UM PENDURAR DE CHUTEIRAS COM A ALMA TRICOLOR

by

Foi uma despedida de luxo, o mínimo do que um dos 5 maiores ídolos da história tricolor merecia. Mas foi muito mais do que isso.

Eu me arrependo muito por não ter ido assistir a esse jogo. Era uma oportunidade única de ver o grande time do Grêmio de 1995, se não o melhor é o segundo melhor de todos os tempos, reunido mais uma vez, provavelmente a última.

Como bom gremista, eu me arrepiei com a entrada do time em campo. Mas eu não esperava que as imagens que eu estava prestes a ver fossem tão marcantes e me trouxessem tantos ensinamentos.Muitas lições eu tirei de cada imagem, de cada lance. Confesso que chorei. Me senti até meio ‘manteiga’ por isso, mas o choro do Dinho, o imortal cangaceiro, me isentou de tal sensação.

É que eu via mais do que um jogo: quando a bola rolou, tudo aquilo que eu defendo sobre o esporte, eu vi em campo no estádio Olímpico Monumental. Primeiro, uma torcida absolutamente apaixonada. Se o Flamengo tem a maior torcida do mundo, o Grêmio tem, sem dúvida, a MELHOR!

Segundo, eu vi um TIME de futebol. Aqueles 11 jogadores capazes de derrubar qualquer adversário. Aquele time que não tem um grande craque, mas tem 11 guerreiros imortais imbatíveis, obstinados e incansáveis. Isso, em um campeonato de pontos corridos, fica em segundo plano, perdendo espaço diante da necessidade de se ter 2, 3 jogadores para cada posição, porque, por mais incansável que seja, esse time de 11 jogadores não tem condições de fazer 38 finais.

Terceiro, eu vi um espetáculo em que não só a torcida é apaixonada pelo clube, mas os próprios jogadores são declaradamente apaixonados pelo clube, ainda que alguns não sejam gremistas de origem, mas todos se identificam com o clube. Eu vi Danrlei, goleiro que atuou 10 anos no Grêmio e, não fosse a perda de competitividade, estaria até hoje na meta tricolor, porque nunca sairia do Grêmio por ofertas de outros clubes. Eu vi Tarciso, que atuou ainda mais tempo defendendo as cores azul, preto e branco: de 1973 a 1986! E o passe que ele deu no primeiro gol explicou para os que não viram ele jogar a razão de tanto tempo ter ficado no Tricolor da Azenha.

Eu vi Dinho novamente xerife do meio campo do Grêmio, e tive a certeza de que não haveria moleza para o adversário; eu vi Arce novamente, e tive a certeza de que o Grêmio teria meio gol a cada falta. Sabia que o lado direito de ataque seria uma fonte de perigo, com seus cruzamentos precisos; eu vi Paulo Nunes e sua agilidade, flutuando no setor de criação, abrindo a zaga e fazendo os velhos cruzamentos para Jardel. E Esse último tem uma estrela enorme. Não fosse sua forma física, seria titular no Grêmio e em qualquer clube do Brasil. Jardel sabe fazer gol e tem o atalho pra isso.

Bem, falando de alguns, eu acabo fazendo injustiça a todos os outros, que deram um exemplo de como deve ser o futebol, hoje enlodado pela interferência exagerada de empresários, pelas malas brancas e pretas, por uma fórmula sem emoção e pelo predomínio incondicional do dinheiro.

E até nisso a torcida deu aula, ao vaiar Assis. Eu até achei um pouco exageradas; ele foi um grande jogador, muito importante para o Grêmio. E defendeu os interesses da família. De forma alguma eu condenaria a saída do Ronaldinho, tendo em vista que seria inevitável e a solidificação financeira é necessária. Todo jogador, toda pessoa precisa buscar isso. Mas a forma como as coisas foram conduzidas até hoje geram efeitos. Que julgo serem positivos, pois mostra que a torcida do Grêmio valoriza o amor à camisa, mesmo que o jogador saia para fazer sua “independência financeira”. Mas que saia de uma forma correta e transparente, como fez Cláudio Pitbull, por exemplo.

Enfim, esse jogo trouxe de volta em mim a certeza de que os princípios esportivos que carrego estão certos e que não é anacrônico para o jogador ter um time do coração e valorizá-lo mais do que o dinheiro. E me deu um orgulho enorme de ser gremista.

Danrlei, muito obrigado pelos títulos que nos deste. Foste um grande goleiro e sempre será um ícone cravejado na nossa história. E muito obrigado pelo jogo de despedida que organizaste. Esse jogo jamais sairá da minha retina, pois nesse jogo pairava de novo no Olímpico, em sua plenitude, a eterna alma gaudéria, gaúcha, guerreira e, em uma palavra, GREMISTA.

4 Respostas to “UM PENDURAR DE CHUTEIRAS COM A ALMA TRICOLOR”

  1. junigol Says:

    Tarcisão no auge dos seus 50 e muitos anos com um preparo físico invejável foi o melhor do primeiro tempo. Justificou o apelido de “flecha negra”, e ainda trata a bola muito bem. Paulo Nunes cruzando para Jardel fazer de cabeça não tem preço, ver aquilo me deu um aperto na garganta… é amigos, foi muita emoção mesmo pela televisão. E se não tivesse chovido teríamos 50 mil pessoas com certeza , esse é a dimensão do carisma que o Danrlei tem com o torcedor tricolor.

  2. mzerbes Says:

    Tchê, eu ouvi na Rádio Gaúcha que teve muito torcedor tricolor chorando quando o Paulo Nunes cruzou para um testaço certeiro do Jardel, o qual foi convertido em gol… passou um filme na mente da gremistada…que momento!!!

    Uma pena que eu estava em Teutônia-RS e não pude testemunhar…

    • Gustavo Says:

      me encheu os olhos ver esse gol! cara, quando o Paulo Nunes passou pelo Mazza (que aliás, fez uma intervenção arrojadíssima no início do lance), eu gritava na frente da televisão: “Cruza pro Jardel! cruza pro Jardel!!!”. Até a minha mãe, colorada, quase chorou e disse: “É, esse era um baita time…”

      Eu dava pulos na sala, apesar de estar com a impressão de ter o olodum na cabeça, após ressaca da noite anterior. Ainda agora, escrevendo esse comentário, revi o gol e me arrepiei. COMO É BOM SER GREMISTA!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: