. NOTA: 8,5

    ____

    * Time Colorido:

    _ Fontana = procurou as jogadas; mas faltava aproximação; irritou-se consigo mesmo várias vezes. NOTA: 6

    _ Junique = “muita dedicação, muita transpiração, a vontade de sempre; sentiu a falta de um articulador no meio para trocar passes; combativo na defesa” (apud Zerbes); pra mim, o melhor marcador do jogo. NOTA: 7,0

    _ Ratobol = “com a velocidade e passe alongado que lhe são peculiares, tentou armar as jogadas do time; teve seu futebol prejudicado pela falta de movimentação de alguns atletas” (apud zerbes); não teve o mesmo sucesso, nem anotou um golaço, como o faz em quase todos os jogos. NOTA: 6,5

    _ Diogo Carioca = É o cara que sabe cadenciar o jogo. Lúcido, sabe orientar o time. às vezes se descontrola emocionalmente, vendo o time errar. NOTA: 7,0

    _ Cleitão = Cara, o Cleitão é uma incógnita; não dá pra xingar ele, porque fez 4 gols; e também não dá pra elogiar, pq prejudicou a movimentação defensiva do time. Se correr mais, é um dos melhores. Mas no futsal, em que é preciso saber marcar, ele tem dificuldade. Deve desmontar como atacante no sete ou onze, no qual não se fica tão dependente da marcação de todos. Ah, e ele não lida bem com a crítica. quanto mais xinga, mais ele se atrapalha, hahahaha… NOTA: 6,0

  3. Junigol Says:

    Não engoli a derrota tanto que só estou postando hoje 6 dias após o jogo.
    O time não “casou”, trocavamos de posições constantemente e nada resolvia.
    Quando estavamos levando os 6 gols de diferença eu temi por uma goleada histórica, mas nos puxamos e conseguimos reduzir o estrago.
    Fisicamente estávamos acabados no final do jogo: correndo errado acaba correndo dobrado.
    Meu que fase… não acho que esteja mal, mas tô perdendo a maioria dos jogos. Tá na hora de mudar isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: