Leão por Roth? fez bem o Galo?

by

0roth(foto: Editoria de Arte/globoesporte.com)

Anúncios

17 Respostas to “Leão por Roth? fez bem o Galo?”

  1. mzerbes Says:

    Muito boa sorte ao ROTHweiler! Se o Grêmio tinha obrigação em pagar seguro desemprego, agora não tem mais… Grêmio X Atlético-MG será marcado por muitas vaias ao ex-treinador do Imortal Tricolor… e já digo, sem ser oportunista: o Atlético fez um mal negócio, porém, não sofrerá riscos de sucumbir à Segunda Divisão. Deverá fica na Zona da Sul-americana…

  2. Gustavo Says:

    Discordo. Se tivesse que vir o Leão para o Lugar do Roth no Grêmio eu não queria. E acho que o Galo pega sim uma vaga na Sulamericana. Deverá ficar em 10º, 11° no brasileiro. Com o Leão no comando, duvido que chegasse a tal patamar.

  3. mzerbes Says:

    “Presume-se” que o Atlético-MG seja um clube grande, razão pela qual, não pode se restringir a brigar por vaga na Copa Sul-americana. Brigar por vaga na Copa Sul-americana é lutar para não cair ao mesmo tempo, tendo em vista o que vem ocorrendo nos Campeonatos Brasileiros pretéritos. Quem briga para não cair fica muito próximo aqueles que estão na zona de classificação à “Copa Secundária da América”. Vale lembrar que o Atlético-MG já foi campeão brasileiro, da Copa Conmebol e faz parte do Clube dos 13, no qual estão inseridas as maiores entidades de prática futebolística profissional da República Federativa do Brasil. Ademais, o Galo tem em seu elenco jogadores qualificados, como Júnior (lateral-esquerdo ex-São Paulo-SP), Diego Tardelli (atacante ex-PSV Eidhoven/HOL; um dos pretendentes ao Prêmio de Goleador do Brasil em 2009), Hélder Granja (lateral-direito ex-Palmeiras-SP), Fabiano Costa (meia ex-São Paulo-SP) e Éder Luís (atacante ex-São Paulo-SP).

  4. Gustavo Says:

    de presunções teóricas o futebol está cheio. O inter, por exemplo, era o melhor clube do Brasil ano passado. E quase ficou fora da ‘secundamericana’. Ademais, na prática já faz anos que o Atlético vem decepcionando. E creio que a participação no clube dos 13 é por ter sido campeão brasileiro na sua primeira edição, não por mérito de boas campanhas. Considero um clube grande, mas sem sal, tal qual flamengo, que afora a grande torcida, não ganha nada (que não seja estadual) há anos.

    Ou alguém acha que Atlético MG e Flamengo são postulantes a vaga na próxima libertadores? desde já eu lanço aposta neste blog como ambos os clubes ficam de fora da competição de primeira linha do futebol continental, no que tange à classificação no campeonato brasileiro. Alguém cai dentro?

  5. mzerbes Says:

    Atlético-MG e Flamengo-RJ têm times e tradição suficientes para brigar por vaga na Copa Libertadores da América. Ainda, cabe salientar, que os dois clubes mencionados sairão em vantagem em relação aos melhores clubes do Brasil no momento, os quais se encontram atualmente disputando o torneio mais importante do continente (Grêmio, São Paulo-SP, Sport Recife-PE, Palmeiras-SP e Cruzeiro-MG). Os problemas destes clubes estão inseridos iminentemente nas suas direções (dirigentes que contratam treinadores derrotados para gerenciar seus respectivos times de futebol – Celso Roth e Cuca). Por isso, esses clubes não deveriam se sujeitar a lutar apenas por vaga na “Copa Secundária da América”.

  6. Gustavo Says:

    Concordo que são times de tradição. Mas discordo que seja culpa da direção. Atlético MG ganhou o último título importante em 1997, que foi uma copa Conmebol, que já havia ganho em 1992. Antes disso, somente o brasileirão de 1971.

    Flamengo conquistou uma copa do brasil em 2006 e 1990, antes disso, uma inexpressiva copa dos campeões em 2001 e mercosul em 1999. De resto, somente em 1981, época em que realmente tinha um timaço, que até hoje faz o flamengo carregar essa mística, mas não assusta ninguém há tempos.

    São times de tradição e que não deveriam abrir mão de vagas na libertadores, mas os dirigentes incompetentes são os que fazem a história do clube.

    O flamengo, por exemplo, tendo em vista as receitas que tem de TV, tendo em vista o número de torcedores, tinha obrigação em ser o clube com maior número de associados, de estar sempre com os melhores jogadores e brigando anualmente por títulos de ponta no cenário mundial.

    Tendo em vista tudo o que se espera desses times e o que eles têm apresentado nos campeonatos nacionais, a “Copa Secundária da América” é luxo!

  7. mzerbes Says:

    Data máxima vênia, mas isso é demagogia, meu grande amigo Gustavo!! Com todo o respeito, isso pode se aplicar ao Galo, mas não ao Flamengo-RJ. Olha só o que afirmaste: “Flamengo conquistou uma copa do brasil em 2006 e 1990, antes disso, uma inexpressiva copa dos campeões em 2001 e mercosul em 1999. De resto, somente em 1981, época em que realmente tinha um timaço, que até hoje faz o flamengo carregar essa mística, mas não assusta ninguém há tempos”. Tchê, o Urubu é um dos clubes brazucas com mais títulos!!! São 5 Campeonatos Brasileiros, 1 Copa União, 2 Copas do Brasil, 1 Copa dos Campeões, 1 Torneio Rio-SP, 30 Campeonatos Cariocas, 1 Copa Libertadores, 1 Mundial de Clubes, 1 Copa Mercosul, 1 Copa Intercontinental, entre outros tantos titulos. Além disso, o Flamengo, todos sabem, não classificou para a LIbertadores 2009 por questão de detalhes. Não vamos esquecer que o Rubro-Negro Carioca disputou a Libertadores de 2007, sendo eliminado nas oitavas de final pelo Defensor/URU, que viria enfrentar o Grêmio na fase seguinte. Outra coisa: a “inexpressiva” Copa dos Campeões que fizeste alusão, classificou o Flamengo-RJ para a Libertadores do ano seguinte. Então… não é luxo para o FLamengo-RJ disputar uma “Copa Secundária da América”, meu amigo! Falta treinador para o clube! Falta direção! Matéria-prima eles têm, e é qualificada (Juan, Léo Moura, Ibson, Bruno, Kléberson, entre outros atletas qualificados).

    Abraço, Guasca Contumaz! (hehe)

  8. Gustavo Says:

    Do dicionário:

    demagogia
    s. f.
    1. Preponderância do povo na forma do governo.
    2. Abuso da democracia.
    3. Dominação tirânica das facções populares.

    No popular, significa adotar uma posição contrária ao foro íntimo para agradar opinião pública ou interesses socialmente relevantes.

    Assim, meu caro amigo, minha opinião em nada tem de demagógica. Meça melhor as palavras. Eu defendo a minha opinião tal qual eu a entendo. Não postaria nesse blog algo que puxasse o saco do flamengo se eu não penso dessa maneira.

    Os 5 títulos de campeonato brasileiro são contestáveis (pra mim são 4), sendo que o último haveria de ser ainda em 1992. Assim, a história atual do flamengo, a exemplo do futebol carioca em geral é, em minha opinião, decepcionante, por tudo o que ele tem de privilégios, incluindo patrocínio milionário e vintenário de uma estatal brasileira, que até a pouco tempo atrás patrocinava exclusivamente o flamengo. Isto é papel de empresa privada. Ou tu já pensaste que parte do imposto que tu ou teus pais pagaram foi injetado pelo governo no flamengo?

    Não estou denegrindo a história do clube, estou dizendo que se o meu Grêmio tivesse a mesma quota de TV, o mesmo patrocínio, os mesmos favores financeiros, o mesmo incentivo da imprensa, seríamos decacampeões do campeonato brasileiro.

    Pra mim, o único modelo recente de clube de futebol é o São Paulo, muito maior do que Corinthians e com menos mídia.

    Agora, se formos falar de tradição, certamente o Flamengo é um gigante. Que atualmente não me assusta, sinceramente. E acho sim, que não tem lugar entre os 5 melhores do Brasil da atualidade. Antes do Flamengo vem São Paulo, Inter, Grêmio, Cruzeiro, Corinthians, Palmeiras, sem pestanejar. E aí, caro amigo, é mister reconhecer que resta ao Flamengo uma vaga na Sulamericana. Mas isso é questão de opinião, não demagogia.

  9. Kanu Says:

    Abro um parênteses nessa discussão que se tornou de cunho pessoal para opinar sobre o título do tópico.

    Considerando que, em momentos de crise, a cultura do futebol brasileiro é de trocar o técnico, acho que o Atlético fez bem em trocar o Leão pelo Celso Roth. Acho que atualmente o futebol brasileiro tem passado por um momento de transição para os treinadores. Prova disso é a dificuldade que o Grêmio enfrenta para contratar um técnico à altura de um grande clube.

    Assim, não vejo outras alternativas ao Galo se não contratar Celso Roth que, desconsiderando os atritos com torcida e imprensa aqui no RS, tem sido um dos treinadores que figuram no cenário dos grandes treinadores do Brasil.

    No que tange à discussão sobre a grandeza de Atlético/MG e Flamengo, concordo em parte com os amigos. Acho que o Atlético pode ser colocado como uma das forças médias do futebol brasileiro. Se não fosse o tamanho de sua torcida, teria uma importância mais reduzida no cenário do futebol nacional. Já o Flamengo, em que pesem as administrações amadoras dos últimos anos, continua sendo uma ilha de competência dentro do futebol do Rio de Janeiro.

    AGORA PRA COLOCAR FOGO NA DISCUSSÃO: SUGIRO UM TÓPICO ESPECÍFICO PARA A VOTAÇÃO DA ORDEM DOS DEZ MAIORES CLUBES BRASILEIROS! Sugiro retirar a dupla Gre-Nal, pra evitar que a discussão novamente tome rumos regionais e desvirtue a questão principal.

  10. mzerbes Says:

    Não vou entrar no mérito da situação, e dar prosseguimento a um assunto desses sem qualquer utilidade. Eu não fiz qualquer alusão de cunho pessoal. Confesso que não entendi “o ataque de faniquito”. Me causou estranheza. Tenho dicionário em casa, e sei aplicá-lo muito bem sempre que necessário. Parabéns pela bela explanação! Achei que eu estivesse sendo intimado de uma denúncia. Digna de um Ministro do Supremo Tribunal Federal da estirpe de Gilmar Mendes.

    André: boa idéia! Se o Alemão não postar, eu faço algo nesse sentido. Vê se não seca muito hoje à noite!! hehe…

  11. Gustavo Says:

    BOA! acrescentando, gostaria que fosse definido por qual critério: tradição, atualidade, rankings, títulos ou a média geral…

    – Cinco primeiros, segundo IFFHS (considera competições contineitais e é atualizado mensalmente):
    1. São Paulo;
    2. Grêmio;
    3. Sport;
    4. Inter;
    5. Palmeiras;

    – Cinco primeiros em relação ao ranking da CBF (leva em conta as colocações em todos os Campeonatos brasileiros e Copas do Brasil):
    1. Grêmio;
    2. Corinthians;
    3. Vasco;
    4. Flamengo;
    5. São Paulo;

    – Por títulos continentais (em número, sem levar em conta a estirpe):
    1. São Paulo (11: 3 Mundiais Interclubes, 3 Libertadores da América, 1 Supercopa Libertadores, 1 Copa Conmebol, 2 Recopa Sul-Americana, 1 Copa Master da Conmebol);

    2. Cruzeiro (7: 2 Libertadores, 2 Supercopa Libertadores, 1 Recopa Sul-Americana, 1 Copa Master da Supercopa, 1 Copa Ouro)

    3. Santos (6: 2 Mundiais, 1 Taça do Campeões Intercontinentais, 2 Libertadores e 1 Copa Conmebol)

    4. Grêmio (4: 1 Mundial, 2 Libertadores e 1 Recopa Sul-americana)

    5. Flamengo (4: 1 Mundial, 1 Libertadores, 1 Copa Mercosul e 1 Copa Ouro)

    – por títulos nacionais, somando copas do brasil e campeonatos brasileiros:
    1. São Paulo (6)
    2. Flamengo (6)
    3. Corinthians (6)
    4. Grêmio (6)
    5. Palmeiras (5)

    Assim, a minha média (atualidade e história) por frequencia e colocação nesses rankings estabelecidos, fica assim:
    1. São Paulo
    2. Grêmio
    3. Flamengo,
    4. Corinthians
    5. Palmeiras

  12. Gustavo Says:

    blogueiro, Vossa Excelência me respeite! porra, se chamar de demagogo não é de cunho pessoal, então, nada de pessoal, mas VTF! no próximo jogo eu te acerto a canela!

  13. Kanu Says:

    Correndo o risco de me tornar redundante, sugeri a retirada dos clubes de Porto Alegre do “ranqueamento” (?), evitando o desvirtuamento da questão, haja vista que já no primeiro post do tópico o nome do Internacional foi suprimido do rol de clubes com títulos continentais…

    Enfim, a sugestão é fazer um ranking dos maiores clubes levando em consideração títulos, torcida, história e expressão no cenário futebolístico nacional e internacional. Acho que é interessante levar em consideração todos esses aspectos que, na minha opinião, fazem um clube ser grande.

    Embora o Dr. Gustavo tenha feito um ranking totalmente diverso daquele sugerido, acho que seria legal listar os DEZ (!!!!!) maiores clubes brasileiros DESCONSIDERANDO A DUPLA GRENAL (!!!!) para evitar vícios e polêmicas na listagem.

    D’Ale!

    P.S.: não se preocupem que hoje não vou secar! tenho noção de quando tenho chance de lograr êxito, hehehe

  14. mzerbes Says:

    hahahahahhaha…

    sem palavras! Simplesmente FENOMENAL!!! É uma maravilha esse “tal de futebol”, Senhoras e Senhores!!! Consoante último comentário, darei vida à enquete proposta nas próximas horas.

    Kanu, se serve de alento, eu também não secarei hoje à noite, em razão das mesmas circunstâncias que o Nobre Amigo mencionou. Sou fanático pelo Imortal, mas não sou irracional. O teu time é o melhor da Copa do Brasil (no papel), e eu só espero que esse papel seja rasgado novamente (como em 2008 aconteceu frente ao Sport Recife-PE)…hehe

    Ah, Eminente Min. Gilmar “Bartt” Mendes, acompanhando a sugestão do colega de bancada do STF, Min. Celso “Kanu” de Mello, estou encerrando esta sessão, à guisa compulsória, em que pese eu não deter a competência devida para tanto…hahaha

    LA BARBIE NELES HOJE À NOITE!!

  15. Gustavo Says:

    ahahahahahahah… eu entendi bem a sugestão do Dr. Cléber ‘Kanu’ Grabauska. Ocorre que fiz apenas uma prévia, tanto que seguirei a sugestão dada quanto houver tópico próprio. Aqui, elenquei apenas 5 porque não dava tempo, afinal eu até havia esquecido, mas trata-se de horário de expediente… incluí todos os times. Realmente houve um equívoco, pois o inter tem o mesmo número de títulos internacionais que flamengo, mas o supera em virtude da importância. Assim, nesse ranking preliminar e fora dos limites propostos por André, o Inter assumiria a 5ª posição no ranking de títulos continentais, onde deveria estar “títulos internacionais”, já que arrolei os títulos mundiais interclubes.

    Assim, o resumo geral, a média de todos os rankings ficaria assim:
    1. São Paulo
    2. Grêmio
    3. Corinthians (ultrapassa flamengo)
    4. Flamengo
    5. Internacional (ultrapassa palmeiras)

    Melhorou, na minha opinião, pois ficaram 2 gaúchos, 2 paulistas e um carioca. Antes a superioridade paulista era muito grande.

    mas aguardo o tópico novo sobre os rankings dos 10 melhores fora a dupla gre-nal. Abraço!

    P.S. Gilmar “bartt” Mendes é o caralho!

  16. Gustavo Says:

    Pela inércia do blogueiro Zerbes, venho aqui colocar a minha renque dos 10 melhores times do Brasil, tirando Grêmio e Inter e levando em consideração simplesmente tudo: títulos, posições em campeonatos, posição no cenário nacional e mundial, torcida, destaques surgidos nos times, tradição, atualidade, estrutura, etc… assim, minha lista fica assim:

    1. São Paulo (tri mundial, títulos, atualidade)
    2. Santos (bi mundial, tradição, títulos, libertadores, revelação de Pelé)
    3. Flamengo (Mundial, História, títulos nacionais e torcida)
    4. Cruzeiro (Títulos nacionais e libertadores e estrutura)
    5. Corinthians (torcida e títulos nacionais e atual projeção mundial)
    6. Palmeiras (História, libertadores)
    7. Vasco (história, torcida, títulos nacionais)
    8. Botafogo (Garrincha, torcida)
    9. Fluminense (títulos nacionais)
    10. Atlético MG (título nacional, mais torcida que Bahia, 11° da lista)

  17. Kanu Says:

    No meu entender:

    1. São Paulo
    2. Flamengo
    3. Corinthians
    4. Santos
    5. Palmeiras
    6. Vasco
    7. Cruzeiro
    8. Botafogo
    9. Fluminense
    10. Atlético/MG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: