‘Fixa’ treinador?

by

‘Fixa’ é o apelido dele. Durante muitos anos ele foi capataz no nosso humilde sítio. Uma figura simples, das mais ataviadas, a ponto de ter andado muitos anos de pé descalço em qualquer lugar, sob qualquer frio. Um gaúcho que faz jus à alcunha de Guasca. Para ilustrar, imaginem o Urtigão das histórias em quadrinhos do Maurício de Sousa. Trabalhador por demais (quando não bebia), o Fixa não refugava nenhuma empreitada. Vivia sozinho, até pouco tempo. Certa vez, meu avô decidiu (re)fazer uma lavoura em um dos lugares mais distantes da propriedade. Bota longe nisso. Era tão longe que meu avô construiu um rancho para que quem fosse fazer a lavoura pudesse ‘posar’ lá, pois não valia à pena ir e voltar no mesmo dia, de tão distante e de difícil acesso. Eu mesmo posso contar nos dedos quantas vezes fui até lá.

Pois bem, o Fixa gostou tanto da idéia, que resolveu morar por lá, mesmo quando não tivesse lida na lavoura. Era um local dentro do mato fechado, onde se deixa o gado no inverno, pois é um dos poucos refúgios no frio extremo da região serrana. O gado pasta as folhas que existem no caule das taquaras. Talvez não por ser apetitoso, mas por ser uma das poucas folhas verdes ao acesso do gado no inverno. Então, o Fixa pediu pra ficar lá, cuidando da criação.

Enfim, o Fixa não gostava de ficar “nas casa”, ou seja, na propriedade. Ele gostava de trabalhar longe de casa. Porque em casa tinha bastante gente pra fazer o serviço e, principalmente, para dar palpite. Ele gostava de ficar longe, para cuidar da propriedade no lugar em que ninguém mais poderia fazer.

Depois de certo tempo, ele voltou de lá. Parou de beber, passou a usar calçados, casou… e veio morar na propriedade de volta. Certa vez, nas mangueiras da propriedade (na casa) tinha um terneiro bichado e eu fui ajudar o Fixa, já velho, a ‘curar’ o bicho. Eu lacei, ele escorneou (pegou pelo pescoço), derrubou e eu passei o remédio. Quando soltamos o ventena, eu disse, brincando, para exaltar o feito: – conheceu o taura aqui? e ele me respondeu, com calma e experiência: – quero ver tu fazer isso lá no fundo, no meio do mato, sozinho. Aí tu pode dizer que é taura.

Como não poderia deixar de ser, fiquei quieto e tomei como lição.

Durante muito tempo o Fixa cuidou do patrimônio no lugar mais remoto, nos confins mais distantes do campo. Foram os anos mais promissores no inverno, quando não faltou comida pro gado e que a criação esteve em seu melhor estado. Hoje, não tem ninguém lá.

E as finanças da pecuária nunca mais foram as mesmas. Nunca mais se teve a mesma produtividade, pois não foi mais possível dispensar o mesmo cuidado com o gado do campo de fora que se tem com as chamadas “vacas da casa”. Perdemos competitividade em relação aos vizinhos.

No futebol acontece a mesma coisa do que no campo: se não tiver a mesma produtividade dentro de casa e longe dela, não tem como competir com os demais. É preciso vencer, não importa onde for. É importante laçar, escornear, derrubar, curar, enfim, fazer o serviço dentro de casa. Mas a lida precisa se repetir fora. É mais difícil, não tem apoio de ninguém, mas tem que ser feito. Grêmio, tu só vai ser taura nesse campeonato quando souber manear os adversários longe de casa também! Só não trago o Fixa pra te dizer isso porque ele é colorado…

p.s.: Desta vez, não colocarei trecho de poesia, porque a lição mais gaúcha é na prática. E o Fixa, por si, é uma lição de gauchismo.

Anúncios

2 Respostas to “‘Fixa’ treinador?”

  1. mzerbes Says:

    Então que seja contratado o Fixa como motivador, pelo menos…hehehe

    OBS: consoante meus estudos para concursos, este é um típico “texto de linguagem regionalizada”, bastante assemelhado aos de autoria do grande Simões Lopes Neto… parabéns, Bartt!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: