Súmula do jogo 04/2010 e 99 do geral – A MAIOR GOLEADA REGISTRADA NO TOCO Y ME VOY

by

Mais uma vez vem o interino publicar a súmula, tendo em vista que o retorno do titular foi apenas relâmpago. Mas dessa vez, o sumiço tem uma razão: Zerbes, o nosso grande idealizador dos jogos, o maior incentivador das peleias, justamente ele, veio a sofrer a maior goleada já registrada no Toco y me Voy. Foram 14, eu disse catorze; sim, treze gols de diferença!

Mais acostumados com a nova pelota, esta não foi o destaque da partida, como ocorrera na semana anterior. Desta feita, o grande destaque ficou por conta da fúria, do empenho incessante do time descamisado que, mesmo com o jogo na mão, jamais desistiu do ímpeto de atacar. Em nenhum, NENHUM momento, o time sem camisa fez cera ou travou o jogo. Foi impiedoso do início ao fim, sem firulas. E esta é a melhor maneira de respeitar o adversário.

Desta vez, a qualidade técnica e categoria superiores, atributos requisitados por Zerbes ao seu time da semana passada, tomou doril. Bem se vê que, se existe uma superioridade em técnica e categoria, algo com o que discordo, esta não está do lado do time do nosso relator titular.

Sintetizando o jogo, trata-se de uma partida em que tudo deu certo para um time e tudo de errado aconteceu para o outro. Os de camisa foram os azarados: liderados por Zerbes e Ricardo, impuseram resistência, operando contra-ataques rápidos e perigosos, contando com a calma e precisão de Fontana nos passes e chutes. Mas o time sem camisa resistiu aos ataques e, com belos trabalhos de passes e aproximações, revezando posições como requer o futsal moderno, praticamente não errou gols. As oportunidades foram em sua maioria aproveitadas pelos jogadores. O trabalho de pivô, com aproximação dos alas foi exemplar, enquanto que, quando perdia a bola, todos eram solidários na marcação.

O time derrotado tentava, chutava, mas ou a bola não encontrava o gol ou então parava nas defesas dos goleiros. A noite não era dos “com camisa”. No final do jogo, Zerbes conseguia vantagem pessoal sobre a marcação, puxou a bola para o meio e, quando estava frente a frente com o goleiro (Bartt), com “sangue nas ventas” para fazer um gol (o que há muito não ocorria), eis que surge uma bola da quadra ao lado e, desgovernada atinge a bola do nosso jogo, fazendo com que Zerbes chutasse o ar. Tiraram o doce da criança…

Assim, com uma bela apresentação coletiva e resumindo o espírito guerreiro, o time de camisa, enfraquecido pelo azar e falta de entrosamento do novo integrante (amigo do Fontana), o qual atuou mal efetivamente, pouco a pouco foi desanimando (desânimo liderado por Cleitão), o que, aliado pelo ímpeto famigerado do time sem camisa pelo gol, decretou tão elástico placar.

Aproveitando as palavras do titular dos relatórios sumulares dos nossos jogos, copio e ratifico a frase de autoria de Vicente Feola: “não existe zebra que engane por mais de dois jogos”. Já são 4 jogos no ano, e esta foi a terceira vitória do time. Foram 25 gols de diferença pró ‘zebra’ em 3 jogos que ganhou. Assim, o Subjugado “Paulista de Jundiaí” aplicou a maior goleada na “Academia de Futebol”. Que coisa, não?

_______________________________
– SÚMULA DO JOGO # 99 – ou 04/2010

** TIME SEM CAMISA:
01- Benninho Carioca
02-Ratobol
03-Junique
04-Bartt(C)
05-Pedro Henrique
———————–
24
x
11
———————–

** TIME COM CAMISA:

01-Ricardinho Laudrup
02-Fontana(C)
03-Amigo Fontana
04-Zerbes
05-Cleitão
———————————————————-
LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 23 de março de 2010.
———————————————————-

4 Respostas to “Súmula do jogo 04/2010 e 99 do geral – A MAIOR GOLEADA REGISTRADA NO TOCO Y ME VOY”

  1. Pedro Barcellos Says:

    Adooooro………brincadeiras à parte, acho que deveríamos ter mudado os times…o jogo ficou chato…no próximo jogo levarei um sabonete e um shampoo…

    abraçõs queridos…como diria RIQUELME…”toco y me voy” (E dá-lhe argel = fucks no inter)

  2. mzerbes Says:

    Agradeço, de antemão, aos meus amigos de TYMV pelo chocolate de Páscoa que ganhei ADIANTADAMENTE.

    Qualquer pessoa racional poderia perceber que não havia a mínima condição de SEQUER EMPATAR um jogo daqueles, tendo em quadra um cidadão que nem ao menos noção de espaço tinha. O coitado não sabia marcar (marcava a bola e não o jogador). Para piorar, como afirmou o Junique: “É preciso colocar o dedo do Cleitão na tomada, pois ele está hibernando”.

    Num jogo equilibrado, como eram para ser todas as peleias do TYMV, jogar com 2 atletas a menos impossibilita qualquer busca por resultado. Acima de tudo, a escolha dos times concedeu a sorte a um quinteto, e o azar a outro. Como o Pedro bem enfatizou: “não teve graça”. Mesmo assim, como é da minha personalidade (e nunca fujo da responsabilidade), eu reconheço a vitória alheia. Foi uma vitória MUITO MERECIDA. Incontestável. Junique poderia pedir a música ao Tadeu Schmitt até o fim do ano – como bem frisou o Benninho Carioca.

    OBS 1_ Sorte do “Time Descamisado” que balãozinho e janelinha não computa gols, caso contrário, eu teria feito A FESTA…hehehehehe… (2 janelinhas no Pedrinho, 1 janelinha no Rato, 1 balãozinho com gol no Junique…);

    OBS 2_ Ah…e que gol com balãozinho…só o Eto’o de bike contra o Livorno foi mais bonito…hehehehehehe

    OBS 3_ Parafraseando Ronaldo Fenômeno, após a derrota para o Paulista de Jundiaí-SP: “Eu sei de todo o cartaz que tenho, sei que tenho as costas largas, então na hora de criticar, podem bater em mim”.

    Ao final do ano, a Academia de Futebol terminará na frente de novo, disputando todos os títulos, enquanto o Paulista de Jundiaí cairá na sua realidade, jogando as divisões de acesso da Nossa Nação Pátria…

    • Gustavo Says:

      Ah, bom… no início era a zebra que não duraria mais de 2 jogos… agora que passou esse limite, pelo menos tu colocaste um horizonte mais amplo, só no fim da temporada.

      Fato é que pelo tênis eu vi que o amigo do Fontana não tem muito apreço pelo futsal… e vou contar um segredo: o que definiu o jogo foi a escolha: no momento crucial, Fontana tinha a possibilidade de escolher entre Benno e amigo dele; tivesse feito outra opção e o jogo teria sido taco a taco… mas nem fontana sabia dos predicados de seu amigo. E Cleitão Riquelme sumiu do jogo… deve ter dado outro problema estomacal, pois não o vi em quadra na última terça…

      Abraço a todos!

      • mzerbes Says:

        Putzzzzzzzzzz… pior que tu tens razão, Guasca!!! O bonequinho apareceu com um tênis para praticantes de outro esporte ( MONTANHISMO)…aí é brabo!!

        Fontana me disse no carro, após o fatídico jogo, que escolheu o amigo dele “por pura parceria”…complicado!

        OBS 1_ Diogo no lugar do Parceirão do Fontana daria jogo parelho…

        OBS 2_ Cleitão tem nova alcunha: Cleitão Caganeira…

        AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: