Archive for março \31\UTC 2009

Liderança e a Síndrome dos Gols Perdidos

março 31, 2009
La Barbie teve boa movimentação, criou oportunidades de gol, mas não soube converter em gols.

La Barbie teve boa movimentação, criou oportunidades de gol, mas não soube converter em gols.

O Grêmio derrotou o fraquíssimo time do São Luís de Ijuí nesta segunda-feira, às 19h30, no Estádio Olímpico Monumental em Porto Alegre/RS, retomando a liderança do Grupo 2 do Campeonato Gaúcho. Os gols só saíram no Segundo Tempo, através dos reservas Makelele (que entrara em lugar de Ruy com suspeita de lesão muscular) e Reinaldo (em lugar de Maxi López). Para variar, o Tricolor perdeu uma série de gols feitos. O “rei” dos gols perdidos foi Souza, que de fronte para o gol vazio perdeu dois gols incríveis. O segundo gol foi digno de pelada: Jonas que entrara em lugar de Germán Herrera, fez grande jogada, driblou 2 marcadores, o goleiro Oliveira do São Luís (o melhor em campo) abandonou a meta e Jonas rolou a bola limpa para Souza, sem marcação e sem goleiro, bater por cima do travessão. La Barbie perdeu outros dois gols: um em que o goleiro cometeu pênalti no argentino, o qual foi sonegado pela arbitragem, quando Maxi fez 1×2 com Herrera e chutou nas pernas do guarda-metas; outro em que Jadílson fez ótima jogada pela esquerda, foi ao fundo e cruzou rasteiro para Maxi bater quase da pequena área, de fronte para o goleiro, e este chutou rente ao travessão. Jonas e Germán Herrera não foram diferentes. Até quando?

Acredito que os problemas dos jogadores do Grêmio quanto à feitura dos gols seja psicológica, haja vista que os atletas (essencialmente aqueles que jogam no ataque) não vêm tendo a devida frieza que deles se espera para que façam os gols. O ponto positivo é que as oportunidades de gol seguem sendo criadas aos montes. Quinta-feira, às 15h45, na cidade de Caxias do Sul/RS, jogam Caxias e Grêmio, pela última rodada do Segundo Turno do Gauchão. Pra variar Celso Roth jogará com os reservas…

Tchüss!

ex?

março 31, 2009

019923667-ex00foto: Agência/AFP

Futebol dos Petrodólares: a 3ª Divisão de Bons Jogadores

março 30, 2009
Roger chegando ao Qatar Sport Club no meio de 2008, após abandonar o Grêmio, em meio à disputa do Gauchão 2008.

Roger chegando ao Qatar Sport Club no meio de 2008, após abandonar o Grêmio, em meio à disputa do Gauchão 2008.

O futebol asiático, até então, não havia sido tratado aqui neste espaço. Sou um pesquisador dedicado e curioso incurável sobre os vários clubes praticantes do meu esporte favorito (o futebol). Munido neste espírito, fui em busca de informações precisas em relação ao futebol jogado na Ásia, mais pecisamente o torneio nacional do Catar. Muitos analistas do futebol classificam o futebol da Ásia como a “Terceira Divisão de Bons Jogadores” no mundo, sendo a Primeira Divisão o futebol do Leste Europeu, a Segunda Divisão o futebol do Oeste Europeu, a Quarta Divisão o futebol Americano (essencialmente Brasil-Argentina-México-Estados Unidos), a Quinta Divisão o futebol africano e a Sexta Divisão (aqueles que nunca assistiram ao atual formato do Mundial Interclubes, imaginem só o que não é!) o futebol da Oceania.

A chamada “Liga das Estrelas do Catar” tem em sua Primeira Divisão um total de 10 clubes (a metade de um Campeonato Italiano, Espanhol ou até mesmo Brasileiro), quais sejam: Al-Arabi, Al-Khor, Al-Wakra, Al-Kharityiath, Al-Sadd, Al-Sailyia, Umm-Salal e os “festejados” Qatar Sport Club e Al-Rayyan, clubes bastante conhecidos pelos brasileiros, em razão dos jogadores e treinadores que para lá se transferiram. O Al-Rayyan é comandado atualmente pelo treinador brasileiro Paulo Autuori, e o Qatar Sport Club será desmistificado nas linhas que seguem, por uma questão pessoal deste que vos fala.

O Qatar Sport Club é um clube profissional da Ásia, mais precisamente da cidade de Doha, situada no Catar. Fundado em 1959 com o nome de Al Nasour, já com as cores atuais (amarela e preta), o Qatar Sport Club sedia os seus jogos no Qatar Sport Club Stadium, com capacidade de 19 mil pessoas. Em 1972, o então Al Nasour fundiu-se com outras duas entidades, o Al Oruba e o Al Esteqlal. Finalmente, em 1981 o clube pasa a se chamar Qatar Sport Club.

No passado já jogaram grandes jogadores do futebol mundial no Qatar SC, certamente mais seduzidos pelos “petrodólares” do que pela projeção da carreira, entre os quais: Cláudio Paul Caniggia (ARG), Marcel Desailly (FRA), Christophe Dugarry (FRA), Fabrice Akwá (ANG), Jay Jay Okocha (NIG) e Ali Karimi (IRÃ). O time atualmente é treinado pelo técnico brasileiro Sebastião Lazaroni, jogando num 3-5-2 bem avançado. Os destaques do time são os meias Eric Djemba-Djemba (camaronês atuante na Seleção de seu país) e Roger (brasileiro, ex-Grêmio, Flamengo, Fluminense e Corinthians) e o atacante Marcinho (outro brasileiro ex-Grêmio e Flamengo).

O clube nunca teve grande projeção no cenário mundial (nem mesmo no próprio Catar), tendo o seu melhor desempenho sido uma classificação para a Copa dos Campeões do seu continente em 2004, vindo a ser eliminado sumariamente já na fase de grupos. Entretanto, em 2008 o clube resolveu investir, contando ainda com o apoio do fornecimentod e material da gigante alemã Adidas. As informações referentes ao futebol asiático como um todo são muito obscuras: além de não ser um futebol em que a mídia européia e americana dão destaque, ainda tem o grande problema da língua árabe.

Não consegui descobrir o nome do goleiro do Qatar SC, mas o time treinado por Lazaroni joga na defesa com o zagueiro Ahmed Dokhi de líbero (ele é natural da Arábia Saudita), na direita com Mohammed O. e na esquerda com Amad Alhosni (ambos do Catar); no meio de campo jogam o cabeça de área marroquino El Karkhouri, os alas Munir (natural do Irã) e Youssef Safri (natural do Marrocos) e os meias avançados Djemba-Djemba e Roger; no ataque o “craque” da Seleção do Catar Sebástian Quintana e o brasileiro Marcinho.

Quem sabe em 2009 o Qatar SC consiga mais projeção. Mas com Lazaroni de treinador vai ser complicado ahm?

Sebastião Lazaroni, ex-treinador da Seleção Brasileira na fracassada Copa de 1990, em ação no Catar.

Sebastião Lazaroni, ex-treinador da Seleção Brasileira na fracassada Copa de 1990, em ação no Catar.

Tchüss!!!

o trio de Diego

março 29, 2009

Messi, Tevez e Agüero formam um senhor trio final da seleção comandada por Maradona. Vi um pedaço do jogo dos Hermanos contra a Venezuela neste sábado e o que pude ver foi um ataque técnico, veloz e de intensa movimentação.

Se Maradona der tempo ao trio, esse ataque da Argentina promete ser um dos melhores do mundo…

A vitória contra a Venezuela – 4×0 –  foi um sinal de que o trio de Diego tem tudo para chegar nos cascos em 2010.

Obs: o jogo foi a estreia de Maradona em jogos profissionais no comando da seleção argentina.

“o” jogo [2]

março 27, 2009

Uruguai x Paraguai

Esse confronto é para quem gosta de peleia das boas!

Aposto em, no mínimo, dois vermelhos…

“o” jogo

março 27, 2009

São Paulo x Palmeiras

Vale lembrar que os dois times estão na Libertadores.

O São Paulo, na competição sul-americana, está melhor que o Palmeiras. Já no paulistão, é o contrário.

sem o melhor

março 27, 2009

A confirmação que Kaká está fora do jogo contra o Equador deve ter deixado Dunga preocupado. Afinal de contas, Kaká vem sendo o grande jogador da seleção brasileira. Tudo bem que Robinho quando veste a camisa amarelinha nem parece o mesmo jogador que joga na Inglaterra. Mas mesmo assim o Brasil sem Kaká perde, no mínimo, um grande articulador da equipe. Além da técnica e da força de Kaká.

Será que Ronaldinho conseguirá substituí-lo?

A Estrela do Capitão

março 26, 2009

Não sou a Mãe Dinah, não faço previsões e nem domino a futurologia, mas o que eu escrevi no blog ontem, fazendo uma análise prévia do jogo que foi celebrado nesta quarta-feira à noite em Cochabamba(BOL), se concretizou. Não era preciso ser um grande conhecedor do futebol, mas tão somente ter conhecimento acerca da história da instituição Grêmio Football Porto-alegrense. Como eu havia dito, nada é fácil, tudo é na base do sofrimento. O adversário era fraco, o Grêmio perdia gols incríveis novamente, teve um atleta expulso (Jonas) e o jogo só foi decidido aos 41 minutos da segunda etapa, graças à estrela de um capitão: Tcheco. Não é a primeira vez que Tcheco decide num momento de extrema dificuldade. Ele já decidiu na Libertadores 2007 em Grêmio 2×0 São Paulo, Grêmio 2×0 Santos, Grêmio 3×0 Defensor; no Gauchão 2006 em Grêmio x Juventude, no Grenal final com o passe para gol do titulo de Pedro Jr; no Brasileirão 2008 foi o melhor meia pela Revista Placar e decidiu contra o Palmeiras (1×0 no Palestra Itália), entre outros momentos decisivos. Só poderia ser ele pra desafogar o time. Não é à toa que ostenta a tarja de capitão do maior clube do Rio Grande do Sul  faz quase 3 anos. Tudo bem, o jogo poderia ter sido bem mais fácil se nossos jogadores não perdessem tantos gols e não se irritassem facilmente (Jonas foi expulso num lance bobo, tal como já havia feito no Gauchão 2008, em que foi expulso ante o Juventude nas semifinais, e acabou com a reação gremista naquele jogo), mas o folclore tricolor, volta e meia, dá o ar da graça. Seria a imortalidade tricolor novamente?

Jonas comemora o primeiro gol gremista.

Jonas comemora o primeiro gol gremista.

Desta vitória, ficam algumas observações: 1) Jonas é reincidente neste tipo de expulsão e deve ser repreendido por sua conduta; 2) Alex Mineiro e Fábio Santos não podem ser titulares em lugar de La Barbie e Jadílson, respectivamente; 3) Se o Grêmio seguir jogando desta forma, provavelmente não passará das quartas-de-final, momento em que se defrontará com u time de maior qualidade técnica. Agora o Grêmio volta-se para o campeonato regional, vindo a jogar somente na segunda-feira (sim, acreditem!) ante o São Luís, de Ijuí(RS), no Estádio Olímpico Monumental, às 19h30.

Tchüss!!

já era sabido

março 25, 2009

Sempre defendi a ideia da não participação do Brasil de Pelotas no campeonato gaúcho. Entretanto, alegando que o pior seria não jogar o torneio, o presidente do Brasil resolveu encarar a competição. Deu no que deu! O Brasil foi rebaixado.

Podem achar que foi desumano – e foi!! – jogar de dois em dois dias no primeiro turno. Que montar um plantel de uma hora para outra é difícil. Que a ajuda anunciada aos microfones por parte de todos não chegou como deveria. Todos os argumentos são corretos.

Porém, como o Brasil resolveu entrar na competição, deve cumprir a risca o regulamento e tudo que ele estipula. Uma pena para a torcida e para a cidade de Pelotas. Agora é tocar o barco na série C.

E quanto a ajuda que todos ficaram de dar, ela chegou mesmo ao clube????

Neymar melhor que Pelé?

março 25, 2009

Essa notícia está em vários sites. Reproduzo aqui trecho da matéria veiculada no espn.com.br:

O Rei do Futebol, Pelé, deu a sua opinião sobre o começo de carreira do jovem atacante Neymar. Para o Atleta do Século, o garoto tem condições de ser até melhor do que Robinho e do que ele, mas pede calma com relação à pressão que tem sido colocada nos ombros do jogador.

Calma Pelé…calma…

A Ameaça que Vem da Bolívia

março 24, 2009

Amanhã, às 21h45 da noite, horário de Brasília, o Grêmio haverá de enfrentar o Aurora, de Cochabamba(BOL), em jogo válido pela terceira rodada da Copa Libertadores da América. A princípio, se trata do “saco de pancadas” do grupo, uma vez que levou duas goleadas por 3 a 0 (em casa para o Boyacá Chicó/COL, e fora de casa para o Universidad de Chile/CHI), todavia, muitos desavisados não sabem que ambos os resultados foram injustos, haja vista que o time boliviano teve maior volume de jogo e teve oportunidades incríveis de gol desperdiçadas. Além disso, os bolivianos vêm centrados de que este é “o jogo da vida” do clube, não havendo outra alternativa, senão derrotar o melhor time do grupo, sob pena de abandonar a competição sumariamente, com 3 rodadas de antecedência. Isso sem contar, a tão temida altitude que cansa os jogadores de países do sul do planeta, desacostumados a tantos níveis acima do mar, que causa náuseas, dores de cabeça, falta de oxigênio, entre outros elemento afins.

A altitude dos teratológicos montes bolivianos...
andes-range-363300-lw

Ora, é lição comezinha o fato de que o Aurora (BOL) possui um time formado por atletas inexpressivos e de baixa qualidade técnica. Mas a questão não é essa. O que me causa calafrios é a alta dose de confiança de que vem eivada a delegação gremista, de Porto Alegre à Cochabamba. Tudo bem, é preciso descontrair sempre, isso ajuda o ambiente, mas para o Grêmio nada é fácil, e nunca será. Parece até folclore, mas é a mais pura verdade. Os outros clubes “passaram a máquina” por cima do Aurora(BOL), contudo, não estranharei se amanhã o Imortal Tricolor vencer apertado por 3 a 2, numa partida complicadíssima. Isso não sou eu quem diz, mas a história do Grêmio, de tantas batalhas e guerras vencidas e perdidas pelo continente americano. E o mais interessante é que a cada nova batalha, o Grêmio parece ressurgir das cinzas (tal como a Ave Fênix) e encantar a todos que têm o prazer irretorquível de assistir aos seus bravos jogos, ao passo que se digladia com os mais severos adversários pelos Coliseus da vida.

Logotipo do clube boliviano.

Logotipo do clube boliviano.

Quanto ao adversário tricolor, ele se chama Club Aurora, um clube fundado em 27 de Maio do ano de 1935, em que as cores predominantes são o branco e o azul celeste, tendo a sua sede estabelecida à Rua Aroma, número 562, na cidade de Cochabamba, mesmo endereço em que se situa o seu estádio (Félix Capriles) com capacidade para 29 mil pessoas. Campeão boliviano em 1968, e atual campeão do Torneio Clausura 2008 da Bolívia, o Aurora tem como sua escalação titular a seguinte: Silvio Dulcich/1; Edward Zenteno/22, Humberto Viviani/21 e Germán Leonforte/11; Edson Zenteno/23, Joe Escobar/8, Jaime Cardozo/24, Julio César Hurtado/18 e Cristian Fernandez/3; Derlis Paredes/20 e Nelson Sossa/17. Trata-se de um esquema 3-5-2 adotado pelo técnico Júlio César Baldivieso, em que se destacam o goleiro argentino Dulcich (ex-atleta da base do Boca Juniors), o ala-esquerdo também argentino Germán Leonforte e o atacante paraguaio Derlis Paredes – que não é aquele famoso que já disputou, inclusive, Copa do Mundo pela Seleção Paraguaia e jogou na Europa por muito tempo vagando entre Porto(POR), Sporting Lisboa(POR) e Reggina(ITA), de nome Carlos Humberto Paredes, atualmente no Olímpia(PAR).

Edson Zenteno comemorando um gol no Apertura Boliviano de 2009.

Edson Zenteno comemorando um gol no Apertura Boliviano de 2009.

Como se pode observar, a maior ameaça não vem da Bolívia, mas do próprio (“festejado”) vestiário Tricolor. Em síntese, só o Grêmio pode derrotar o Grêmio em Cochabamba(BOL)…

Tchüss!!

ele vale R$ 307 milhões?

março 24, 2009

Quem estipulou o preço foi o presidente da Inter, Massimo Moratti.

114857

Ibrahimovic em ação

perda de tempo

março 24, 2009

Palmeiras, Santos, Fluminense, Cruzeiro, Botafogo e Bahia preparam um dossiê para que a CBF reconheça, como títulos nacionais, torneios disputados entre 1959 e 1970.

Particularmente acho uma perda de tempo. Por que essas equipes não se preocupam em conquistar novos títulos em vez de desenterrar o passado? E outra, só agora querem esse reconhecimento? Por que não foram atrás disso antes?

sobre a rodada

março 23, 2009

Quem foi ver Ronaldo e Neymar acabou vendo Dentinho.

Robinho cobrou de maneira ridícula um pênalti. Sorte que sua equipe venceu. 1×0 sobre o  Sunderland

Gerrard é atualmente o melhor jogador do mundo. Fez três na vitória do Liverpool sobre o Aston Vila. 5X0.

São Paulo, Cruzeiro, Palmeiras e Grêmio – ambos participantes da Libertadores – empataram. Será mera coincidência?

O Manchester United tomou 2×0 do Fulham. Vive um mau momento depois de perder para o Liverpool. Porém, acho que é passageiro.

O Vasco voltou a vencer o Flamnego depois de longo jejum. Agora, que atuação do seu Luís Antônio Silva dos Santos heim? Aí é difícil…

Barça e Inter se mantem na frente tanto na Espanha quanto na Itália. Dificilmente não serão campeões.

E por fim, é na Alemanha que acontece o campeonato mais disputado. Olha só a classificação:

Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Hertha Berlim 49 25 15 4 6 39 29 10
2 Bayern de Munique 48 25 14 6 5 53 31 22
Wolfsburg 48 25 14 6 5 53 31 22
4 Hamburgo 48 25 15 3 7 39 36 3
5 Hoffenheim 44 25 12 8 5 52 34 18
6 Stuttgart 42 25 12 6 7 44 36 8

Algum palpite?

Libertadores e a Surpresa que Vem do Paraguai

março 21, 2009
O símbolo do clube.

O símbolo do Libertad.

Trinta e dois clubes disputando o maior torneio das Américas: Grêmio, Palmeiras, Cruzeiro, Sport Recife e São Paulo (BRA); Boca Juniors, Estudiantes de La Plata, River Plate, San Lorenzo e Lanús (ARG); Independiente de Medellín, América de Cáli e Boyacá Chicó (COL); LDU, Deportivo Quito e Deportivo Cuenca (EQU); Colo-colo, Everton e Universidad de Chile (CHI); Libertad, Nacional e Guarani (PAR); San Luis e Chivas Guadalajara (MÉX); Defensor e Nacional (URU); San Martín e Universitário (PER); Aurora e Universitário de Sucre (BOL); Caracas e Deportivo Táchira (VEN). Por óbvio, qualquer cidadão que entenda um pouco de futebol, apontaria como favoritos Boca Juniors, Grêmio, São Paulo, Cruzeiro, Palmeiras, River Plate e a atual campeã LDU. Na prática, a realidade é outra, e ela atende pelo nome de Libertad Football Club.

Fundado em 30 de Julho de 1905 por um grupo de estudantes na cidade de Assunção, o Libertad é um dos clubes mais importantes do Paraguai hoje em dia (estando atrás dos badalados Olímpia e Cerro Porteño). Segundo a Associação Paraguaia de Futebol, o primeiro Campeonato Paraguaio conquistado pelo Libertad foi em  1910. Logo em 1917, 1920, 1930, 1943, 1945, 1955, 1976, 2002, 2003, 2006, 2007 e 2008 somando um total de 13 triunfos a nivel nacional.

Classificação do Apertura 2009/Paraguai

Total Casa Fora
Pos. Equipe Pontos J V E D GP GC J V E D GP GC J V E D GP GC
1 Cerro Porteño 15 5 5 0 0 10 1 2 2 0 0 5 0 3 3 0 0 5 1 Jogos
2 Nacional 10 5 3 1 1 9 5 3 2 0 1 7 4 2 1 1 0 2 1 Subiu 4 posições Jogos
3 Tacuary 10 5 3 1 1 7 5 2 1 0 1 1 1 3 2 1 0 6 4 Subiu 1 posições Jogos
4 Sportivo Luqueño 10 5 3 1 1 6 4 3 2 1 0 5 3 2 1 0 1 1 1 Subiu 1 posições Jogos
5 Rubio Ñú 9 5 3 0 2 6 4 2 1 0 1 3 2 3 2 0 1 3 2 Subiu 2 posições Jogos
6 Olimpia 8 5 2 2 1 4 3 3 1 1 1 2 2 2 1 1 0 2 1 Desceu 4 posições Jogos
7 Libertad 7 5 2 1 2 13 6 3 1 1 1 10 3 2 1 0 1 3 3 Desceu 4 posições Jogos
8 Guaraní 7 5 2 1 2 4 3 3 1 1 1 3 2 2 1 0 1 1 1 Subiu 2 posições Jogos
9 Sol de América 5 5 1 2 2 5 7 2 1 0 1 2 2 3 0 2 1 3 5 Desceu 1 posições Jogos
10 12 de Octubre 4 5 1 1 3 3 7 3 0 1 2 1 3 2 1 0 1 2 4 Desceu 1 posições Jogos
11 2 de Mayo 0 5 0 0 5 3 11 2 0 0 2 3 5 3 0 0 3 0 6 Jogos
12 3 de Febrero 0 5 0 0 5 2 16 2 0 0 2 0 3 3 0 0 3 2 13 Jogos

Conhecido como “gumarelo”, o Libertad atualmente tem como fornecedor de material esportivo nada mais nada menos do que a Nike, sendo patrocinado por outro gigante das indústrias, a Budweiser. Nitidamente priorizando a disputa da Copa Libertadores da América, o Libertad vem disputando seus jogos no Campeonato Paraguaio (Apertura 2009) com time misto, razão pela qual vem ocupando uma posição intermediária, enquanto no Torneio Continental, é o primeiro e único entre os 32 concorrentes a estar já classificado para as Oitavas-de-final, tendo vencido os 4  jogos que disputou.

Grupo 8
Equipo PJ G E P GF GC +/- Puntos
Libertad/PAR 4 4 0 0 6 1 5 12
Universitario/PER 4 1 2 1 4 4 0 5
San Lorenzo/ARG 4 1 0 3 4 5 -1 3
San Luis FC/MEX 4 0 2 2 3 7 -4 2

O Libertad venceu em casa o seu primeiro jogo válido pela Libertadores ante o Unversitário do Peru pelo placar de 2 a 1. Em seguida, venceu o San Luis do México na casa do adversário por 1 a 0. E na sequência, derrotou o argentino San Lorenzo de Almagro por duas vezes (em casa por 2 a 0 e fora de casa por 1 a 0). O time treinado por Javier Torrente joga normalmente num clássico esquema 4-4-3, tendo como escalação: Bava; Balbuena, Pedro Sarabia, Júlio Manzur e Miguel Samudio; Robles, Sergio Aquino, Victor Cáceres e Luis Ramirez; Marín e Juan Samudio. O destaque do time é a firme defesa, formada por Sarabia e Manzur, zagueiros experientes que já formaram a zaga da Seleção do Paraguai com Gamarra. Aí muito se explica o fato de o Libertad ter levado tão somente 1 único gol em 4 jogos. O meia argentino Aquino dá a cadência necessária ao time., enquanto o perigoso e veloz ponteiro colombiano Marín, atordoa as defesas adversárias no ataque com seus chutes à longa distância.

Convenhamos que o grupo 8 não é formado por clubes fortes e de grande tradição no futebol sul-americano, com exceção do San Lorenzo de Almagro, que tem reconhecimento na Argentina, seu país de origem. A questão é: será que o Libertad terá a mesma produção diante de um dos “monstros” da Conmebol? É o que veremos nas fases subsequêntes…

Tchüss!

só um inglês cai

março 20, 2009

Como dois ingleses se enfretam, creio que os dois demais estarão nas semi-finais. Já entre Barcelona e Bayern, fico com Barça.

019510166-ex00

Confrontos das quartas-de-final (foto: Agência AFP)

O Primeiro Gol de La Barbie com o Manto Sagrado do Imortal Tricolor

março 19, 2009

Não poderia ter sido melhor. A imprensa noticiara desde o jogo passado que Maxi “La Barbie” López seria titular no jogo desta quarta-feira, válido pelo 2º turno do Campeonato Gaúcho, ante o São José, de Porto Alegre-RS, até então o clube líder do Grupo 2. Celso Roth surpreendeu mais uma vez: não veio com o time misto prometido, e de quebra, com La Barbie no banco. Ao que tudo indica ,a direção deu uma advertência ao treinador gremista, fazendo com que ele escalasse o time titular, uma vez que é preciso não perder o entrosamento entre o grupo de titulares.

Wanda Nara e o pequenino Valentim causa alvoroço nas tribunas do Grêmio.

Wanda Nara e o pequenino Valentim causa alvoroço nas tribunas do Grêmio.

A torcida havia se deslocado até as dependências do Estádio Olímpico Monumental para conferir de perto a estreia de Maxi López, mas estava frustrada pela escalação inicial. Quem se atrasou para o jogo, perdeu o goláço do Maestro Tcheco aos 20 segundos de jogo. Fabiano Souza haveria de empatar minutos depois. Pra variar, a defesa gremista falhou na bola aérea. Com os nervos no lugar, e comandado pelos lançamentos precisos de Tcheco e pelas arrancadas de alta propulsão técnica de Souza, o Grêmio tomou conta do jogo fez 5 a 1 com Leo, Jonas por duas vezes (lembram dele, o pior jogador do mundo, segundo o jornal espanhol Mundo Deportivo?) e Fábio Santos.

Mas o melhor estava por vir. Como Leo, Jonas e Ruy haviam jogado domingo na vitória do Grêmio de 2 a 0 sobre o Sapucaiense, na cidade de São Leopoldo-RS, a tendência é que fossem substituídos gradualmente. Pois então: Leo deu lugar a Willian Thiego; Jonas deu lugar a Germán Herrera; mas e Ruy? Eis que aos 20 minutos da Segunda Etapa, Roth chama Makelele. A torcida começa a vaiar, por óbvio. Todos pagaram ingresso para ver La Barbie. Roth e Makelele passaram a dar risadas juntos. Passados 5 minutos, após a torcida gritar por várias vezes (“Maxi, Maxi, Maxi”), com o jogo já ganho, Celso Roth resolveu fazer a vontade da torcida. Makelele sentou no banco de reservas às gargalhadas, e Maxi López foi chamado para delírio do Monumental.

Em 20 minutos, La Barbie impressionou pela imposição física. Em seu primeiro lance, o zagueiro Samuel (ex-Grêmio, e campeão gaúcho de 2000 com o Caxias) subiu muito alto para cabecear, mas Maxi tomou a frente e a bola morreu no seu peitoral. Samuel desabou no chão, e Maxi girou em cima do beque. Pedalou diante do segundo marcador e rolou para Souza. Este era o centroavante que faltava. Quando acionado em outras duas vezes, nem subiu para cabecear, dominando amplamente ambos os lances com o uso do peito, girando sobre a marcação e saindo de fronte para o gol.

Foi então que aos 41 minutos do Segundo Tempo, Souza cobrou falta da entrada da área. Uma patada de direita! Luiz Muller, goleiro do São José, espalmou para o meio da área, e na posição de centroavante, La Barbie marcou com muito oportunismo o seu primeiro gol com a camisa tricolor. No momento do gol, o estádio quase veio abaixo. Gol de centroavante. Gol de quem sabe fazer gols. Homenagem ao filho Valentim, recém nascido, com direito a suspeiros da bela Wanda Nara, mulher de Maxi López. Obrigado, Maxi! E que tu honres a camisa número 16 na Libertadores da América, a mesma que já foi de Jardel no Bicampeonato em 1995…

La Barbie, no momento do gol, homenageando o filho recém nascido.

La Barbie, no momento do gol, homenageando o filho recém nascido.

Tchüss!!

espanha não

março 17, 2009

Segundo matéria do jornal italiano La Gazzetta dello Sport que o G1 reproduz aqui – Ibrahimovic quer ganhar grandes títulos europeus. E na visão do craque sueco, a Inter de Milão não é o melhor lugar para isso.

Mas só agora ele pensou assim? Faz tempo que os times italianos, e principalmente a Inter, não fazem boa campanha nos campeonatos europeus.

ibrahimovic2r_468x360

(foto:http://img.dailymail.co.uk)

No entanto, não sei se o futebol espanhol seria uma boa opção para ele. Por que não o futebol inglês? Esse sim, forte, competitivo e disparado o melhor campeonato do mundo.

E mais, como bem relata a matéria, só dois times espanhóis seriam alvo de Ibrahimovic: Barça ou Real. Já na Inglaterra esse número dobra se só considerarmos os quatro grandes: Arsenal, Chelsea, Liverpool e Manchester United.

Creio que uma possível transferência para o futebol espanhol não seria boa para o atacante. Mas, é preciso levar em conta o lado profissional do rapaz.

Como Joga o Time de Michael Laudrup

março 16, 2009

rafael1

Rafael Carioca comemora com Saenko o gol que abriu o placar

Matéria pouco explorada pela mídia brasileira, o Futebol Russo vem ganhando mais atenção dos brazucas desde que o CSKA Moscou (RUS) – clube de Vágner Love e Dudu Cearense, comandado atualmente pelo Galinho Zico, e ex-clube de Daniel Carvalho – passou a contratar jogadores de nome no Brasil, ao mesmo passo em que conquistou a Copa da UEFA em 2007. O futebol da Rússia voltou a ser destacado, fundamentalmente no Estado do Rio Grande do Sul, uma vez que Rafael Carioca (um dos maiores destaques do Campeonato Brasileiro 2008, ex-volante do Grêmio) fora negociado com o Spartak de Moscou (RUS), um dos rivais do CSKA de Vágner Love. Além disso, o futebol da terra de Stálin haveria de tomar as páginas dos jornais gaúchos mais uma vez, quando o Grêmio anunciou a maior contratação do futebol do Rio Grande em 2009: Maxi “La Barbie” López, ex-centroavante de River Plate(ARG) e Barcelona(ESP), que estava jogando no Moscou FC (RUS). De quebra, mais recentemente, Alex (ex-craque do Internacional de Porto Alegre-RS) foi vendido para o mesmo Spartak de Moscou (RUS) de Rafael Carioca. Ah, não esqueçamos do famoso Dínamo de Moscou (RUS), sem sombra de dúvidas, o clube mais famoso deste país, tendo em vista toda a sua história em termos de Campeonatos Nacionais e Copa dos Campeões da Europa.

Imaginem: o Campeonato Russo é pequeno demais para a rivalidade de quatro grandes clubes. Algo parecido, só pode ser visto no Brasil (mais precisamente Rio e São Paulo)!  O fato é que o Spartak de Moscou (RUS) tem chamado mais a atenção, e neste último final de semana, no dia 15 de Março do presente ano, teve deflagradas as estreias dos brazucas Rafael Carioca e Alex, na primeira rodada válida pela Premier League da Rússia. Outros brasileiros que jogam no clube russo são Mozart (volante criado no Coritiba, ex-jogador do Flamengo) e Welliton (ex-centroavante do Goiás). O jogo foi celebrado na casa do Spartak, o “BSA Luznikki Stadium”, na cidade de Moscou, e teve como adversário o atual campeão da Copa da UEFA, o Zenit de São Petersburgo(RUS), ex-clube do rápido ponteiro (que tem contornos de Renato Portaluppi) Arshavin, da Seleção Russa. A partida terminou empatada em 1 a 1, um jogáço de bola. Evidente que não se poderia esperar outra coisa de uma partida envolvendo dois times de bom nível técnico. O Spartak abriu o placar logo aos 2min do primeiro tempo com Saenko: após lançamento de Rafael Carioca (camisa # 5), para o centroavante Welliton (camisa #11), este ganha no corpo do beque central, pedala diante do segundo e último marcador, e manda uma paulada quase no meio do gol; o goleiro espalma para o meio da área e Saenko (camisa # 30) chuta de “meio carrinho” para o fundo das redes, tendo a bola passado ao lado do corpo de um meia do Zenit que tentava guardar a meta do goleiro. O empate veios logo aos 17min do primeiro tempo num goláço de falta do atacante Pogrebnyak do Zenit, que deu tirambáço de direita na gaveta do goleiro Pletikosa (camisa # 22), que nada pôde fazer.

alex_121

Alex marcando o meia do Zenit

O Spartak é treinado pelo maior ídolo da história da Dinamarca (ao lado de Thommajevsky, o grandioso goleiro do século passado), Michael Laudrup, líder da “Dinamáquina” campeã européia de 1992. Laudrup arma o time num 4-5-1, tendo em sua defesa o goleiro Pletikosa [da Seleção da Croácia], na lateral-direita o camisa # 14 Clemente Rodriguez [ex-Boca Juniors/ARG], na lateral-esquerda o camisa # 15 Radoslav Kovac [reserva da Seleção da República Tcheca], na zaga os camisas # 3 Martin Stranzl [da Seleção da Áustria] e # 7 Jiranek [da Seleção da República Tcheca], no meio de campo como volantes os brazucas Rafael Carioca e Mozart [camisa # 6], como meias de ligação os camisas # 12 Alex, # 19 Christian Maidana e # 30 Saenko, e finalmente no comando do ataque o centroavante brasileiro Welliton.

O time (pelo menos no papel) é muito bom. O brasileiro não gosta de esquemas defensivos (como era o 4-5-1 do início do ano de Tite, no Internacional, e o fatídico e já superado 3-6-1 de Celso Roth, no Grêmio), é um questão cultural. No esquema adotado por Michael Laudrup, é notória a “flutuação” que faz Alex. Rafael Carioca e Mozart são volantes que sabem sair jogando e têm altíssimo nível técnico. Eles fecham mais a defesa pelo meio, enquanto o lateral argentino Clemente sobe mais para o ataque e o tcheco Kovac guarda mais a posição. Maidana e Saenko são armadores, mas têm a responsabilidade de marcar também. Por isso Alex tem a liberdade para “flutuar”, entre o meio de campo e o ataque, ora ajudando na armação das jogadas, ora atacando e se juntando ao centroavante Welliton, de boa movimentação. Alex não tem o dever de marcar, apenas cercar. Pareceu um esquema defensivo? Ou é uma forma de se defender com mais atenção para aproveitar melhor o contra-ataque? Deveras, é dentro destes padrões táticos, e contando com o talento de seu bom elenco de jogadores, o Spartak de Moscou (RUS) pretende voltar ao topo do Futebol Europeu neste Temporada ‘ 2009, que promete ser quentíssima na Premier League da Rússia…

Tchüss!

é fácil chegar aos 300 gols?

março 16, 2009

_42790193_inzaghi300

Filippo Inzaghi chegou aos 300 gols na carreira

(foto: http://newsimg.bbc.co.uk)


%d blogueiros gostam disto: