Archive for julho \31\UTC 2009

Santo André Contrata, Demite e Vende ‘Como se Trocasse de Roupa’

julho 31, 2009
O garoto Antônio Flávio vai aventurar-se no Futebol Grego. FONTE: Site Oficial do Santo André-SP

O garoto Antônio Flávio vai aventurar-se no Futebol Grego. FONTE: Site Oficial do Santo André-SP

Nestes último 7 dias, a diretoria do Santo André-SP, clube do ABC Paulista que disputa a Série A do Campeonato Brasileiro 2009, parece ter surtado. Após a derrota de 3 a 2 em Porto Alegre-RS para o Grêmio, a direção demitiu o (então) treinador Sérgio Guedes. Na sequência, vendeu o atacante Antônio Flávio, que fazia dupla de ataque com o centroavante Nunes, que inclusive havia feito 1 gol ante o Imortal Tricolor no Estádio Olímpico Monumental. A diretoria informou que só vendeu o atleta porque a “janela de agosto” não deixa em paz os clubes brazucas e a proposta feita pelo AEK Atenas/GRÉ era, deveras, muito aprazível. Com a venda de Antônio Flávio, a direção foi buscar a sua peça de reposição no Criciúma-SC, clube que disputa atualmente a Série C do Campeonato Brasileiro 2009 – torneio no qual já se encontra eliminado sumariamente na primeira fase tendo ficado num grupo formado por Brasil de Pelotas-RS, Caxias-RS, Marília-SP e Marcílio Dias-SC a frente somente deste último citado: o veterano ex-jogador de Grêmio, Corinthians-SP, Coritiba-PR e tantos outros clubes, Luiz Mário, o (ex-) papa-léguas. Em seguida (na data de hoje), a direção do Santo André-SP anunciou a contratação do substituto do treinador Sérgio Guedes: Alexandre Gallo. Ufa! Será que mais demissões, venda ou contratações vêm aí? Não duvidem da direção do Santo André-SP…

Tchüss!!

Anúncios

As Origens da Expressão ‘Fazer uma Vaquinha’

julho 31, 2009
Língua nervosa ahm? FONTE: Tonterias.com

Língua nervosa ahm? FONTE: Tonterias.com

Quem nunca foi chamado às pressas pelos amigos ou familiares para ‘fazer uma vaquinha’, juntando dinheiro para ajudar alguém, ajudar a comprar um presente para um amigo que está de aniversário ou se formando, arrecadar valores para a feitura do bom e velho churrasco, quiçá até pagar o vidro quebrado da casa do vizinho em razão de um chute do zagueirão tosco que isolou a pelota pra longe e acabou por destruir o bem alheio? Ah, pois é. Todos já passaram por isso alguma vez na vida. Todavia, de onde será que emergiu esta inusitada expressão costumeiramente usada à guisa coloquial em toda a nossa Federação Brasileira?

Eu descobri as respostas para tal questionamento, meus caros leitores. Consoante o magistério do Professor Ari Riboldi, em sua obra entitulada “O Bode Expiatório“, a expressão surgiu de uma prática de premiação tipicamente futebolística, sob a graça de ‘bicho’. No longíquo ano de 1923, a torcida do Clube de Regatas Vasco da Gama, proveniente da cidade do Rio de Janeiro-RJ, resolveu estimular (de um modo ‘peculiar’) os jogadores de seu clube do coração a se dedicarem (ainda mais) à peleya – sempre na esperança de que jogassem com maior empenho, vontade e raça. A torcida vascaína passou a arrecadar dinheiro entre seus integrantes com o fito de dar aos atletas uma forma de ‘prêmio’ pelo resultado obtido, variando os valores pecuniários conforme a pontuação adquirida na partida jogada.

O valor atribuído era inspirado nos números do festejado ‘Jogo do Bicho’, senão vejamos: 5 (cinco), número do cachorro, equivalia a 5 mil réis – prêmio por um simples empate; 10, número do coelho, equivalia a 10 mil réis – prêmio por uma vitória comum; 25, número da vaca, correspondia a 25 mil réis – premiação dada somente em grandes vitórias, contra os adversários mais fortes ou em partidas decisivas. Como se vê, não é à toa que a Cidade Maravilhosa é o recanto de uma categoria de ‘trabalhadores’ não reconhecida pela Justiça Pátria: os bicheiros.

Desta forma, o dinheiro era arrecadado entre os torcedores, naquilo que veio a ser a famosa ‘vaquinha’…

Tchüss!!

sobre a rodada [29]

julho 31, 2009

Campeonato Brasileiro

Coritiba 2×2 Botafogo – O Fogão entregou no final. E quase que o Coxa virou aos 48 do segundo tempo. As duas equipes seguem fora da ZR.

Náutico 1×2 Santos – O Náutico não consegue sair da lanterna.

Internacional 3×2 Barueri – O “novo” Inter passou sufoco mas venceu o Barueri. Agora segue rumo ao Japão para a Copa Suruga.

Goiás 3×0 Atlético-PR – O Goiás ingressou no G-4 com um golaço de Léo Lima. Sim! Ele mesmo. O Furacão – ainda sem técnico – segue na má fase.

Cruzeiro 1×0 Sport – Kléber salvou a Raposa no final.

Palmeiras 1×0 Fluminense – Diego Souza está demaaaaaais. O Fluminense é só o Conca. E mais nada.

Santo André 1×1 Corinthians – Que golaço do Marcelinho. O Timão parece que vai penar depois do desmanche.

Flamengo 3×1 Atlético-MG – Andrade venceu sua segunda partida seguida. Grande vitória do Fla. O  Atlético de Roth caiu na real?

Avaí 4×0 Vitória – Onde vai parar esse Avaí? Quinta vitória seguida.

São Paulo 2×1 Grêmio – Dagoberto matou o Grêmio. Time de pior campanha fora de casa.

Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Palmeiras 31 15 9 4 2 27 14 13
2 Atlético-MG 28 15 8 4 3 28 17 11
3 Internacional 27 15 8 3 4 26 20 6
4 Goiás 26 15 7 5 3 28 18 10
5 Vitória 24 15 7 3 5 23 19 4
6 Corinthians 24 15 7 3 5 21 21 0
7 Flamengo 23 15 6 5 4 23 23 0
8 Avaí 22 15 6 4 5 23 19 4
9 Grêmio Barueri 22 15 5 7 3 32 23 9
10 Grêmio 21 15 6 3 6 24 18 6
11 São Paulo 21 15 5 6 4 19 18 1
12 Santos 20 15 5 5 5 28 29 -1
13 Santo André 18 15 4 6 5 19 22 -3
14 Cruzeiro 17 14 5 2 7 14 20 -6
15 Coritiba 16 15 4 4 7 20 24 -4
16 Botafogo 16 14 3 7 4 21 24 -3
17 Sport 13 15 3 4 8 22 26 -4
18 Atlético-PR 12 15 3 3 9 14 29 -15
19 Fluminense 11 15 2 5 8 13 25 -12
20 Náutico 11 15 2 5 8 17 33 -16

a camisa azul do Porco

julho 30, 2009

Buscando novas receitas com a venda de materiais esportivos, os clubes de futebol estão apostando suas fichas nas camisas para fazer uma graninha extra.

A onda começou com as chamadas retrô. Agora, a moda são os terceiros fardamentos. Sempre diferenciados dos tradicionais e com uma pitada de ousadia, digamos assim.

azul_porcoSuposta camisa do Palmeiras teria vazado na internet

Desculpem os moderninhos, mas eu prefiro coisas originais. Nada de brincar com a tradição e história dos clubes. Mas, como gosto cada um tem o seu, tem gente que gosta.

Inter ganha mas tem atuação fraca

julho 30, 2009

Quem são os verdadeiros responsáveis pela má fase colorada?

Os Goleiros ‘Peitos de Madeira’

julho 30, 2009

Tenho visto os últimos gols sofridos pelo Internacional-RS, o qual vem contando com Michel Alves como titular de sua meta, e me recordei da velha fábula dos ‘goleiros peitos de madeira’, também conhecidos como ‘espanadores’ ou ‘bate-roupa’. Claro que esse é um antigo e já defasado jargão futebolístico, mas alguns menos experimentados, ainda desconhecem tal expressão. Pois então, ‘goleiro peito de madeira’ é aquele arqueiro que rebate todos os chutes que vão em direção ao seu gol, na maioria das vezes, espalmando a pelota para o centro da área, dando a possibilidade preciosa de um centroavante estufar as suas redes. ‘Peito de madeira’ porque a bola chutada costuma bater no peito do guarda-metas que, na tentativa de segurar a redonda, acaba proporcionando o rebote ao time adversário. Não é sempre que isso ocorre, mas a expressão pegou no mundo futebolístico.

Michel Alves, ex-goleiro competente do Juventude-RS, tornou-se um goleiro (incompetentemente) ‘peito de madeira’ no Clube da Beira do Lago Guaíba. Coisa incrível! O pior é que ele nem dá com o peito na pelota, ele espalma curto mesmo, demonstrando total falta de ritmo de jogo. Com Clemer jogando e Lauro sendo contratado, Michel Alves nunca teve chances para mostrar o seu futebol no Internacional-RS. O folclórico ‘Clemex’ então lesionou-se e virou goleiro aposentável, tornando-se o terceiro arqueiro do time. Lauro assumiu a titularidade, e com autoridade. Falhava bastante no início, mas o time cresceu e ele acompanhou a evolução do grupo. Agora que Michel Alves tem a oportunidade da sua carreira, de enfim jogar como titular em um grande clube, ele se torna um ‘goleiro peito de mandeira’. Simplesmente lamentável. Na derrota ante o Botafogo-RJ já mostrara o seu talento, falhando pateticamente no primeiro gol carioca (marcado pelo zagueiro Uelliton), ao espalmar no pé do atleta botafoguense um cruzamento fraco e despretensioso do atacante Vitor Simões. Agora no jogo ante o Barueri-SP, entregou não só o primeiro gol de bandeja para o zagueiro Leandro Castán, após espalmar curto uma cobrança de falta de Márcio Careca que ele deveria ter posto para escanteio, como também entregou o segundo, espalmando curto novamente, possibilitando o gol do outro zagueiro, André Luís.

Michel Alves me remete a outros goleiros desta mesma estirpe que fizeram a festa dos artilheiros no passado. Vamos a alguns deles: Mazaropi – já em fim de carreira (ex-Grêmio e Vasco da Gama-RJ), Maizena (ex-Internacional-RS), Eduardo ‘Perninha’ (atualmente no Náutico-PE), Oliver Khan – entregou para Ronaldo um dos gols da final da Copa de 2002 (ex-Bayern de Munich/ALE), Zubizarretta – só num jogo contra a Nigéria na Copa do Mundo de 1994 ele entregou 2 (ex-Barcelona/ESP), Sérgio ‘Galetão’ (ex-Internacional-RS e Santos-SP, foi recentemente demitido do comando técnico do Santo André-SP), Eduardo Heuser (ex-Goiás-GO e Grêmio), entre outros. De qualquer modo, parando pra pensar um pouquinho, se não fossem os ‘goleiros peitos de madeira’, que graça teria o futebol né? Vida eterna a Michel Alves e seus seguidores!

Tchüss!!

Grêmio Renova Contrato de Thiego por 3 Anos

julho 30, 2009
Thiego foi punido pela expulsão irresponsável, mas voltou a ser utilizado no último jogo. FONTE: ClicRBS

Thiego foi punido pela expulsão irresponsável, mas voltou a ser utilizado no último jogo. FONTE: ClicRBS

O zagueiro Willian Thiego renovou como o Imortal Tricolor até o final de 2012. O contrato do atleta expiraria ao final do ano. O jogador vem sendo utilizado pelo técnico Paulo Autuori como lateral-direito em alguns jogos do Campeonato Brasileiro 2009. A renovação já está publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Recentemente, Thiego foi punido pelo clube pela expulsão diante do Coritiba-PR, no Estádio Couto Pereira, a qual foi definitiva para a virada do time paranaense, sendo que o Grêmio vencia or 1 a 0 antes da sua expulsão. Ele fez uma falta dura, chutando um adversário sem bola, e acabou levando o cartão vermelho. Na partida ante o Santo André-SP, no último sábado, no Olímpico, Autuori voltou a colocar o jogador em campo, nos minutos finais, no lugar de Mário Fernandes, novo titular.

Tchüss!!

‘Fixa’ treinador?

julho 29, 2009

‘Fixa’ é o apelido dele. Durante muitos anos ele foi capataz no nosso humilde sítio. Uma figura simples, das mais ataviadas, a ponto de ter andado muitos anos de pé descalço em qualquer lugar, sob qualquer frio. Um gaúcho que faz jus à alcunha de Guasca. Para ilustrar, imaginem o Urtigão das histórias em quadrinhos do Maurício de Sousa. Trabalhador por demais (quando não bebia), o Fixa não refugava nenhuma empreitada. Vivia sozinho, até pouco tempo. Certa vez, meu avô decidiu (re)fazer uma lavoura em um dos lugares mais distantes da propriedade. Bota longe nisso. Era tão longe que meu avô construiu um rancho para que quem fosse fazer a lavoura pudesse ‘posar’ lá, pois não valia à pena ir e voltar no mesmo dia, de tão distante e de difícil acesso. Eu mesmo posso contar nos dedos quantas vezes fui até lá.

Pois bem, o Fixa gostou tanto da idéia, que resolveu morar por lá, mesmo quando não tivesse lida na lavoura. Era um local dentro do mato fechado, onde se deixa o gado no inverno, pois é um dos poucos refúgios no frio extremo da região serrana. O gado pasta as folhas que existem no caule das taquaras. Talvez não por ser apetitoso, mas por ser uma das poucas folhas verdes ao acesso do gado no inverno. Então, o Fixa pediu pra ficar lá, cuidando da criação.

Enfim, o Fixa não gostava de ficar “nas casa”, ou seja, na propriedade. Ele gostava de trabalhar longe de casa. Porque em casa tinha bastante gente pra fazer o serviço e, principalmente, para dar palpite. Ele gostava de ficar longe, para cuidar da propriedade no lugar em que ninguém mais poderia fazer.

Depois de certo tempo, ele voltou de lá. Parou de beber, passou a usar calçados, casou… e veio morar na propriedade de volta. Certa vez, nas mangueiras da propriedade (na casa) tinha um terneiro bichado e eu fui ajudar o Fixa, já velho, a ‘curar’ o bicho. Eu lacei, ele escorneou (pegou pelo pescoço), derrubou e eu passei o remédio. Quando soltamos o ventena, eu disse, brincando, para exaltar o feito: – conheceu o taura aqui? e ele me respondeu, com calma e experiência: – quero ver tu fazer isso lá no fundo, no meio do mato, sozinho. Aí tu pode dizer que é taura.

Como não poderia deixar de ser, fiquei quieto e tomei como lição.

Durante muito tempo o Fixa cuidou do patrimônio no lugar mais remoto, nos confins mais distantes do campo. Foram os anos mais promissores no inverno, quando não faltou comida pro gado e que a criação esteve em seu melhor estado. Hoje, não tem ninguém lá.

E as finanças da pecuária nunca mais foram as mesmas. Nunca mais se teve a mesma produtividade, pois não foi mais possível dispensar o mesmo cuidado com o gado do campo de fora que se tem com as chamadas “vacas da casa”. Perdemos competitividade em relação aos vizinhos.

No futebol acontece a mesma coisa do que no campo: se não tiver a mesma produtividade dentro de casa e longe dela, não tem como competir com os demais. É preciso vencer, não importa onde for. É importante laçar, escornear, derrubar, curar, enfim, fazer o serviço dentro de casa. Mas a lida precisa se repetir fora. É mais difícil, não tem apoio de ninguém, mas tem que ser feito. Grêmio, tu só vai ser taura nesse campeonato quando souber manear os adversários longe de casa também! Só não trago o Fixa pra te dizer isso porque ele é colorado…

p.s.: Desta vez, não colocarei trecho de poesia, porque a lição mais gaúcha é na prática. E o Fixa, por si, é uma lição de gauchismo.

Virada Categórica em Jogo Marcado pela Lealdade

julho 29, 2009

Nesta terça-feira foi celebrado mais um jogo de futsal da galera do Toco Y Me Voy. Foi a despedida de Benninho Carioca, que retorna às aulas na Faculdade de Direito da UFRGS a partir da semana que vem. Foi também o retorno de Diogo às atividades. Jogo foi bem jogado, sem estresse, sem lances polêmicos, e na plena paz. O Time Laranja liderou o marcador até os 40min de jogo. Chegou abrir 3 a zero em dado momento. Todavia, o Time Azul acertou a marcação e engatou uma série incrível de gols, sem desperdiçar chance alguma. O Time Laranja cansou e não encontrou forças pra reagir. Junique foi o destaque da peleya com um belo gol de letra, comandando a virada categórica de sua equipe. Neste clima tranquilo de amizade, de animação entre os amigos companheiros de futsal, até dá gosto ser derrotado. Será que foi fruto da ausência de “Cleitão Chorão”? (hehe)

———————–

____ Súmula do Jogo # 76 ____

** TIME LARANJA:
01-Cuervo
02-Benninho Carioca (C)
03-Diogo
04-Zerbes
05-Luís Mirandinha

———————–

9

x

13

————————
** TIME AZUL:

01-Junique (C)
02-Ratobol
03-Thiago Alegretense
04-Fontana
05-Pedro Henrique

——————————

LOCAL: Centro Poliesportivo da PUCRS (Térreo/quadra 1)
HORA: 20h
DATA: 28 de Julho de 2009.
——————————

Tchüss!!

Uma Enciclopédia do Futebol Argentino se Aposenta: Sorín

julho 29, 2009
Adiós, Guerrero Sorín de La Península Cisplatina! FONTE: GloboEsporte.com

Adiós, Guerrero Sorín de La Península Cisplatina! FONTE: GloboEsporte.com

O lateral-esquerdo argentino, que estava tualmente no Cruzeiro-MG/BRA, Juan Pablo Sorín, de 33 anos, anunciou nesta terça-feira que não vai mais jogar futebol. O jogador argentino retornou à Toca da Raposa em 2009, mas conviveu com seguidas lesões musculares, a mais grave na coxa direita, e atuou os 90 minutos de um jogo em apenas uma oportunidade. Foi no dia 18 de março, contra o Universitario de Sucre/BOL, pela fase de grupos da Taça Libertadores da América 2009. Ele convocou os jornalistas para fazer o pronunciamento e causou supresa. Sorín começou a carreira no Argentinos Juniors/ARG, clube do coração dele. Também defendeu equipes importantes da Europa, como Juventus/ITA, Lazio/ITA, Barcelona/ESP, Villarreal/ESP, Paris Saint-Germain/FRA, e Hamburgo/ALE. Foi campeão da Liga dos Campeões pelo Juventus de Turim/ITA, em 1996, e da Libertadores pelo River Plate/ARG, no mesmo ano. Pelo time cruzeirense, ele levantou as taças da Copa do Brasil, em 2000, da Copa Sul Minas, em 2001 e 2002, e do Campeonato Mineiro desta temporada. Foram três passagens pelo clube celeste. A terceira não foi como ele gostaria. Após se curar de uma lesão grave no joelho direito, Sorín sofreu com estiramentos musculares e atuou em apenas seis dos 46 jogos do time em 2009.

Mas sinceramente, caros leitores, a meu ver, o que fez Sorín largar a carreira não foram apenas a série de lesões, mas a falta de oportunidades no time titular cruzeirense. Ele demonstrou na coletiva, nitidamente, desconforto em não ter jogado a final da Copa Libertadores da América contra o Estudiantes/ARG e o clássico mineiro ante o Atlético-MG/BRA (sendo que o Time Azulino jogou com os reservas essa partida). De quebra, o clube ainda contratou Gilberto, outro lateral-esquerdo, também de 33 anos. Com a contratação de Gilberto, Zezé Perrella quer resolver o problema da ala-esquerda cruzeirense com a improvisação do meia Gerson Magrão na posição. Vale lembrar, que outro veterano já racassou na posição também: Athirson. O Zezé Perrella gosta de contratar laterais-esquerdos veteranos hein? Athirson, Sorín, Gilberto… será que se o Nilton Santos será o próximo reforço?

Tchüss!!

Tardelli é jogador de seleção?

julho 28, 2009

Veja a lista completa dos convocados para o jogo contra a Estônia.

Goleiros: Júlio César (Inter de Milão) e Gomes (Tottenham);
Laterais: Maicon (Inter de Milão), Daniel Alves (Barcelona), André Santos (Fenerbahce) e Marcelo (Real Madrid);
Zagueiros: Lúcio (Inter de Milão), Juan (Roma), Luisão (Benfica) e Miranda (São Paulo);
Meio-campistas: Gilberto Silva (Panathinaikos), Josué (Wolfsburg), Kléberson (Flamengo), Ramires (Benfica), Elano (Manchester City), Felipe Melo (Juventus), Júlio Baptista (Roma) e Kaká (Real Madrid);
Atacantes: Luis Fabiano (Sevilla), Nilmar (Villarreal), Robinho (Manchester City) e Diego Tardelli (Atlético-MG).

fc6fbc5f-edbc-37db-b52d-890410db1496

Dunga convocou o camisa 9 do Galo (foto: Agência Estado)


sobrou para o gringo

julho 28, 2009

Logo após a derrota frente ao Botagofo Fernando Carvalho prometeu uma sacudida no vestiário colorado. A imprensa especulava uma série de atitudes que iriam ser tomadas pela direção. Entretanto, para a surpresa de alguns, só D’Alessandro foi afetado pela tal sacudida.

Alguns titulares podem perder seu lugar no time também. Porém, o afastamento de D’Alessandro – para colocar a condição física em dia segundo Carvalho – foi estranho. Parece que a culpa pelos maus resultados é só dele.

Pode ser feita outra leitura do fato. A então estrela maior do elenco colorado sofreu essa “punição”. Portanto, ninguém está livre. Pode ser isso também. Difícil saber o que se passa nas mentes pensantes da diretoria vermelha. Fato é que essa atitude criou um ambiente, no mínimo, desconfortável no vestiário colorado.

sobre a rodada [28]

julho 27, 2009

Campeonato Brasileiro

Grêmio 3×2 Santo André – O Grêmio se aproxima do G-4. O time paulista demitiu o técnico Sérgio Guedes.

Atlético-PR 1×3 Avaí – Grande Avái. Quarta vitória consecutiva e a terceira fora de casa. O Furacão não encontro seu futebol.

Botafogo 3×2 Internacional – Dessa vez foi o primeiro tempo que acabou com o Colorado.

Corinthians 0x3 Palmeiras – Obina!

Santos 1×2 Flamengo – Virada do Mengo na primeira vitória em jogos oficiais dentro da Vila Belmiro.

Sport 3×3 Náutico – No clássico que comemorou os 100 anos de rivalidade um empate cheio de gols. Porém, ruim para as duas equipes que seguem na ZR. Leão não é mais o treinador do Sport.

Atlético-MG 0x1 Goiás – O Goiás é um ótimo visitante. Parece que joga melhor fora de Goiás.

Fluminense 1×1 Cruzeiro – O Flu não conseguiu vencer o time de Adilson mesmo jogando com um jogador a mais a maior parte da segunda etapa. O Cruzeiro, mesmo com 10, poderia ter vencido.

Barueri 1×2 São Paulo – Começou a arrancada São Paulina?

Vitória 1×0 Coritiba – O Vitória não larga o G-4. Até quando?

Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Atlético-MG 28 14 8 4 2 27 14 13
2 Palmeiras 28 14 8 4 2 26 14 12
3 Vitória 24 14 7 3 4 23 15 8
4 Internacional 24 14 7 3 4 23 18 5
5 Corinthians 23 14 7 2 5 20 20 0
6 Goiás 23 14 6 5 3 25 18 7
7 Grêmio Barueri 22 14 5 7 2 30 20 10
8 Grêmio 21 14 6 3 5 23 16 7
9 Flamengo 20 14 5 5 4 20 22 -2
10 Avaí 19 14 5 4 5 19 19 0
11 São Paulo 18 14 4 6 4 17 17 0
11 Santos 17 14 4 5 5 26 28 -2
13 Santo André 17 14 4 5 5 18 21 -3
14 Coritiba 15 14 4 3 7 18 22 -4
15 Botafogo 15 13 3 6 4 19 22 -3
16 Cruzeiro 14 13 4 2 7 13 20 -7
17 Sport 13 14 3 4 7 22 25 -3
18 Atlético-PR 12 14 3 3 8 14 26 -12
19 Fluminense 11 14 2 5 7 13 24 -11
20 Náutico 11 14 2 5 7 16 31 -15

Emerson é o Mais Novo Reforço do Santos-SP

julho 27, 2009
Emerson, ainda pelo Grêmio, disputando lance com Lauro e Flávio Dias (hoje treinador) do Juventude-RS na final do Gauchão 1996. FONTE: Jornal Zero Hora

Emerson, ainda pelo Grêmio, disputando lance com Lauro e Flávio Dias (hoje treinador) do Juventude-RS na final do Gauchão 1996. FONTE: Jornal Zero Hora

Pouco menos de duas horas depois da derrota para o Flamengo-RJ no Campeonato Brasileiro 2009, a diretoria do Santos-SP anunciou via Twitter (vejam só o que é essa nova tecnologia) o primeiro reforço da ‘Era Luxemburgo’: o volante Emerson, 33 anos de idade, surgido nas categorias de base do Grêmio. O atleta  deve chegar à Vila Belmiro ainda nesta semana. Revelado pelo Grêmio, através das mãos de Luís Felipe Scolari em 1993, Emerson foi jogar na Europa com apenas 21 anos. No Grêmio, padeceu no início de carreira com uma lesão grave no joelho em um jogo válido pelo Campeonato Gaúcho ante o Brasil de Farroupilha-RS, no qual sofreu uma entrada desleal de um adversário. Emerson foi uma verdadeira múmia tricolor, de tantas faixas que colocou no peito: tetracampeão gaúcho (1993/94/95/96) , bicampeão da Copa do Brasil (1994/97), campeão da Copa Libertadores da América (1995) e campeão brasileiro (1996) pelo Grêmio. Neste último torneio, Emerson acabou deixando a sua vaga para Nildo, em razão da lesão supramencionada.  O Imortal Tricolor necessitava de dinheiro e acabou vendendo sua jóia preciosa ao Bayer Leverkusen/ALE, no qual ficou quatro temporadas. De lá, foi para a Roma/ITA, em 2000, onde conquistou o título italiano no ano seguinte. Depois de quatro temporadas na capital italiana, ele foi para o Juventus/ITA, de Turim. Em 2007, foi para o Milan/ITA, onde jogou até o início do ano, quando teve o contrato rescindido.

Como todos sabem, o sonho de Emerson era encerrar a carreira no Imortal Tricolor, clube que o projetou para o futebol, todavia, como se sabe, ele nunca foi procurado pela direção. A meu ver, seria titular com tranquilidade no Grêmio, poderia até herdar a faixa de capitão, além de dar experiência e sensatez ao meio-campo gremista. Emerson mostrou todo o seu amor pelo clube, quando sagrou-se campeão do mundo pelo Milan/ITA em 2007, derrotando o algoz do Grêmio na final da Libertadores da América daquele ano, o Boca Juniors/ARG, mostrando aos quatro cantos do planeta, após levantar a taça do Mundial de Clubes, a camiseta que usava por debaixo do manto do Milan/ITA: “Vinguei o meu Grêmio”. Uma pena. Um jogador do quilate de Emerson, com a identificação que tem com o clube, mereceria outro tratamento. A propósito: quem são os reservas de Adilson e Túlio, os atuais volantes gremistas? Makelele. Aí não dá pra querer (com o perdão da rima). Emerson e Túlio, ou Túlio e Emerson seria uma dupla de volantes pra ninguém botar defeito. Ah…Willian Magrão segue tratamento médico…

Lembram do campeão INVICTO da Copa do Brasil 1997 ? De pé: Tchick Arce, Rivarola, Danrley, Otacílio (substituindo L.C. Goiano), Mauro Galvão e Roger; agachados: Rodrigo Graal (substituindo Zé Alcino), Paulo Nunes, Emerson, Carlos Miguel e João Antônio (substituindo Dinho). FONTE: TorcedorGremista.com

Lembram do campeão INVICTO da Copa do Brasil 1997 ? De pé: Tchick Arce, Rivarola, Danrley, Otacílio (substituindo L.C. Goiano), Mauro Galvão e Roger; agachados: Rodrigo Graal (substituindo Zé Alcino), Paulo Nunes, Emerson, Carlos Miguel e João Antônio (substituindo Dinho). FONTE: TorcedorGremista.com

Tchüss!!

NA CARA DO GOL

julho 27, 2009

TRÊS É DEMAIS

Certa vez, o ex- piloto de fórmula 1 e tricampeão mundial da categoria Nelson Piquet proferiu a seguinte frase a respeito de vitórias e derrotas:

” O segundo é o primeiro dos últimos.”

Em relação aos esportes é uma frase polêmica, pois ela é diametralmente oposta ao lema Olímpico do Barão de Coubertain que disse que o importante era competir ( idealmente os atletas participariam de competições visando a confraternização e deixando a busca por vitórias em segundo plano) . Eu, pessoalmente, não concordo com esta frase, mas é claro que se levarmos em conta que os esportes certamente não deixam de ser metáforas da vida, e nela existem vencedores e perdedores. A história normalmente celebra os campeões e esquece os derrotados, mas em certos casos algumas trajetórias foram tão singulares que, mesmo que os seus protagonistas  não tenham alcançado a vitória, são impossíveis de serem esquecidas.

Falo do América de Cáli, um dos clubes mais tradicionais da América do Sul. Nos anos 80 possuíam um time invejável, que era a base da seleção colombiana ( a qual começava a se destacar no cenário internacional) tendo conquistado um pentacampeonato nacional consecutivo( 1982 a 1986), o único até hoje. Mas o fato que realmente marcou aquela década foi o incrível tri vice-campeonato consecutivo da Libertadores (1985-86-87), algo até hoje inédito em competições continentais.

Após ter alcançado duas semifinais de Libertadores (1980 e 1983) o América atingiu sua primira final em 1985. o adversário era a equipe dos Argentinos Juniors. O América perdeu o primeiro jogo na Argentina por 1×0, mas devolveu o placar no jogo de volta. Não havia decisão por saldo de gols então foi necessário um terceiro jogo, realizado em Assunção e que terminou empatado por 1×1. Na decisão por pênaltis, após todas as cobranças terem sido convertidas pelos argentinos e faltando apenas uma para os colombianos, o artilheiro Anthony de Ávila, ídolo do América errou a sua, fazendo a festa dos porteños.

Em 1986, mais uma final contra argentinos. Desta vez o adversário era um time bem mais tradicional, o River Plate. Os argentinos não deram chance e venceram os dois jogos ( 2×1 em Cáli e 1×0 em Buenos Aires) deixando os colombianos mais uma vez na fila.

Em 1987, o América atingiu a sua terceira final consecutiva. A campanha foi muito boa e a equipe possuia o artilheiro da competição, Gareca, com 7 gols e o melhor ataque. Mas o adversário era nada mais nada menos que o copeiro Peñarol, até então tetracampeão da competição.

Os uruguaios tinham a melhor campanha, então o primeiro jogo foi em Cáli. Grande atuação da equipe colombiana e uma vitória de 2×0 deixaram o título próximo. Mas jogar em Montevidéu no Centenário lotado é uma tarefa duríssima. O América ainda assim saiu ganhando por 1×0, mas cedeu o empate e a virada, sofrendo o gol aos 42 minutos do segundo tempo, levando a final mais uma vez para o jogo desempate.

O terceiro jogo foi em Santiago do Chile. Se houvesse empate no tempo normal e na prorrogação o América seria o campeão pois fez um gol a mais nos dois jogos iniciais. Por isso a postura da equipe foi defensiva. No tempo normal houve empate. Primeiro tempo da prorrogação: novo empate.  Ao Peñarol então só restava atirar-se ao ataque com aquela dose de raça e vontade que só os platinos possuem e faltando APENAS MÍSEROS 15 SEGUNDOS PARA O FIM DO SEGUNDO TEMPO DA PRORROGAÇÃO o centroavante Diego Aguirre entra a dribles na área colombiana e faz o impossível acontecer… GOL DO PEÑAROL.

Os torcedores do América não acreditam no que acontece. O título literalmente é retirado das mãos colombianas e passa para as uruguaias. Tudo isto faltando apenas 15 segundos para o final do campeonato.  As imagens do jogo não são boas, mas o que impressiona são as narrações do gol de Diego, feitas por radios colombianas e uruguaias, mostrando que a diferença entre perder e ganhar por um detalhe é tão sumáriamente cruel que a dor dos derrotados parece ser insuportável, tornando a máxima de Piquet naquele momento uma verdade inatacável.

A música “A Poderosa” do conjunto de pagode Raça Negra para mim reflete exatamente o que os torcedores do América sentiram:

” Vou nadar e morrer/ Na beira da praia/ Se não tiver você/ Se não tiver você/ O meu coração chora/ A falta de você/ O meu coração chora/ A falta de você…

” Existem três jeitos de se fazerem as coisas: o jeito certo, o jeito errado e o meu jeito.” ( James Bond)

Abraços a todos!

Ibrahimovic Chega Para Fazer História no No Camp

julho 27, 2009
IbraCadabra está feliz em chegar à Catalunha. FONTE: Agência EFE

IbraCadabra está feliz em chegar à Catalunha. FONTE: Agência EFE

O atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, o “IbraCadabra”, chegou neste domingo à cidade de Barcelona, onde será apresentado nesta segunda-feira pelo atual campeão espanhol. Logo após sua chegada, o jogador disse que quer “fazer parte da história do Barça”. Ibrahimovic foi direto para a sede do Barcelona e, em seguida, posou para fotos ao lado do escudo de seu novo clube. O sueco será submetido a um exame médico nesta segunda-feira e, na sequência, será apresentado oficialmente como novo jogador da equipe. Na noite deste domingo, o atacante vai participar de um jantar com o presidente do Barça, Joan Laporta, e membros da diretoria. Esse post foi feito a pedido do meu amigo e leitor RodriNIGHT. Informações da Agência EFE.

Tchüss!!

sobre a rodada [27]

julho 24, 2009

Campeonato Brasileiro

Avaí 1×0 Grêmio – O Avaí venceu a terceira partida seguida. Já o Grêmio segue fazendo uma campanha ridícula fora de casa.

Santo André 0x2 Cruzeiro – A Raposa começou sua reação?

Flamengo 1×1 Barueri – Como era esperado Cuca foi demitido. Val Baiano marcou novamente e assumiu a artilharia da competição.

Santos 1×0 Atlético-PR – Na estreia de Luxa o Santos passou sufoco. Neymar fez um belo gol e deu a vitória ao time paulista.

Internacional 2×2 São Paulo – Reação do Tricolor no segundo tempo. Tite, mesmo contestado, segue no comando do Colorado.

Náutico 2×2 Botafogo – O empate manteve as duas equipes na ZR.

Goiás 2×1 Palmeiras – Vira vira do time goiano. O Palmeiras reclama da arbitragem. Diego Souza fez um golaço. Parece ter finalmente encontrado seu futebol.

Corinthians 2×1 Vitória – Timão já é quarto. Mesmo sofrendo com o desmanche o time de Mano vai lutar pelo título.

Coritiba 1×1 Sport – Marcelinho Paraíba marcou outra vez. Novidade?!

Atlético-MG 2×1 Fluminense – O líder vai abrindo vantagem. Renato terá trabalho no Flu.

Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Atlético-MG 28 13 8 4 1 27 13 14
2 Palmeiras 25 13 7 4 2 23 14 9
3 Internacional 24 13 7 3 3 21 15 6
4 Corinthians 23 13 7 2 4 20 17 3
5 Grêmio Barueri 22 13 5 7 1 29 18 11
6 Vitória 21 13 6 3 4 22 15 7
7 Goiás 20 13 5 5 3 24 18 6
8 Grêmio 18 13 5 3 5 20 14 6
9 Santos 17 13 4 5 4 25 26 -1
10 Santo André 17 13 4 5 4 16 18 -2
11 Flamengo 17 13 4 5 4 18 21 -3
12 Avaí 16 13 4 4 5 16 18 -2
13 Coritiba 15 13 4 3 6 18 21 -3
14 São Paulo 15 13 3 6 4 15 16 -1
15 Cruzeiro 13 12 4 1 7 12 19 -7
16 Sport 12 13 3 3 7 19 22 -3
17 Atlético-PR 12 13 3 3 7 13 23 -10
18 Botafogo 12 12 2 6 4 16 20 -4
19 Fluminense 10 13 2 4 7 12 23 -11
20 Náutico 10 13 2 4 7 13 28 -15

Dupla Mineira Contrata Atacantes Estrangeiros

julho 23, 2009
Guerrón vem para formar uma dupla de ataque infernal com Kléber. FONTE: Ari Versiani, Agência AFP

Guerrón vem para formar uma dupla de ataque infernal com Kléber. FONTE: Ari Versiani, Agência AFP

Os clubes mineiros foram às compras. O Cruzeiro-MG concluiu nesta quinta-feira a contratação do atacante equatoriano Joffre Guerrón, que estava no Getafe/ESP. O jogador ficará na Raposa por empréstimo de um ano. Destaque da LDU/EQU na conquista da Libertadores de 2008, o jogador de 24 anos é o terceiro a reforçar o grupo celeste para o Brasileirão 2009. O lateral-esquerdo Gilberto, ex-Grêmio e Tottenham Hotspur/ING e o meia Leandro Lima, ex-Vitória-BA, foram os primeiros. O jogador será apresentado em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, na Toca da Raposa II, ocasião em que os valores do negócio serão divulgados. As informações são do site oficial do Cruzeiro. Titular da seleção equatoriana, Guerrón foi revelado pelo Aucas/EQU, que defendeu entre 2002 e 2005. Após uma passagem curta pelo Boca Juniors/ARG, ele se destacou pela LDU/EQU. Negociado, o atleta disputou a temporada 2008/2009 pelo Getafe/ESP, mas não emplacou. Guerrón será o terceiro atleta equatoriano da história do Cruzeiro-MG. O pioneiro foi o lateral-direito De La Cruz, que fez 13 partidas e marcou um gol em 1999. No ano passado, o clube contou com o zagueiro Espinoza, que disputou 40 jogos e marcou três vezes.

Rentería chega com status de "jogador de seleção". FONTE: Site da Federação Colombiana de Futebol

Rentería chega com status de "jogador de seleção". FONTE: Site da Federação Colombiana de Futebol

Já o Galo, contratou o atacante colombiano, ex-Internacional-RS e Braga/POR, Wason Rentería. O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, anunciou nesta quarta-feira que o clube contratou o atacante colombiano. O último clube do jogador foi o Braga-POR. O Internacional-RS, clube defendido por Rentería em 2006, ainda detém 50% dos direitos econômicos do atacante. O Porto-POR possui a outra metade. O clube português ainda tem 100% dos direitos federativos do atleta. O contrato de empréstimo de Rentería com o Galo é de um ano e o clube ainda não sabe quando o jogador chegará a Belo Horizonte para ser apresentado. Arquirrival do Atlético-MG, o Cruzeiro-MG chegou a negociar com o jogador por vários dias. Porém, nessa terça, a diretoria celeste desistiu da contratação, alegando que Rentería teria pedido para ser o maior salário do clube. Com a chegada do atacante, crescem as especulações em torno da saída de Éder Luís ou de Diego Tardelli. Entretanto, a diretoria atleticana nega qualquer negociação.

Tchüss!!

Cuca Não é Mais o Comandante da Casamata Flamenguista

julho 23, 2009
Cuca não suportou a pressão e foi demitido. FONTE: Valdir Friolin

Cuca não suportou a pressão e foi demitido. FONTE: Valdir Friolin

Como alguns amigos meus sabem, estou me recuperando de uma gripe, a qual teve início nos ventos cortantes da Serra Gaúcha (passei o final de semana ao lado da minha namorada e de três casais de amigos prestigiando os eventos de Bento Gançalves e Carlos Barbosa – FestiQueijo, Vinículas e Maria Fumaça) e teve o seu apogeu alcançado na noite desta terça-feira passada, provavelmente em razão de ter pegado frio enquanto jogava futsal com a gurizada, além de a imunidade ter baixado pelo estresse da peleya. Um dado: agora faz 7 ° graus em Porto Alegre-RS, a temperatura mais fria do ano. O fato é que este blogueiro está devagar. Quase parando. A gripe me derrubou. Eis que eu me recuperava do meu vírus influenza (podem ficar calmos que não há sintomas de Gripe Suína, até porque, não tive febre ou dor de cabeça) enquanto assistia a um dos meus dvds – Atrás das Linhas Inimigas, com Gene Hackman e Owen Wilson, quando recebi um torpedo de meu amigo Junique: “Notícia fresquinha pra ti, filhão. Cuca caiu. To preparando um comentário [acido pro teu post. Abraço“.

Pois é, meus amigos, Cuca é mais um treinador que cai no Campeonato Brasileiro 2009.  O treinador não resistiu à sequência de quatro jogos sem vitória do time no Campeonato Brasileiro e foi demitido na tarde desta quinta-feira, um dia após o empate por 1 a 1 diante do Barueri-SP, no Estádio do Maracanã. Os indícios que a segunda passagem do treinador pela Gávea estava perto do fim eram fortes desde o jogo de ontem. Ao final da partida contra o Barueri-SP, a torcida já cantava “Adeus, Cuca”. Os dirigentes também não manifestaram convicção no trabalho do técnico. Após uma reunião do departamento de futebol, o vice-presidente Kléber Leite e o técnico anunciaram a rescisão “amigável”. Nesta sua segunda passagem pelo Flamengo-RJ, Cuca dirigiu o time 39 vezes, com um saldo de 19 vitórias, 13 empates e sete derrotas, além de conquistar o seu primeiro título na carreira de treinador: o de campeão carioca. O técnico Vagner Mancini, recentemente demitido do Santos-SP, é o nome mais cotado para assumir o cargo.

Tchüss!! (E obrigado, Junique, pela informação pertinente!)

Muricy cansou de esperar

julho 22, 2009

Era nítida a impressão, pelo menos aqui pelas bandas do sul, que Muricy  Ramalho estava esperando a demissão de Tite para voltar ao mercado. Isso ficou claro depois que ele rejeitou as primeiras investidas do Palmeiras e um suposto convite do Santos.

Talvez ele pensasse que o Gre-Nal, com uma possível vitória do lado Tricolor, fosse o estopim para a demissão de Tite. O Grêmio bateu o Inter. A má atuação do time colorado foi atribuída quase em sua totalidade ao seu comandante. Porém, Tite foi respaldado pela direção e segue no cargo. Até quando não se sabe. Mas segue.

Se o Gre-Nal não foi capaz de derrubar Tite, talvez nada faça isso acontecer. Pelo menos num futuro próximo. Creio que Muricy deve ter pensando isso e voltou a conversar com o Palmeiras e fechou negócio. Evidente que a questão financeira e o tal projeto pretendido pela direção do time paulista influenciaram na decisão, entretanto, acho que Muricy queria o Inter.


%d blogueiros gostam disto: