Libertadores Eletrizante: Cruzeiro-MG/BRA e Estudiantes/ARG Se Classificam às Semifinais

by

Benítez comemora com Boselli o gol que deu a vitória ao time de La Plata, para desespero do uruguaio Diaz ao fundo. FONTE: Agência EFE

Benítez comemora com Boselli o gol que deu a vitória ao time de La Plata, para desolação do uruguaio Diaz ao fundo. FONTE: Agência EFE

O Estudiantes de La Plata/ARG não teve grandes dificuldades para eliminar o Defensor/URU, a grande surpresa do torneio, em seu estádio. O jogo de ida tinha sido 1 a 0 para os argentinos, gol do zagueiro Desábato. Bastou administrar o desespero uruguaio. O Estudiantes/ARG dominou toda a partida. Tive a oportunidade de assistir ao jogo no SporTV 2. Com o apoio da torcida, que lotou o Estádio Ciudad de La Plata, o Estudiantes foi para cima. Na próxima fase, o time argentino enfrentará o Nacional/URU, que eliminou o Palmeiras-SP/BRA. A partida começou com o time da casa partindo para cima e dominando o adversário. O gol, que definiu o jogo, não demorou a sair. Aos 13 minutos, Benítez aproveitou uma falha do zagueiro do Defensor/URU, Pablo Pintos, que afastou mal a bola para o meio da área, após cruzamento da direita, e chutou forte no canto esquerdo do goleiro Martín Silva para abrir o placar. A primeira chance de gol dos visitantes no primeiro tempo apareceu só aos 34 minutos. O goleiro Andújar, atual titular da Seleção Argentina, saiu errado e a bola sobrou para o atacanteVera chutar sem goleiro, mas um zagueiro do time argentino conseguiu afastar com a bola em cima da linha. No segundo tempo, a partida ficou mais equilibrada. Os dois times procuravam o gol, mas nenhuma conseguia ameaçar a meta adversária. “Gata” Fernández, atacante loiro e marrento, ex-Boca Juniors/ARG, entrou no time de La Plata para dar mais velocidade às jogadas, em lugar do bom ponteiro uruguaio, Salgueiro. Fenández não só perdeu dois gols incríveis, como em 2 contra-ataques deixou de passar a bola para Pérez e para Boselli, em lances que aniquilariam com qualquer reação do time uruguaio.  Aos 37 minutos, o meio-campista Diaz, do Defensor/URU, foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo. Com a vantagem numérica, o Estudiantes/ARG administrou o resultado. Aos 46 minutos, perdeu uma chance clara de gol com o atacante Boselli, que não conseguiu concluir na frente do goleiro Martín Silva.

O Estudiantes não chegava às semifinais da competição há 26 anos. Nesta edição da Libertadores, o time argentino ainda não tomou nenhum gol nos jogos em casa. Na próxima fase enfrenta o Nacional/URU. A primeira partida será em La Plata, tendo em vista as campanhas dos clubes. Na minha opinião, deu a lógica. O Estudiantes/ARG tem mais time que o Defensor/URU e mereceu (com sobras) a classificação. Diego De Souza foi a estrela solitária do time uruguaio. Trata-se de um ótimo jogador, que está no auge da carreira (25 anos), tem muita habilidade com a perna esquerda, tem muita raça, visão de jogo e bate na bola como poucos. O Grêmio deveria insistir na contratação desse jogador. O brasileiro Nasa, que jogou no ataque do time uruguaio ao lado de Vera, pouco fez durante o jogo. O volante Braña, do time argentino, também é muito bom jogador e merece destaque. Como todos sabem, o veterano Verón é o centro do time, e precisa ser marcado de perto. Nacional/URU e Estudiantes de La Plata/ARG farão uma semifinal trepidante, dois jogos históricos, mas não creio que vençam o time brasileiro que chegará à final. Os brazucas são melhores e têm jogadores diferenciados que podem fazer a diferença (Souza, Wagner, Douglas Costa, Ramires, Victor, Kléber, Réver e Bernardo).

Kléber comemora o segundo gol cruzeirense em pleno Estádio do Morumbi. FONTE: GloboEsporte.com

Kléber comemora o segundo gol cruzeirense em pleno Estádio do Morumbi. FONTE: GloboEsporte.com

No outro jogo da noite, o Cruzeiro-MG/BRA atropelou o São Paulo-SP/BRA em sua própria casa.  A vitória de 2 a 0 na noite desta quinta, sobre o São Paulo-SP/BRA, no Morumbi, classificou a equipe mineira, que já havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1. Os gols foram marcados por Henrique e Kléber, no segundo tempo. O adversário na próxima fase será o Grêmio. A Conmebol ainda não confirmou as datas dos jogos das semifinais, mas é provável que Cruzeiro e Grêmio se enfrentem dia 24 de junho, uma quarta-feira. A primeira partida será no Estádio Mineirão. O segundo confronto deve ser disputado em 1º de julho, outra quarta, no Estádio Olímpico. O São Paulo recebeu o Cruzeiro com a missão de reverter o resultado da primeira partida. Com o apoio da torcida, mas com a pressão do placar, o time de Muricy Ramalho pecou em muitos lances e não conseguiu marcar no primeiro tempo. O Cruzeiro também não balançou as redes, mas jogou melhor. A primeira chance do Cruzeiro foi com Wagner e Kléber, aos sete minutos. O meia fez lançamento da intermediária procurando o atacante dentro da área são-paulina, mas a bola ganhou força e correu demais. Aos 11 minutos, uma bola alçada na área procurando Borges assustou os cruzeirenses. Mas o goleiro Fábio se antecipou e fez a defesa. Aos 21, Borges passou para Washington na entrada da área e o camisa 9 são-paulino  não conseguiu dominar.Um minuto depois de o São Paulo desperdiçar chances no ataque, o Cruzeiro chegou novamente. Da intermediária, Gerson Magrão lançou Wellington Paulista na área, o atacante subiu sozinho, mas a bola só raspou na cabeça dele e saiu pela linha de fundo. Mas a melhor chance mineira saiu dos pés de Kléber. Aos 26, ele recebeu na entrada da área e chutou com muita força. Dênis fez ótima defesa, salvando os paulistas. O São Paulo voltou a responder, com Junior César. Aos 29, o lateral recebeu de Marlos, mas chutou mal e a bola foi para fora. Dez minutos depois Junior César tentou de novo, dessa vez de fora da área, mas Dênis conseguiu espalmar. O time da casa perdeu Eduardo Costa ainda no primeiro tempo. O volante levou vermelho depois do segundo amarelo por falta dura aos 43 minutos. Da beira do gramado, o técnico Adilson Batista avisava aos jogadores os minutos que faltavam para acabar o primeiro tempo. Àquela altura, com o 0 a 0, o Cruzeiro já estava classificado. E a confirmação veio na etapa complementar, com dois gols. Depois das tentativas sem sucesso no primeiro tempo, um dos times finalmente desencantou. E foi o Cruzeiro. Em pleno Morumbi, a equipe mineira fez dois gols e garantiu a vaga às semifinais para enfrentar o Grêmio. Muricy Ramalho tentou melhorar o São Paulo promovendo duas trocas no intervalo. Saíram Washington e Junior César e entraram Dagoberto e Hernanes. Richarlyson passou a atuar como lateral. O São Paulo começou ameaçando, com boa arrancada de Marlos pela direita, aos nove minutos. O meia cruzou para a área, mas a defesa cruzeirense conseguiu afastar para escanteio antes da chegada de Dagoberto. Aos 13 minutos, o Cruzeiro perdeu uma ótima oportunidade. Gérson Magrão cruzou da esquerda para Wellington Paulista completar, mas o atacante não conseguiu chegar na bola. O gol do Cruzeiro saiu de surpresa, aos 21 minutos. Henrique saiu com a bola dominada da intermediária e acabou arriscando de longe mesmo. O chute foi forte e o goleiro Dênis não tinha o que fazer. Foi um golaço para praticamente decretar a classificação. Dois minutos depois, Kléber quase fez o segundo. Ele recebeu no lado esquerdo da área e mandou cruzado para uma defesa difícil de Dênis. Depois da tentativa, o atacante cruzeirense marcou. Em lance de ataque do Cruzeiro, André Dias tocou com a mão na bola e a arbitragem assinalou o pênalti. Kléber cobrou e ampliou para 2 a 0. Sem forças para reagir e com dois jogadores a menos, o São Paulo se viu eliminado nas quartas-de-final da Libertadores dentro de casa.

Tal como no caso da classificação do Estudiantes/ARG, o Cruzeiro-MG/BRa se classificou com todas as láureas e direitos. Será um confronto duríssimo entre Grêmio e Cruzeiro-MG/BRA, do qual eu acredito que saia o campeão da Copa Libertadores da América 2009. Os dois times são bons e até parecidos, porém, há vantagens diferentes para ambos os lados. Os mineiros têm jogadores mais técnicos e um time mais organizado e entrosado, todavia,  os gaúchos têm um treinador mais experiente e vencedor, além de jogadores mais rodados e que já sentiram o gosto do título de uma Libertadores da América. Será o grande confronto de toda a Copa Libertadores da América, tal como será o confronto tão esperado na Copa das Confederações entre Brasil e Espanha.

O treinador do time mineiro, Adilson Batista, ex-capitão do Grêmio Bicampeão da América, falou que o clube gaúcho faz parte de sua vida e que o confronto será muito equilibrado. FONTE: ClicRBS

O treinador do time mineiro, Adilson Batista, ex-capitão do Grêmio Bicampeão da América, falou que o clube gaúcho faz parte de sua vida e que o confronto será muito equilibrado. FONTE: ClicRBS

Tchüss!

Anúncios

3 Respostas to “Libertadores Eletrizante: Cruzeiro-MG/BRA e Estudiantes/ARG Se Classificam às Semifinais”

  1. Gustavo Says:

    Concordo com as palavras e acrescento: foi um massacre do Cruzeiro. Se jogar com a mesma postura que jogou ontem, em pleno Morumbi, vai ficar difícil pro nosso Tricolor. Mas existem duas grandes diferenças: uma é que o Grêmio não é o São Paulo que tava mortinho em campo. Sem garra, sem entusiasmo, sem vibração. O confronto com o Grêmio será muito mais parelho. E jogar a segunda partida em casa pode ser uma vantagem, mas entre Grêmio x Cruzeiro, o que decide é o jogo do Mineirão.

    Nosso histórico lá não é dos melhores. Precisamos fazer um bom jogo, sobretudo fora de casa. Um empate com gols, na minha visão, garante a nossa classificação. Até um resultado como o São Paulo obteve não seria de todo ruim; perder de 2×1 para o Cruzeiro em Minas dá chances totais de reversão.

    É só não amarelar como fizeram os paulistas. Aliás, isso é normal. Nas 3 últimas libertadores o SP amarelou. E sempre para times do eixo sul-minas.

    É jogo duro e o que decide tudo é o primeiro embate, semana que vem.

  2. Roberto Ortiz Alves Juinor Says:

    A única coisa que não dá é ser patrolado em Minas… se preder de mais de dois gols pode enfiar a viola do saco e dar tchau…
    Qual é o verdadeiro Cruzeiro? O de ontém contra o São Paulo ou aquele que foi arrasado pelo Estudiantes na argentina? Ou será aquele que não conseguiu ganhar em casa dos reservas do Inter?
    É um grande time, mas o bicho não é tão feio assim…

  3. mzerbes Says:

    Consoante eu já havia dito em conversas online com meu amigo blogueiro Alemão Pizoni, o lado esquerdo de defesa do Cruzeiro é uma avenida. Gerson Magrão joga bem, mas não é da função. Ele não é lateral-esquerdo; ele é meia. Tem o costume de deixar grandes espaços às suas costas, facilitando a entrada de um ponteiro. A meu ver, esse ponteiro tem nome no Grêmio: Germán Herrera. Ademais, o zagueiro que atua na esquerda é extremamente lento, desprovido de técnica e não sabe sair com a bola. Falo de Léo Fortunato. Se o Autuori escalar o Herrera pra cair às costas do Gerson Magrão, aproveitando pra tabelar com o Ruy e recebendo passes de Souza, para então fica no “mano a mano” com o Léo Fortunato, a vitória da ambição tricolor estará sendo encaminhada…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: