Libertadores Vira Campo de Politicagem

by

PARTE 1: Xenofobia Futebolística

Gripe Suína já tem 6 casos confirmados no Brasil.

Gripe Suína já tem 6 casos confirmados no Brasil.

Nas últimas horas, tem-se discutido mais sobre política, do que jogado futebol em termos da Copa Libertadores da América. A maldita Gripe Suína (Vírus H1N1) pegou todos desprevenidos, forçando a Conmebol a adiar por prazo indeterminado os jogos dos clubes mexicanos San Luís e Chivas Guadalajara pelas oitavas de final do Torneio Continental. Ocorre que, inevitavelmente, os mexicanos estão sendo vitimados pelo que se chamou de “xenofobia futebolística”. Os clubes classificados para enfrentar os mexicanos (Nacional/URU e São Paulo-SP/BRA) se negam a jogar no México, tendo enviado (inclusive) material médico de entidades com reconhecimento mundial no ramo, asseverando que o país da América Central constitui risco de nível 5, no que tange à Gripe Suína. Os clubes mexicanos então se manifestaram no sentido de abandonar a competição (desta forma, Everton/CHI e Universitário/PER herdariam as vagas, ou São Paulo-SP/BRA e Nacional/URU se classificariam diretamente para as quartas de final). Passadas 12h, a Conmebol propôs a celebração de um único jogo, a ser realizado nas cidades dos clubes adversários dos mexicanos, dia 20 do presente mês. Novamente, os mexicanos rechaçaram (e com toda a razão) aludindo falta de igualdade nas medidas e descumprimento do regulamento (dois jogos, sendo um na casa de cada clube). Não deixe de cnferir a continuação desta novela neste mesmo horário, neste mesmo canal…

______________________________________________________

PARTE 2: Abrasileiradores da América

O vencedor de Sport Recife-PE/BRA e Palmeiras-SP/BRA não enfrentará o Grêmio nas quartas de final, caso classifique.

O vencedor de Sport Recife-PE/BRA e Palmeiras-SP/BRA não enfrentará o Grêmio nas quartas de final, caso classifique.

A Conmebol, através do seu próprio presidente, Nicolás Leoz, desmentiu qualquer possibilidade de mudança no regulamento da Libertadores da América. Desta forma, clubes brasileiros só irão se enfrentar obrigatoriamente nas semi-finais, automaticamente, o vencedor de Sport Recife-PE/BRA e Palmeiras-SP/BRA não pegará o Grêmio nas quartas de final do torneio. A Conmebol agiu muito bem, senão estaria dando vazão a uma virada de mesa. Não se pode mexer no regulamento em meio à competição, consoante já tive a oportunidade de afirmar aqui neste espaço. Uma medida judicial gremista haveria de trancar o torneio, e aí daria muito pano pra manga. O campeonato fica preservado assim. Mas não estranhem, meus amigos, se ano que vem o regulamento for reformulado para que haja cruzamento entre clubes do mesmo país (entenda-se Brasil) já nas quartas de final. Seria praticamente um Campeonato Brasileiro dos Melhores Clubes Nacionais. Suponhamos que este regulamento fosse aplicado ao Grêmio em 2009, então enfrentaria o Sport Recife nas quartas, o Cruzeiro nas semi e só não pegaria na final outro brazuca por sorte. Em resumo, seria caminho livre para o Boca Juniors/ARG chegar à final do torneio mais importante da América, enfrentando apenas adversários medianos, enquanto os brasileiros se aniquilariam entre eles – sendo que inegavelmente são clubes bem mais qualificados que os demais. Na minha opinião, o regulamento deveria voltar ao que era antes: clubes do mesmo país não precisam se enfrentar obrigatoriamente a partir das semi-finais. A Copa dos Campeões da Europa não admite qualquer restrição nesse sentido, e vem sendo dominada pelos ingleses nos últimos anos. Isso é natural. É o momento positivo que o país vive no futebol, o talento de seus profissionais, tudo refletido nos resultados. Abaixo os gols de Estudiantes/ARG 3×0 Libertad/PAR, sem dúvidas, o destaque da rodada.

Tchüss!!

Anúncios

2 Respostas to “Libertadores Vira Campo de Politicagem”

  1. Roberto Ortiz Alves Juinor Says:

    Mais um “aplique” do Simon… ele insiste em ver o que não acontece.
    Quem viu Boca e Cruz Azul pela Libertadores de 2004 ( se não me engano) sabe do que falo… Foi um estelionato ( tem que cuidar… se eu usar outros termos posso ser processado hehehe) grosseiro em cima dos mexicanos.

  2. mzerbes Says:

    O Simon vem cometendo reiterados erros, todavia, no lance do pênalti marcado contra o Libertad/PAR, na minha opinião quem errou foi o bandeirinha Altemir Haussmann. O bandeirinha foi quem levantou o seu instrumento de trabalho e denunciou o “suposto lance ilegal” praticado pelo defensor paraguaio. Eu não vi pênalti no lance. Creio que se não houvesse esse pênalti, o Libertad/PAR teria outra realidade para reagir dentro do jogo. O time argentino foi favorecido, mas não creio que tenha havido má-fé. O bandeirinha errou porque estava mal posicionado, no meu entender.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: