Grêmio Levanta a Taça do Primeiro Turno do Gauchão 2010: Constrangedor

by
Grêmio campeão da Taça Fernando Carvalho (2º Turno do Campeonato Gaúcho 2010) - de pé: Rafael Marques, Victor(C), Maurício, Mário Fernandes, Hugo e Douglas; agachados: Jonas, Borges, Ferdinando, Fábio Santos e Fábio Rochemback.

Grêmio campeão da Taça Fernando Carvalho (2º Turno do Campeonato Gaúcho 2010) - de pé: Rafael Marques, Victor(C), Maurício, Mário Fernandes, Hugo e Douglas; agachados: Jonas, Borges, Ferdinando, Fábio Santos e Fábio Rochemback.

Constrangedor. Esse é o termo que resume o título conquistado pelo Grêmio neste 28 de Fevereiro de 2010. E tudo graças a dois fatores precípuos: 1) atuações abaixo da média de grande parte de seus jogadores; 2) a falta de ímpeto e as preferências do treinador Paulo Silas. Na saída do estádio, a torcida gremista não comemorou. Uma pequena minoria, ou alcoolizada, ou sem noção da atuação pífia, resolveu comemorar com buzinadas e gritos tímidos. Eu, meu primo Digão e meus amigos Alemão Pizoni e Junique não conseguimos comemorar. Se o Grêmio tivesse conquistado o primeiro turno e esta fosse a conquista do segundo turno, não haveria problemas. Mas logo ali, temos uma Copa do Brasil, temos o segundo turno do Gauchão. Não haverá Novo Hamburgo-RS, Porto Alegre-RS, Avenida-RS, e sim, Santos-SP, Palmeiras-SP, Fluminense-RJ. Este time que vocês estão vendo supra, caso não sofra boas alterações, haverá de protagonizar um verdadeiro “show de horror” nos próximos jogos.

Este filme de horror com pitadas de crueldade, pode ter tido início com as lesões que vêm atemorizando os gremistas: o primeiro a se lesionar foi Souza (6 meses fora), depois foi a vez de Lúcio (também 6 meses), e agora, mais recentemente, Leandro (30 dias) e (hoje) Borges. Não há time que aguente tantas ausências. Ademais, todos são titulares. O Grêmio ideal teria: Victor; Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Lúcio; Willian Magrão, Rochemback, Souza e Douglas; Leandro e Borges. O Grêmio que vem se projetando é: Victor; Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando, Rochemback, Maylson(Hugo) e Douglas; Hugo(Willian) e Jonas. É muita diferença. Convenhamos. Em que pese o Imortal Tricolor tenha vencido o título do primeiro turno do Gauchão 2010, os erros não podem passar despercebidos. Willian substituiu o lesionado Borges e mostrou que está totalmente fora de forma. Deu para contar em uma mão quantas vezes ele tocou na bola. Após a lesão muscular de Borges, o time se perdeu. Havia feito um primeiro tempo de qualidade, mas o segundo tempo reservava fortes emoções…

Borges sofreu lesão muscular: segunda-feira fará exames para ver quantos dias ficará fora. FONTE: ClicRBS

Borges sofreu lesão muscular: segunda-feira fará exames para ver quantos dias ficará fora. FONTE: ClicRBS

O Novo Hamburgo-RS foi pra cima na segunda etapa. Rodrigo Mendes entrara para dar “o algo a mais” que faltava ao time conhecido como “Galáticos do Vale do Sinos”. E foi. A torcida gremista passou por mals bocados. Para piorar a situação, o treinador gremista retirou um atacante (Jonas) e colocou um volante (Maylson), e depois, o meia articulador e grande craque do time (Douglas), para colocar outro volante (Adílson). Isso sem contar, que as atuações individuais de Fábio Rochemback, Maurício, Hugo, Jonas e (principalmente) Willian foram comprometedoras.O Grêmio foi patético a partir dali. Passou o restante do tempo apenas se defendendo, dentro do seu próprio estádio, ante a sua própria torcida, com quatro volantões, tão-somente aguardando o fim do jogo. Afora estes pontos negativos, também há os positivos: o Grêmio quebrou o recorde de invencibilidade no próprio estádio (46 jogos – o recorde pertencia ao Internacional-RS do final dos anos 70), foi o primeiro jogo em que o Imortal Tricolor não levou gol, e foi o primeiro título tricolor desde o Gauchão de 2007. Orai, torcida gremista! É o que nos resta…

GRÊMIO (1) NOVO HAMBURGO (0)
Victor; Mário Fernandes, Maurício, Rafael Marques e Fábio Santos; Ferdinando, Fábio Rochemback, Douglas (Adílson) e Hugo; Jonas
(Maylson) e Borges (William).
Juninho; Micael (Rodrigo Mendes), Cláudio Luiz e Edson Borges; Chicão (Michel), Emerson, Márcio Hahn, Preto (Maiquel), Edimar e Paulinho; Gustavo Papa.
Técnico: Silas Técnico: Gilmar Iser

Gauchão, final do 1º turno, 28/02/2010
Local:
Estádio Olímpico, em Porto Alegre.
Arbitragem: Carlos Simon, auxiliado por Altemir Hausmann e Paulo Conceição.
Gol: Ferdinando (G), aos 20min do 1º tempo.
Cartões amarelos: Maurício, Ferdinando e Fábio Santos (G); Édson Borges e Cláudio Luiz (NH).

Tchüss!!

Anúncios

2 Respostas to “Grêmio Levanta a Taça do Primeiro Turno do Gauchão 2010: Constrangedor”

  1. RodriNIGHT Says:

    OREMOS…

  2. Junigol Says:

    Alguém tem que encostar no Silas e dar uns conselhos… esse negócio de 4 volantes no Olímpico para segurar resultado é um acinte. Tivemos sorte ontém, mas contra Palmeiras e Santos na Copa do Brasil só sorte não vai ser suficiente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: