NA CARA DO GOL

by

INDIGNAÇÃO

Domingo, dia dos pais. Apesar da chuva torrencial que caía sobre Porto Alegre, um dia feliz. Celebramos com todos os pais, sejam biológicos ou de criação a presença especial que exercem nas nossas vidas. Para gaúcho não há nada melhor do que churrasco em casa reunindo a família e amigos. Maminha, vazio, costela com aquela “manta de gordura” e aquele sabor que o osso deixa na carne quando é assado junto. Para finalizar um pernil de ovelha fantástico. Sem contar a maionese, salada, cafézinho, torta de bolacha… enfim uma orgia gastronômica absurdamente saborosa.

Após o banquete, a famosa “sesta” para relaxar e um tempo para finalizar a minha coluna. Vejo um pouco de Flamengo e Corinthians. Nota-se uma equipe paulista consistente na parte defensiva, mas órfã de ataque. Ronaldo faz muita falta, e reforços necessitam vir imediatamente. Flamengo é o Imperador mais 10.

Pontualmente as 18:20 sentei na frente da televisão para acompanhar Grêmio e Barueri. Estava ansioso devido a boa atuação contra o Palmeiras e na expectativa da quebra do jejum de vitórias fora do Olímpico.

As 20:30 levantei me do sofá, sento na frente do computador e começo a escrever uma nova coluna.  A que era para ser postada foi “engavetada”. Acabou a serenidade, a ponderação. Acabou o domingo, só há um misto de incredulidade, raiva e indignação. E desta vez o alvo é voltado para a Azenha.

O Grêmio perdeu outro jogo fora de casa, pelo placar de 1xo. Até aí nada de novo, foi a sétima derrota em nove jogos. Um recorde absoluto de incompetência. Mas a forma da derrota é que tirou-me do sério. O Barueri é um time  organizado, e tem uma campanha boa em casa. Joga num 3-5-2 meio compactado e tem dois jogadores ofensivos bem insinuantes e rápidos: Fernandinho e Tiago Humberto. Mesmo assim, não era permitido ao Grêmio perder o jogo.

O embate foi praticamente em campo neutro, pois o Barueri não tem torcida. Sem exagero não dava 2 pra um a proporção de torcedores do Barueri para os do Grêmio. Dava para ouvir na transmissão com clareza a Geral do Grêmio gritando e apoiando. O adversário no fundo é um time regular, nada de especial, o centroavante , Luís, era fraquíssimo, quase um “ataque de asma”. O titular Val Baiano estava machucado. Mas o Grêmio repetiu a mesma postura dos outros jogos, entrou receoso, sem agredir o adversário, uma passividade irritante. Sempre esperando o jogo. Sem jogadas pelas pontas, pois Fernandinho atormentava Thiego o tempo todo, prendendo este na marcação e Jadilson inexplicavelmente não apoiava o que é o seu ponto forte. Com isso as jogadas afunilavam pelo meio para Maxi Lopez que foi bem anulado e isolado, pois Douglas Costa era um elemento ausente do jogo.

Não entendo como isso ocorre. Em casa é uma atuação e fora é outra. Em casa é a Sharon Stone e fora é a Zezé Macedo. Tirando os jogos contra Palmeiras e Vitória sempre houve pouca torcida adversária presente. Contra o São Paulo no Morumbi também foi quase campo neutro. Fora de casa é sempre assim: Souza e Tcheco demoram a entrar no jogo, atuam quase só meio tempo porque no resto estão sumidos do jogo, Há um desperdício inaceitável de gols do Maxi Lopez e  principalmente do Jonas… olha parece que falta força, pontaria, tudo para esse rapaz. Douglas Costa não emplaca e se esconde  ( a bola “queima ” nos pés). A equipe não se impõe. Com todo o respeito, camisa não ganha partida mas time grande como o Grêmio tem que propor o jogo, agredir o adversário e, principalmente, comandar as ações em cima de um time de menor expressão. Estamos nos portando que nem time pequeno, é inaceitável.

As explicações de jogadores e dirigentes são as mesmas, as causas são diversas ( juízes ruins, apatia do time, expulsões, azar, carências do grupo de jogadores) mas o resultado final quase sempre é o mesmo. Paulo Autuori tem sido preservado das críticas, mas até quando? Certamente ele tem uma parcela de culpa pois times piores que o Grêmio conseguiram vitórias fora de casa. Não aceito que a culpa seja exclusivamente dos jogadores, apesar de que a maior parte é deles. Só espero que a ATITUDE mude por que o título realmente ficou inviável e nossa meta agora deve ser a vaga para a Libertadores. A torcida tricolor no momento quer somente isso. De explicações estamos fartos. Carências no grupo existem mas é evidente que dá para fazer mais do que tem sido alcançado. Se ficar tudo igual corremos o risco de não pegar nem a Sul-Americana.

É nisso que acredito. E vou tomar um chá de camomila para me acalmar…

” O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo” Winston Churchill

Abraços a todos!!!

5 Respostas to “NA CARA DO GOL”

  1. Gustavo Says:

    O Grêmio é irritante mesmo. Copa secundária da américa é consolação para um ano sem pegada.

    Vou queimar a minha língua com minha última postagem. Vamos jogar copa suruba 2011

  2. mzerbes Says:

    Bah…essa frase do Winston Churchill foi pra matar o velhinho de parada cardíaca, após uma noite usufruindo dos 5 dedos à base de ‘azulzinha’… minha nossa!

    A coisa tá feia mesmo. No meu entender, o Grêmio vem fazendo campanha típica de clube que se limita a classificar-se para a Copa Sul-americana, ou seja, campanha de time caseiro. Time caseiro, que vence todas em casa, e perde todas fora, fica sempre no quase: quase vence fora de casa, quase jogou bem, quase classificou para a Libertadores, quase, quase, quase…

    Dividindo a culpa pela campanha mediana atual do time, entendo da seguinte forma:

    50% CULPA DA DIREÇÃO QUE NÃO CONTRATOU JOGADORES APTOS PARA BRIGAR PELO TÍTULO;

    35% CULPA DO GRUPO ATUAL DE JOGADORES, UMA VEZ QUE DEVERIAM RENDER BEM MAIS DO QUE VÊM RENDENDO (pelo menos) FORA DE CASA;

    15% CULPA DO TREINADOR.

    Júnior: eu ainda fiz pior que tu; levei a patroa e meus pais para conhecer o Tehama, um dos restaurantes mais cobiçados de POA atualmente, com o fito de comemorarmos o Dia dos Pais e aproveitar para assistir ao jogo do Grêmio. Nota: meu pai saiu P… da vida.

    Bartt: O Grêmio não vai jogar a Copa Suruba 2011 JAMAIS, isso porque, nosso clube JAMAIS dará importância a um torneio “secundário”. Tanto é verdade, que quando o disputamos, o fizemos com jogadores considerados “reservas”. É lição comezinha o fato de que as direções gremistas, assim como a sua torcida, sempre privilegiam o Campeonato Brasileiro.

    Torcer pro Imortal Tricolor tem sido um caos (pelo menos fora de casa)…

  3. RodriNIGHT Says:

    Não acho que a campanha ridícula fora de casa passe pelo Autuori. Lembremos que ele pegou o time no meio do caminho e sem pré temporada. Também, é importante destacar que passou 2 anos em um futebol não competitivo, o árabe.

    A culpa é da DIREÇÃO que paga 100 verdinhas mensais pro Orteman, que gasta uma nota no pereba que nem pega banco, e que torra horrores no Herrera (que é um Jonas com grife – saudoso Pelaipe huahuahuhauhahah) e depois reclama que não tem grana pra trazer reforços…

    Evaristo!

  4. junigol Says:

    Aí tu vês quando o escritório está bombando… o cara aparece no Orkut de sobretudo com a namorada, todo estiloso, (parece o Bruce Wayne), faz roteiros e viagens TODA a semana, visita festivais gastronômicos e etílicos e pra fechar o caixão vai no Tehama… E eu ja vi este mesmo ser juntando notas amassadas de 1 real pra comprar uma mísera cerveja no cevaria…
    É Zerbes, pra ti o céu é o limite!!!!

  5. mzerbes Says:

    Minha nossa! Ainda bem que a patroa não dá bola pra esse blog! (hehe)

    Em síntese, Junique “me julgou” da seguinte forma, como se fosse um daqueles intrépidos e maquiavélicos juízes arcaicos, em tempos nos quais o Código de Processo Civil de 1973 “nem pensava em existir” ainda:

    Zerbes, de mendigo andarilho a lorde intelectual dinamarquês…

    hahahahaha…que momento!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: