O Timbu Não Vai Rebaixar Graças ao ‘Gênio’

by
A torcida alvirrubra fará reverência ao 'Gênio' quando o Brasileirão terminar. FONTE: GLoboEsporte.com

A torcida alvirrubra fará reverência ao 'Gênio' quando o Brasileirão terminar. FONTE: GLoboEsporte.com

Venho acompanhando o trabalho de Geninho desde a sua contratação por parte da direção do Náutico Capibaribe-PE. Eu e outros colegas de blog, assim como alguns leitores, estranhamos a sua anuência, ao topar este convite (no mínimo) perigoso. Até porque, outros tantos clubes estavam interessados na sua contratação, entre eles alguns clubes considerados grandes – não esqueçamos que o Grêmio tentara, antes de Paulo Autuori, a contratação de Geninho. Cheguei a ler e a ouvir algumas entrevistas de Geninho, e pude ratificar o que eu pensava: ele só aceitou aquela árdua tarefa de tirar o Timbu da lanterna do Brasileirão e evitar o seu rebaixamento porque se trata, sem sombra de dúvidas, de um dos maiores desafios da sua carreira de técnico, senão o maior. Isso motiva um treinador. Isso desafia um profissional digno e trabalhador como Geninho. Além disso, a direção do Náutico Capibaribe-PE deu todo o respaldo para Geninho, lhe dando ‘carta branca’ para fazer quaisquer modificações na comissão técnica, no grupo de jogadores, assim como nas categorias de base do Timbu, e ainda solicitar algumas contratações (dentro das restritas possibilidades do clube).

Já no primeiro jogo do Náutico Capibaribe-PE eu percebi mudanças táticas e de postura no Timbu. Jogando em casa, na estréia de Geninho, o Timbu empilhou chances desperdiçadas e acabou empatando com o Vitória-BA. Merecia a vitória. Em seguida, uma goleada estrondosa para o Barueri-SP (4 a 0 na Arena Barueri, com 4 gols de Val Baiano). Foi o que bastou para Geninho chacoalhar o vestiário e dar um novo rumo ao Náutico Capibaribe-PE. Jogo aguerrido, extremamente disputado, e um empate em 2 a 2 com o Botafogo-RJ no Estádio dos Aflitos. A vitória escapou no minutos finais, desta vez. Na sequência, o Clássico dos Clássicos contra o Sport Recife-PE, e no Estádio da Ilha do Retiro. Jogaço de bola. Carlinhos Bala, ídolo das duas torcidas e capitão de Geninho no Timbu, acaba com o jogo, mas o Náutico, embora tenha ficado sempre na liderança do marcador, deixou a vitória fugir nos minutos finais novamente. O resultado não era de todo o ruim, haja vista que se tratava de um clássico, o jogo havia sido jogado fora de casa e o Timbu vinha pontuando.

Em seguida, uma derrota desalentadora de 2 a 1, em pleno Estádio dos Aflitos, para o Santos-SP de Vanderley Luxemburgo. Derrota merecida. Parecia que o Timbu havia parado de evoluir, e se encaminharia de vez para o rebaixamento. Errado. Foi aí que Geninho mobilizou o grupo de uma vez por todas, acertou o esquema tático do time, e não perdeu mais. O Timbu empatou em 1 a 1 com o Flamengo-RJ no Estádio do Maracanã. Resultado injusto. O Timbu jogou melhor toda a partida, Geninho foi ‘gênio’ ao dar um verdadeiro nó tático em Andrade, treinador rubro-negro, abriu o marcador num belo gol de Gilmar, seu maior expoente técnico, mas em razão de um erro primário do zagueiro Cláudio Luiz (que tentou sair driblando na defesa quando faltavam 5 minutos para o término do jogo), a vitória foi adiada mais uma vez. A evolução do Timbu era clarividente e ficou mais evidenciada, quando da vitória por 1 a 0, gol de Gilmar cobrando pênalti, sobre o todo-poderoso Corinthians Paulista-SP, campeão da Copa do Brasil 2009. Para espancar todas e quaisquer dúvidas sobre ‘A Evolução do Time de Gênio’, o Náutico Capibaribe-PE derrotou em seus domínios por 2 a 1 o Santo André-SP neste último final de semana.

Se o torneio terminasse hoje, o Timbu estaria rebaixado (é o 17º colocado com 18 pontos), porém, este blogueiro tem a certeza absoluta de que o Náutico Capibaribe-PE, time treinado pelo gênio Geninho, não cairá. Quiçá, poderá até lutar por uma vaga na Copa Sul-americana. O Timbu é um time simpático, tem um treinador que eu admiro, e um time  formado por alguns jogadores bons (Gilmar e Carlinhos Bala) e outros esforçados (Derley, Glédson, Gladstone, Anderson Santanna). Há outros times piores e que ainda não encontraram a sua estruturação tática. Geninho é um treinador de uma competência rara hoje em dia. Ele costuma tirar o máximo do grupo, tem o respeito dos atletas e sabe articular um esquema tático como poucos. Como Geninho é um treinador que costuma cumprir o seu contrato até o fim, posso assegurar que o Náutico Capibaribe-PE seguirá na Primeira Divisão do Futebol Brasileiro em 2010.

Tchüss!!

Uma resposta to “O Timbu Não Vai Rebaixar Graças ao ‘Gênio’”

  1. RodriNIGHT Says:

    Meio gay esse post heim Zerbes… mas sei que o blog é moderno e democrático, então tah valendo… heheheh

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: