Estudiantes de La Plata/ARG Vence o Nacional/URU pelas Semifinais da Libertadores

by
Verón comemora o gol Galván. FONTE: Natacha Pisarenko

Verón comemora o gol com Galván. FONTE: Natacha Pisarenko

Com as informações do ClicRBS, empurrado por sua torcida, que ocupou todos os espaços do estádio em La Plata, o Estudiantes venceu o Nacional-URU na noite desta quinta-feira por 1 a 0, na primeira partida entre os dois times pela semifinal da Libertadores da América. Agora, o time argentino vai para o segundo jogo, dia 1º de julho, em Montevidéu, com a vantagem de poder empatar para se classificar. O vencedor do confronto pegará na final Grêmio ou Cruzeiro, que disputam a outra semifinal da competição. Na primeira partida entre os brasileiros, o time de Minas Gerais venceu por 3 a 1. O jogo decisivo será dia 02 de julho, em Porto Alegre. Quem esperava pressão do Estudiantes nos primeiros minutos errou o palpite. O jogo começou equilibrado e muito disputado no meio de campo. Enquanto o time da casa tentava chegar ao ataque trocando passes, os uruguaios ameaçavam com bolas alçadas para dentro da área argentina.  A primeira chance de gol apareceu aos sete minutos, para os anfitriões. Fernández recebeu dentro da área e chutou forte, mas o goleiro do Nacional, Muñoz, fez uma grande defesa. No rebote, Boselli chutou da marca do pênalti e o camisa um uruguaio faz outra bela intervenção.  Aos 14 min, uma falta no meio de campo originou o gol. Verón, o maestro do Estudiantes, cobrou com rapidez e lançou para Benítez ao lado da área do Nacional. O jogador olhou para dentro da área e cruzou. Galván entrou de peixinho e cabeceou para abrir o placar.  Depois do gol, a partida continuou equilibrada. Aos 31 minutos, o Nacional ameaçou com uma cobrança de falta. O goleiro Andújar segurou firme. Ainda na primeira etapa, o jogador do time uruguaio Romero recebeu cartão amarelo por falta forte em Galván. O segundo tempo do jogo começou com alterações nos dois times. No Estudiantes, saiu Verón, principal jogador da equipe, para a entrada de Sánchez. No Nacional, Medina deu lugar para o atacante García, que quase marcou aos três minutos. O jogador aproveitou cruzamento e cabeceou livre na frente do gol, mas a bola acabou saindo pela linha de fundo.  Aos oito minutos, mais uma chance uruguaia. A zaga do Estudiantes falhou e Biscayazu chutou de dentro da área. O goleiro Andújar fez uma difícil defesa e evitou o gol de empate. O técnico argentino resolveu tirar do jogo o autor do gol, Galván, e colocar Nuñez. Os argentinos conseguiram chegar perto da área adversária apenas aos 19 minutos, com um chute de Fernández da entrada da área. A bola passou por cima do travessão. O Estudiantes parecia mais preocupado em não levar um gol do que em ampliar a vantagem. Aos 31 minutos, o time desperdiçou mais uma chance de marcar em uma cobrança de falta. Desábato desviou de cabeça e Schiavi não conseguiu chegar a tempo de colocar para dentro. Antes do final do jogo, os mandantes ainda perderam duas chances claras. Aos 35 minutos, Nuñez recebeu na área, tirou o zagueiro e acabou chutando para fora. Aos 43 minutos, Boselli recebeu livre na frente do goleiro Muñoz, que conseguiu defender o chute do jogador argentino com o pé.

Tchüss!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: