Bundesliga Surpreendente: Graças a The Machine, Wolfsburg Quebra Tabu e é Campeão pela Primeira Vez

by
Grafite, mais conhecido como "The Machine" pelos alemães, além de goleador do torneio foi o maior responsável pela conquista inédita.

Grafite, mais conhecido como "The Machine" pelos alemães, além de goleador do torneio foi o maior responsável pela conquista inédita.

E não é que o Wolfsburg chegou lá? O time dos brazucas Grafite, Josué, Rodrigo Alvim (formado nas categorias de base do Grêmio) e Caiuby (ex-São Caetano-SP/BRA) levou a melhor sobre os grandes Bayern de Munich (de Lúcio), Borussia Dortmund (de Tinga), Werder Bremen (de Diego) e Bayer Leverkusen, além dos tradicionais Hertha Berlim, Hamburgo e Stuttgart, e sagrou-se campeão alemão neste último final de semana, após 37 desgastantes rodadas de batalha. Em 64 anos de história, foi o primeiro título alemão do Wolfsburg, com direito a goleada de 5 a 1 na rodada final, ante o Werder Bremen. Uma campanha excelente, que teve a confirmação do título somente na última rodada (e de maneir impiedosa, para não deixar dúvidas). O levantamento da primeira “salva de prata” (taça de campeão para os alemães) da história do clube coube ao capitão do time, o brasileiro Josué, ex-volante do São Paulo-SP/BRA. O Wolfsburg foi o primeiro colocado da Bundesliga com 69 pontos, seguido da segundo colocado Bayern de Munich com 67 pontos, e do terceiro colocado Stuttgart com 64 pontos. Grafite foi o goleador da Bundesliga com 28 gols, tendo feito 3 no jogo final realizado na Volkswagen Arena. Título merecido ao time verde. Veja no desenho tático abaixo (retirado do blog preleção do ClicRBS) o esquema de jogo vencedor adotado pelo treinador do Wolfsburg, Sir Felix Magath:

Como se pode perceber pela esquematização elaborada, o Wolfsburg  joga com um volante centralizado (o brazuca Josué) guarnecendo a linha de três meias avançados, razão pela qual, o jornalista do ClicRBS destacou que o esquema poderia ser chamado de 4-1-3-2 também. O goleiro é o suíço Benaglio (reserva da seleção de seu país); a dupla de zaga é formada pelo italiano Barzagli e pelo tcheco Simunek; os alas são exercidas pelo esloveno Peakirk na direita (ele não costuma subir muito) e pelo alemão Shäfer (jogada preferencial do time); no meio, o brasileiro Josué é utilizado como um legítimo cabeça-de-área, servindo de aparato para os 3 meias que encostam no ataque (o alemão Gentner pela esquerda, o bósnio Misimovic mais centralizado e o outro alemão Riether caindo pela direita); e no ataque, o bósnio Dzeko busca mais o jogo, para tabelar com o centroavante brasileiro Grafite, ou se preferirem, “The Machine”. Segundo os analistas, o time campeão alemão não é de grande técnica, todavia, tem muita raça e muita gana, abusando da sua jogada principal – fundamento que realiza muito bem. A estratégia intrínseca da equipe são as jogadas pelas alas, até porque, não há um pensador no time, aquele que articula as jogadas, que conduz o time ofensivamente (vide Douglas no Corinthians-SP/BRA, Souza e Tcheco no Grêmio, Roger no Qatar FC/QAT, Arílson no 14 de Julho de Livramento-RS/BRA, Ribery no Bayern de Munich/ALE, etc.). O time dá preferência para as trocas rápidas de passes curtos, com os jogadores se apresentando à guisa sincronizada para efetuar jogadas de 1-2. A grande força do time, sem sombra de dúvidas, é o ataque formado pelos matadores Grafite e Dzeko. Grafite é destro, Dzeko é canhoto. Ambos têm uma considerável velocidade e uma boa habilidade para jogadas individuais. Grafite e Dzeko são fortes e sabem utilizar o corpo para fazer paredes e girar sobre os adversários, ou até mesmo rolar a pelota para que vem de trás. Os dois arrematam muito bem de cabeça também. Nota: The Machine marcou 28 gols; Dzeko foi o vice-artilheiro da competição totalizando 26 gols. Em síntese, o Wolfsburg é um time bem organizado, que prioriza a variação de jogadas, sempre tentando impor muita velocidade, essencialmente através da descida de seus dois laterais, em sincronia com os 3 meias avançados e a respeitável dupla de atacantes imponentes.

Dzeko e The Machine comemoram o gol épico (para muitos um dos 5 mais belos da história da Bundesliga) de Grafite no jogaço ante o Bayern de Munich/ALE.

Dzeko e The Machine - ex-centroavante do Grêmio - comemoram o gol épico (para muitos um dos 5 mais belos da história da Bundesliga) de Grafite no jogaço ante o Bayern de Munich/ALE.

Falando um pouco sobre a história do clube, o Verein für Lebesübungen Wolfsburg Fussball GmbH (ou apenas Vfl Wolfsburg) é um clube de futebol proveniente da Alemanha, mais precisamente da cidade de Wolfsburg. A entidade foi fundada em 12 de Setembro de 1945, logo após a Segunda Guerra Mundial. Presidido atualmente por hans Dieter Pötsch, o clube abrange 29 departamentos de esportes, sendo futebol o mais conhecido.O uniforme titular é predominantemente verde, com detalhes brancos. O uniforme reserva é similar ao da Internazionale de Milão/ITA (camisa azul e preta com listras verticais, calção preto e meias azuis). O clube manda os seus jogos na Volkswagen Arena, estádio com capacidade para 30 mil pessoas. Os torcedores do Wolfsburg são conhecidos como “wolves” (lobos, na língua inglesa). O fornecedor de material esportivo é a gigante americana Nike.

Volkswagen Arena estava lotada no jogo final entre Wolfsburg e Werder Bremen.

Volkswagen Arena estava lotada no jogo final entre Wolfsburg e Werder Bremen.

Em 1938, a cidade de Wolfsburg foi fundada por operários da indústria automobilística. Em 12 de setembro de 1945, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, surgiu o VSK Wolfsburg, time de futebol do município. Desde o seu começo, a agremiação já usava as cores verde e branca que são a marca da equipe atualmente, porque o treinador Bernd Elberskirch tinha um jogo de uniforme nestas cores à disposição. Contudo, em 15 de dezembro de 1945 uma crise quase causou a extinção do Wolfsburg, quando vários atletas saíram da equipe para se juntarem a outro time da cidade. Apesar disso, com esforços do único jogador que permaneceu no clube, Josef Meyer, a equipe conseguiu se recuperar e adquiriu o nome que tem até hoje: VfL Wolfsburg. Logo depois, o time passou a ser patrocinado pela empresa automobilística Volkswagen, que possui ainda hoje 95% dos direitos do clube. Durante a maior parte de sua história, o Wolfsburg  jogou nas divisões inferiores da Bundesliga, oscilando principalmente entre a segunda e a terceira divisão. Em 1996/1997, conseguiu o acesso à elite do futebol do alemão. Em sua primeira temporada na primeira divisão, o Wolfsburg teve muitos problemas e lutou durante todo o campeonato contra o rebaixamento. Entretanto, logo no ano seguinte terminou em sexto na Bundesliga e se classificou pela primeira vez para uma competição européia, a Copa da Uefa, na qual não obteve muito êxito – haja vista que a equipe foi eliminada já na segunda fase da competição. Depois de conseguir algum sucesso na divisão principal, mas nunca lutando pelo título, a equipe caiu de rendimento nas edições do Campeonato Alemão de 2005/2006 e 2006/2007, na qual brigou contra o descenso em ambas, conseguindo escapar. Agora, com o título da Bundesliga 2008/2009, a torcida pode se orgulhar e gritar “é campeão”.

Tchüss!

Anúncios

2 Respostas to “Bundesliga Surpreendente: Graças a The Machine, Wolfsburg Quebra Tabu e é Campeão pela Primeira Vez”

  1. Gustavo Says:

    Excelente matéria, muito completa. ah, e com uma linguagem clara e direta, hehehehe…

    E esse Josef Meyer foi o cara! É o Eurico Lara do Wolfsburg

  2. mzerbes Says:

    Muito obrigado. Estava com muita vontade de fazer esta matéria. Fico satisfeito que o grande amigo tenha gostado. Outras ainda virão, se Deus quiser…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: