La Barbie Marca aos 47 Minutos da Segunda Etapa e Salva Grêmio da Derrota

by
La Barbie entrou na segunda etapa e incendiou o jogo. FONTE: ClicRBS

La Barbie entrou na segunda etapa e incendiou o jogo. FONTE: ClicRBS

O Grêmio passou um sufoco no início da noite deste sábado, mas conseguiu buscar o empate de 2 a 2 contra o Goiás graças a um gol marcado pelo argentino Maxi “La Barbie” López, já nos descontos da segunda etapa da partida válida pela sétima rodada do Brasileirão de 2009. Com o resultado, o time tricolor chegou aos nove pontos, ocupando a faixa intermediária da tabela. Depois de uma primeira etapa sem gols, o atacante Felipe colocou o Goiás em vantagem aos oito minutos do segundo tempo. Tcheco, cobrando pênalti, empatou aos 14 da segunda etapa. Felipe Menezes colocou os visitantes na frente de novo aos 24. Aos 47, Maxi López fez o gol salvador do Grêmio usando a cabeça, no melhor estilo centroavante. O frio dos últimos dias deu uma trégua na tarde deste sábado em Porto Alegre, mas isto não foi o suficiente para aquecer o primeiro tempo da partida. O Goiás começou melhor. Mesmo fora de casa, a equipe do técnico Hélio dos Anjos impôs o ritmo nos minutos iniciais. Sem Souza, Paulo Autuori optou por escalar Joílson improvisado na meia-direita, tendo em vista a suspensão de Douglas Costa por expulsão no jogo ante o Fluminense, no Estádio do Maracanã, válido pela rodada passada. A resposta do jogador não foi como a esperada pelo treinador e a equipe ficou sem criatividade no setor. A solução encontrada foi a ligação direta da defesa para o ataque, facilitando a vida do adversário. Apesar disto, foi o Tricolor que assustou primeiro com um chute forte de Tcheco, aos 13 minutos. Jonas também levou perigo aos 26. Mas foi apenas isto que o Grêmio mostrou em termos ofensivos na etapa inicial.

Segundo o narrador Marco Vargas, "Tcheco é reeeeede". FONTE: ClicRBS

Segundo o narrador Marco Vargas, "Tcheco é reeeeede". FONTE: ClicRBS

Marcando com mais força e saindo em velocidade para o ataque, o Goiás assustou mais no primeiro tempo. Vitor, pela ala direita, e Iarley, eram os jogadores que mais preocupavam. Vendo que a situação estava complicada, Paulo Autuori fez duas modificações no intervalo. Jadílson entrou no lugar de Fábio Santos na lateral-esquerda. Já o zagueiro Rafael Marques ficou com a vaga de Adilson. Com isto, Réver passou a jogar de volante, mantendo o esquema 4-4-2. Logo aos oito minutos do segundo tempo, Iarley prendeu a bola na ponta esquerda até ser derrubado por Tulio. Os defensores do Grêmio ficaram “comendo mosca”, o atacante ligou rapidamente com Júlio César. O cruzamento foi perfeito e Felipe apareceu para colocar o Goiás em vantagem: 1 a 0. O gol acordou o time do Grêmio. Aos 14 minutos, Germán Herrera, que não havia ganho um lance na partida até o momento, recebeu dentro da área, se livrou do marcador e foi derrubado. Pênalti cobrado com categoria pelo capitão Tcheco: 1 a 1. A noite não era de Réver. Depois do empate, o Grêmio passou a pressionar o Goiás em busca da virada. Mas a torcida tricolor recebeu um balde de água fria aos 23 minutos. Depois de uma falha clamorosa do zagueiro Réver, Felipe Menezes invadiu a área com a bola dominada e tocou na saída de Marcelo Grohe: 2 a 1. Logo em seguida, Maxi López foi para o jogo na vaga de Jonas, formando com Herrera a dupla de ataque. E foi graças aos argentinos que o Grêmio chegou ao empate, quase milagroso. Depois de um levantamento na área do Goiás. Germán Herrera disputou no alto com a zaga. A bola sobrou para La Barbie, que, de peixinho, empatou a partida. O gol levou à loucura os torcedores que acreditaram e que se negaram a deixar o Estádio Olímpico antes do apito final. Com o resultado, o Grêmio manteve uma invencibilidade de 23 jogos dentro do Estádio Olímpico equivalente a 9 meses. A última derrota foi contra o próprio Goiás, no Brasileirão do ano passado. Agora, a equipe se prepara para o jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão, pelas semifinais da Copa Libertadores da América, quarta-feira, em Belo Horizonte. Jadílson entrou muito bem, novamente, e vem merecendo uma chance em lugar de Fábio Santos, que voltou a jogar muito pouco neste último jogo. Germán Herrera parece ter carimbado a sua titularidade ao lado de La Barbie, ao participar dos dois gols ante o Goiás, além de ter entrado bem contra o Caracas/VEN. Se o Imortal Tricolor não foi bem, o gol no final do jogo e a raça demonstrada no segundo tempo servem de alento. E o Cruzeiro hein? Levou uma goleada de 4 a 2, em pleno Estádio Mineirão, para o inexpressivo Grêmio Barueri-SP. Basta acreditar, Grêmio…

Tchüss!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: