Por que adiar o inadiável?

by

Celso Roth perdeu (mais uma vez), e (novamente) a direção nada fez para mexer com o vestiário gremista. Todos são unânimes em afirmar que o Grêmio só voltará a postular títulos, quando nosso atual “treinador” for embora. Imprensa, crítica especializada, torcedores e grande parte dos dirigentes (além de alguns jogadores) sabem que o grupo do Grêmio está entre os 8 mais qualificados do Brasil, porém, não tem um técnico à altura. Falta convicção a Roth. Ou alguém acha correto ficar variando 2 ou 3 esquemas por jogo, fazendo trocas esdrúxulas e improvisando jogadores em posições que não são as suas de maior aptidão ? (vide Héverton, zagueiro de origem, atuando na ala-esquerda este domingo pretérito; vide Saimon, zagueiro de origem, jogando de ala-direita; vide Makelele, volante de origem, jogando de lateral-direito). A direção segue prestigiando Celso Roth, em que pese toda a pressão da torcida e imprensa pela saída do mesmo. O que mais indigna, é que todos nós sabemos que nossos dirigentes estão adiando o inadiável. Não há razão em manter um treinador até uma determinada partida (contra o Boyacá Chicó, da Colômbia), exigindo um resultado sob pressão (somente a vitória), e sabendo que isso não acontecerá. É remar contra a maré, é atrasar todo um processo de reestruturação, é “a crônica de uma tragédia anunciada”. Totalmente desnecessário… o próximo capítulo desta novela mexicana, quem quiser conferir, basta ligar na Rede Globo, às 21h50, desta quarta-feira… mesmo sabendo qual será o final deste folhetim burro e barato…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: