Archive for abril \28\UTC 2010

sobre a rodada [67]

abril 28, 2010

Champions League

Barcelona 1 x 0 InternazionaleNa raça o time de Mourinho se classifica para a final. O Barça, favorito para ganhar o caneco, cai em casa e parece que só levará o campeonato espanhol.

Lyon 0 x 3 Bayern de MuniqueCom show de Olic, o Bayern chega com força à final das Champions. O time alemão tem camisa e vai incomodar.

Fato ‘Incrível’ no TYMV Futsal 2010: Bartt Finalmente Perdeu uma Peleia

abril 28, 2010

Pessoalmente, este relator “lavou a alma” neste retorno ao futsal do Toco y Me Voy. Digo isso, porque nas duas vezes anteriores em que havia escolhido os times com o Cleitão, eu havia perdido, além de ter sido alvo de chacota desta “lontra peluda e arriada” recém mencionada. Pela primeira vez em tantos jogos que escolhi, ganhei no par ou ímpar. Isso me permitiu iniciar escolhendo. Fui estratégico nas escolhas. Primeiro optei por um diferencial técnico, e depois enchi o time de defensores para eu ter mais liberdade para jogar no ataque (hehe…). Apenas para o Junique não chorar, mas ele foi um dos primeiros que escolhi. Na escolha final, Cleitão ficou com o (até então) desconhecido Roger ‘Secco’, amigo de Ratobol. Optei pelo Fontana, em que pese o histórico negativo dele em 2010 (não me recordo a última vitória).

Feitos os times, foi necessário esperar o Mossoró uns 8 minutos. Mas tudo bem. Iniciamos com 4 em quadra. O Time Laranja largou na frente. Logo que Mossoró entrou em quadra, os Azuis levaram o segundo gol: 2 a 0. O jogo era muito pensado. Havia pouca correria. Os times se estudavam demais. Com a ida de Benninho para o gol dos Azuis, o time acertou a marcação e passou a ameaçar o gol dos Laranjas, que até então eram melhores na peleia. Gradativamente, na base da calma, e com boas defesas de Benno como arqueiro, o Time Azul passou a impor (nos contra-ataques) uma postura tática mais agressiva. De gol em gol, até virar o jogo, calmamente, os Azuis viraram o jogo para  9 a 2. Cleitão perdia um gol atrás do outro, incessantemente, além de deixar de tocar a bola para quem vinha ao lado dele (fundamentalmente Bartt e Ricardo). O Time Laranja lutava bravamente, mas além de não ser a noite de Cleitão, os Azuis marcavam passo a passo e encurtavam os espaços a partir do meio da quadra. Quase ao final da peleia, os Laranjas ensaiaram uma reação, marcando 2 gols seguidos, baixando para 9 a 4. Mas era um jogo muito bem jogado, muito trabalhado. Não era um jogo para ‘milhares’ de gols como via de regra acontecia. Em uma saída errada de Ratobol, Mossoró aniquilou a reação laranja, dando números finais ao jogo, após gol de lençol em Ricardo: 10 a 4.

Inusitadas, são as distintas histórias de dois atletas do TYMV. Após longas 5 vitórias (ou 37 dias de invencibilidade), o rápido, raçudo e participativo Bartt, famoso colunista do TYMV conhecido como ‘Guasca de Bonja’, conheceu – finalmente – o gosto de uma derrota. Incrível, mas uma hora “o lacre tinha de ser rompido” (hehe…). Após 6 longas derrotas (ou 44 dias de ‘vencibilidade’), o hábil canhoto Fontana voltou a conhecer – finalmente – o gosto de uma vitória. Fontana fez a estreia de seu tênis de futsal novo (uma belíssima nike branca com o símbolo em detalhe azul), algo que ele não comprava há tempos, segundo ele mesmo confessou ao final do jogo. Junique, inclusive, havia apelidado o antigo tênis da marca Rainha que Fontana usava de “Jacaré” (porque ele tinha aberto na frente e estava remendado com uma fita isolante para não sair o pé fora) . É mole?

———————————————————-

— SÚMULA DO JOGO # 104

** TIME LARANJA:

01-Roger Secco
02-Ratobol
03-Bartt
04-Ricardo
05-Cleitão(C)
———————–
4
x
10
———————–

** TIME AZUL:

01-Fontana
02-Benninho Carioca
03-Junique
04-Zerbes(C)
05-Mossoró
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 27 de Abril de 2010.
———————————————————-

Inovando nas súmulas do TYMV, agora de volta oficialmente, após a feitura de 3 difíceis concursos públicos, este humilde Relator proprõe o seguinte: a avaliação do futebol desenvolvido pelos atletas em quadra. Por óbvio, quem avalia, não pode dar notas. Se quiser, pode justificar o voto. As avaliações serão (no mínimo) hilárias. Será muito engraçado e divertido para entreter a gurizada. NUNCA faltando com o respeito, evidentemente. Vamos às cotações que este Relator imagina serem as devidas para cada um dos atletas:

TIME LARANJA:

_ Bartt: correu muito durante o jogo, não se entregou jamais (como de costume), tentou arrematar a gol e buscou tabelar com os companheiros, mas, desta feita, foi dominado pela forte marcação imposta pelo ‘paredão’ formado por Junique e Benninho Carioca. Bartt é o ‘Guiñazu Gremista’ (corre e joga até a morte durante o jogo todo). NOTA: 6,0

_ Roger Secco: para um novato ele se saiu muito bem; foi bem melhor do que outros novatos que se aventuraram a jogar no TYMV (como o Alemão do Tênis de Montanhismo, brother do Fontana, e o Garrincha, brother do próprio Ratobol). Teve certa dificuldade na metade do jogo, quando o Time Azul passou a pressionar nos contra-ataques. Não chegou a comprometer. NOTA: 5,0

_ Ratobol: iniciou muito bem o jogo, distribuindo a bola, correndo muito e aparecendo para os chutes de escanteio e as jogadas de 1×2, mas sucumbiu à marcação forte, inclusive, entregando de bandeja dois gols ao final do jogo. Foi o primeiro a ser escolhido por Cleitão, mas não fez jus ao status que detém. NOTA: 5,5

_ Ricardo: idem Ratobol, porém, quando a peleia estava em 5 a 0, parou de marcar. Como é um dos mais habilidosos da turma, esperava-se mais dele. NOTA: 5,0

_ Cleitão: não era a sua noite. Não acertou uma única jogada. Chegou a ter 4 chances iguais de gol, dominando a bola de lado para a goleira e batendo de bico. Errou todas. Um centroavante (no futsal é pivô) vive de gols e não pode perder tantas chances. Esteve pouco inspirado. Falta de sorte, talvez. Sentiu a falta de alguém que lhe municiasse com “passes-merengues”. Nem ao menos marcou. Comprometeu. Como diria Cláudio Cabral: fardou. NOTA: 1,0

TIME AZUL:

_ Junique: grande partida. Começou o jogo um pouco desatento, mas depois concentrou-se de tal modo, que não perdeu mais nenhuma jogada. Extremamente combativo na marcação, ainda avançou para armar as jogadas com Mossoró e este Relator. De quebra, ainda marcou gol. O melhor em quadra. NOTA: 8,0

_ Fontana: parece que o novo tênis de futsal lhe deu novo ânimo. Há tempos vinha jogando sem inspiração e irritando-se facilmente cm seus próprios erros. Conduziu a pelota demais em dados momentos, mas teve capacidade para marcar gols e tabelar na frente, fundamentalmente com Mossoró e Benninho (quando subia para o jogo). NOTA: 7,0

_ Benninho Carioca: estava marcando muito à distância no início de jogo, contudo, com o time acertando a marcação, ele ajustou-se ao esquema, tendo liberdade até para chutar a gol na frente. Passou a simplificar o jogo e a jogar simples. Assim seu futebol fluiu e o time cresceu. Formou uma ótima dupla de zaga com Junique. NOTA: 7,5

_ Mossoró: o maior expoente técnico entre os atuais integrantes do TYMV. É o diferencial, mas conduz demasiadamente a pelota e tenta lances “de Pelé”, desnecessariamente, os quais em 90% dos casos não terminam em gol. Poderia ser mais efetivo e menos inventivo. Quando quer, faz o time jogar. Cetraliza as jogadas principais. Arremata bastante a gol, logo, costuma fazer mais tentos. NOTA: 7,5

Tchüss, fusballteigers!!

Muricy Ramalho Assume Fluminense, e a Imprensa Relembra Suas Frases Célebres

abril 28, 2010

Muricy foi anunciado como novo treinador do Fluminense-RJ nesta segunda-feira. Ele vem para substituir o demitido Cuca. Sua estreia está marcada para esta quinta-feira ante o Grêmio, em jogo de ida válido pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. Muricy sempre se notabilizou por suas frases bombásticas. Alguns programas esportivos relembraram várias de suas frases célebres. Num Momento (sarcástico) de Armando Nogueira, Muricy Ramalhou largou a seguinte frase anedótica: “Não adianta, meu, futebol é complicado, se o cara não faz acontecer, a bola pune!”

Muricy e sua vasta cabeleira na época de jogador do São Paulo Futebol Clube-SP.

Muricy e sua vasta cabeleira na época de jogador do São Paulo Futebol Clube-SP. FONTE: Blogger Spfc

Tchüss!!

NA CARA DO GOL

abril 25, 2010

O BOM FILHO A CASA TORNA

Queridos amigos, depois de um recesso prolongado, mas muito necessário, retoranam as colunas deste que vos-fala. A preparação para um concurso seja ele qual for exige muita disciplina e foco, motivo pelo qual não escrevi mais neste blog. A prova já foi realizada e o gabarito já saiu e meu desempenho foi como tem sido o meu futebol – algo como “claudicante”- frustrante para alguém que abdicou de muita coisa nestes 120 dias na esperança de tornar-se mais um funcionário público e mamar na dadivosa teta da República Federativa do Brasil. 

Futebol é como a vida e ela segue em frente, tendo sido vitoriso ou derrotado. Nas derrotas avaliam-se os erros e aprimoram-se futuras estratégias para que elas não ocorram novamente. Não quero transmitir a idéia de que perder é bom, mas é no infortúnio que a auto-avaliação é mais intensa. Poderámos traçar um paralelo com uma situação corriqueira:   Um solteiro na balada se ele sai com os amigos, bate um papo, toma uma cerveja e arranja uma gata, a noite foi perfeita. Pode vir passar um trator em cima do sujeito que ele vai morrer feliz com o sorriso do Coringa nos lábios. Ele não vai se perguntar se estava bem arrumado, se o perfume era bom, se tinha uma casca de feijão no dente, se a menina era feia. Ele ” fez o gol” e correu pro abraço. Atingiu o objetivo então tudo está bem.

Agora se o sujeito é mais “competitivo” e passou a noite inteira conversando, imprimindo a arte da sedução e só recebendo evasivas ou beijos na bochecha  (o beijo na bochecha recebido de uma mulher que você investiu e não levou é algo muito desconfortável, é como chutar o pé da cama com o dedo mindinho logo quando acordamos, é a pá de cal em cima do caixão) vai ficar imaginando o que foi feito de errado naquela noite, e tentar melhorar a performance para que o infortúnio não se repita. E se os amigos ainda pegam no pé a autocrítica é mais forte ainda.

O Grêmio teve quebrada a dias atrás uma impressionante sequencia de 15 vitórias consecutivas. Foi um mérito do treinador Silas e do grupo de jogadores. Foi realmente um grande feito, mas a verdade inconteste é que  as vitórias foram obtidas contra times de pouca expressão, dando a falsa impressão que tudo estava bem. Nos ultimos jogos as derrotas contra Pelotas e Avaí escancaram algumas das defíciências da equipe tricolor: A dependência de Douglas para criar jogadas no meio, a fragilidade defensiva dos laterais, o dilema de ter Ferdinando no meio e perder criação ou de escalar Adilson e perder marcação, o péssimo momento de Hugo e Leandro e o caos nas bolas altas na área defensiva.

Que essas derrotas sirvam para que novas lições sejam extraídas e os problemas resolvidos. Que a comissão técnica e o treinador achem novas soluções para estes problemas e que elas fundamentalmente não passem por saturar de volantes o meio campo. O Santos está aí mostrando para todos que a melhor defesa é o ataque. Não se trata de comparar times e sim de atitude em campo. E na noite também é assim: quem não arrisca não petisca. Quem fica escorado na parede vendo os outros passarem chupa o dedo. 

“Feliz é aquele que transfere o que sabe e aprende ao que ensina.” (Cora Coralina)

Abraços a todos!!!

Súmula do jogo 103

abril 22, 2010

** TIME LARANJA:

01-Kelson
02-Diogo Carioca
03-Benno
04-Ricardo
05-Fontana
———————–
0
x
7
(placar da diferença, não sei o resultado total)
———————–

** TIME AZUL e PRETO:

01-Rato
02-Bartt
03-Junique
04-Mossoró
05-Cleitão(C)
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 20 de Abril de 2010.
———————————————————-

Observações: Quanto olhei a formação dos times, achei que os laranjas venceriam, mas o que se viu em quadra foi um jogo dominado quase que inteiramente pelo time de azul e preto. Mossoró com a regularidade de sempre, jogou bem. Cleitão foi um destaque positivo, fazendo vários gols e dando boas assistências; Rato desmarcava e armava jogadas rápidas; Junique foi sempre aguerrido, sempre preciso na marcação, passando confiança ao time por sua regularidade e força na marcação. E este que escreve, apesar de registrar bons e maus momentos no jogo, acabou tendo boa precisão nos arremates, vindo a fazer 4 ou 5 gols, o que não é tão comum, até porque joga mais recuado. Também não é de costume os jogadores do outro lado estarem em um dia ruim ao mesmo tempo. Ricardo, Diogo e Fontana, que normalmente têm ótima precisão, quase não erram passes e arrematam muito bem, não confirmaram suas qualidades. Benno nas suas características de marcação e participação, foi um dos melhores do time adversário, ao lado de Ricardo, que deu trabalho à marcação; Kelson não jogava havia bom tempo, mas deu sua contribuição quando jogou de pivô, fazendo duas assistências precisas. No mais, apesar do placar elástico, o jogo ficou marcado pela total ausência de divergências. Nenhum lance polêmico, enaltecendo o espírito de amizade e desportividade. Ausência sentida de um dos fundadores dos jogos, Zerbes, que estava trabalhando e salvando a pátria do escritório de advocacia.

sobre a rodada [66]

abril 22, 2010

Champions League

Internazionale 3 x 1 BarcelonaGrande atuação de equipe de Mourinho. Não vai ser nada fácil o Barça reverter a situação. Messi salvará?

Bayern de Munique 1 x 0 LyonA vantagem mínima garantirá os alemães na final da competição. O time do Lyon não parece ter força para reverter. E Robben está desequilibrando.

Jogo de 38 Minutos no Futsal do TYMV

abril 14, 2010

Obras inacabadas e a falta de “jogo de cintura” da EPTC na administração do fluxo de veículos até a PUCRS, atrasou o início da peleia. Um trecho que se costuma fazer em 15 minutos, demorou 35 minutos. Com isso, acabaram chegando atrasados ao jogo Bartt, Mossoró, Cleitão, Diogo Carioca e este Relator que vos fala. Em que pese o jogo ter tido uma duração de apenas 35 minutos, foi uma partida bem corrida e disputada. O Time Laranja assumiu o controle já de início, abrindo 2 a 0. Ocorre que o Time Colorido acertou o posicionamento, enquanto o Laranja começou a cansar (acreditem!!). Os coloridos empataram o jogo em 2 a 2 e viraram para 4 a 2. Na base da raça, os laranjas alcançaram novo empate. Inusitadamente, este Relator marcou os dois gols de empate dos laranjas e depois desempatou em favor dos coloridos, através de um gol contra. Confesso que estava com muita gana de marcar gols… Ao final, os coloridos impuseram a sua melhor estrutura tática e organização sincronizada, ganhando (sem riscos) por 3 a 0.

_______________________________
– SÚMULA DO JOGO # 102 –

** TIME LARANJA:

01- Ratobol
02-Junique
03-Diogo Carioca
04-Cauê
05-Zerbes(C)
———————–
7
x
10
———————–

** TIME COLORIDO:

01-Benninho Carioca
02-Bartt
03-Ricardinho Laudrup
04-Mossoró
05-Cleitão(C)
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 13 de Abril de 2010.
———————————————————-

Tchüss, fusballteigers!!

Gremista Fernanda Lima Arrasa na Donna Fashion Week em Porto Alegre

abril 11, 2010
Fernanda Lima e o Exército Gremista roubaram a cena no Dona Fashion 2010. FONTE: ClicRBS

Fernanda Lima e o Exército Gremista roubaram a cena no Dona Fashion 2010. O desfile foi nesta sexta-feira e contou com Danrlei, ex-goleiro histórico do Imortal Tricolor. FONTE: ClicRBS

Tchüss!!

sobre a rodada [65]

abril 8, 2010

Champions League


Manchester United 3 x 2 Bayern de Munique – Num dos melhores jogos da competição, os alemães se classificam e seguem firma na luta pelo título. Nem mesmo Rooney conseguiu salvar os Reds.

Bordeaux 1 x 0 Lyon – E o dono da melhor campanha do torneio está fora, o Bordeaux. Graças ao jogo de dia, vencido pelo Lyon (3×1), o time de Michel Bastos passa de fase.

Barcelona 4 x 1 Arsenal – Show de Messi. Joga pouco o rapaz.

CSKA Moscou 0 x 1 Internazionale – Com tranquilidade a Inter chega as semifinais. Mourinho conseguirá passar pelo Barça?

Relatores Titular e Interino Jogam No Mesmo Time pela Primeira Vez no Ano e Vencem no TYMV

abril 7, 2010

Consoante o prometido, este Relator aposentou a sua chuteira Nike Mercurial Vapor Red. O velho e bom Nike 90 estava de volta e, junto a ele, a sorte. Sim, a sorte de cair num time superior (tecnicamente falado) – algo que não acontecia há um tempo. O Time Preto não tinha atletas que fizessem a transição defesa-ataque, senão vejamos: tinha dois fixos (Junique e Ratobol), dois pivôs (Luís Mirandinha e Cleitão) e apenas um ala (Fontana), mas com características defensivas. De outra banda, o Time Colorido era mais equilibrado: tinha um fixo (Benninho), três alas que cumprem variadas funções (Diogo, Bartt e Mossoró) e um pivô (Zerbes). O fato é que faltaram coletes azuis e laranjas, mais uma vez, o que obrigou os atletas a formarem um time (inédito) de vestimentas pretas e outro de cores variadas. Os “Homens de Preto” saíram na frente, marcando logo cedo 1 a 0. Os Coloridos empataram na sequência e depois viraram o placar. Por intermédio de um belo gol de chapa do Capitão Junique, os Homens de Preto voltaram a igualar o marcador. O jogo parecia que seria equilibrado. Mas só parecia. Após o velho tempo de estudo, o Time Colorido tomou conta do jogo, aproveitou-se de jogadas rápidas de contra-ataque e mostrou competência nos arremates a gol. Mossoró, em que pese tenha conduzido a bola demasiadamente em alguns momentos, desandou a marcar belos gols – quiçá, em razão da chuteira que este Relator lhe emprestou. A propósito, estou vendendo minha chuteira por R$ 30,00 (hehehehe…). Ao final, placar folgado e bem administrado, tendo 7 gols de vantagem.  Relator e Interino também sabem jogar no mesmo time…

_______________________________
– SÚMULA DO JOGO # 101 –

** TIME COLORIDO:
01- Benninho Carioca(C)
02-Diogo Carioca
03-Bartt
04-Mossoró
05-Zerbes
———————–
14
x
7
———————–

** TIME PRETO:

01-Junique(C)
02-Fontana
03-Ratobol
04-Luís Mirandinha
05-Cleitão
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 6 deAbril de 2010.
———————————————————-

Tchüss, fusballteigers!!

sobre a rodada [64]

abril 1, 2010

Champions League

Bayern de Munique 2 x 1 Manchester United – Virada alemã. O time inglês terá que jogar muita bola para passar de fase.

Lyon 3 x 1 – Bordeaux – No confronto francês, o Lyon larga com grande vantagem. Só um desastre tira o time de Michel Bastos da semifinal.

Arsenal 2 x 2 Barcelona – O jogo mais esperado da rodada justificou tamanha expectativa. O time inglês buscou um empate suado e que o mantém vivo no jogo de volta. Que, ao que tu indica, também será de arrepiar.

Internazionale 1 x 0 CSKA Moscou – Resultado que deixa a disputa em aberto. Vai ser feio o jogo da volta. Mourinho que se cuide.


%d blogueiros gostam disto: